Autor Tópico: Aborto é um assassinato em sua essência?  (Lida 2334 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Skeptikós

  • Nível 39
  • *
  • Mensagens: 4.046
  • Sexo: Masculino
  • Séxtos Empeirikós
Re:Aborto é um assassinato em sua essência?
« Resposta #225 Online: 28 de Julho de 2018, 10:06:50 »


<a href="https://www.youtube.com/v/imbiRP7Sx64" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/imbiRP7Sx64</a>



Eu não vou ver o vídeo, mas se ele defende essa posição do título do vídeo, é uma completa idiotice.

Extendendo a "lógica" se teria que donos de uma casa própria podem cometer infanticídio livremente, enquanto que sem-teto não. Sendo algo polêmica a questão do direito do assassinato em casos de aluguel de residência. Acho que deve ficar estabelecido no contrato.



Também ainda não vi o vídeo, mas conheço o canal e aposto que a opinião dele é o inverso disso, ele provavelmente está criticando os partidários de tal opinião.

Assisti o vídeo e é isso mesmo que ele faz. Ele argumenta (não com essas palavras mas com esse sentido) que seria absurdo defender uma idéia tal como a do título do vídeo, pois extendendo a mesma idéia para outros assuntos, brasileiros por exemplo não poderiam mais comentar a política do governo estadunidense por não serem americanos, criticarem pessoas ricas e a desigualdade econômica caso não sejam ricos também, e por aí vai.

A minha opinião é semelhante a dele, que é a de que o aborto é ético e moral com base na idéia de que um feto em estágios iniciais (12 semanas é o prazo onde ele define o prazo máximo ideal até onde o aborto deve ser permitido em todas as circunstâncias) não é um indivíduo digno de direitos como o é um adulto, uma criança e um bebê pensantes, por exemplo, da mesma forma que uma pessoa com morte cerebral não tem mais aquilo que a torna um indivíduo pensante. Ele provavelmente cometeu algum erro já que falou com convicção sobre um assunto técnico de mais e ainda alvo de controvérsias (que é a formação e a funcionalidade do córtex cerebral nos diversos estágios de formação gestacional), mas no geral eu achei a sua opinião razoável.
« Última modificação: 28 de Julho de 2018, 10:09:45 por Skeptikós »
"Che non men che saper dubbiar m'aggrada."
"E, não menos que saber, duvidar me agrada."

Dante, Inferno, XI, 93; cit. p/ Montaigne, Os ensaios, Uma seleção, I, XXV, p. 93; org. de M. A. Screech, trad. de Rosa Freire D'aguiar

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.377
  • Sexo: Masculino
Re:Aborto é um assassinato em sua essência?
« Resposta #226 Online: 28 de Julho de 2018, 13:03:05 »
A moral é absoluta?
Se 'sim', pode demonstrar?
Me apresente alguem afirmando que podemos matar, mentir e roubar indiscriminadamente e impunemente .


Del vechio,


Temos que ao aceitar a ideia de que se pode matar, mentir e roubar  discriminadamente (e isto está implícito na sua solicitação).  Isto já é suficiente para jogar por terra a afirmação e a crença de que matar, e/ou mentir e/ou  roubar  sejam absolutamente errados,  ou seja que sejam vedações morais absolutas.  Pois, basta uma exceção na vedação para que deixe de ser vedação moral absoluta, e se torne vedação moral relativa.


Em outras palavras, na sua própria solicitação você já demonstra que  tais comportamentos não são absolutamente errados, mas apenas relativamente errados.



Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.377
  • Sexo: Masculino
Re:Aborto é um assassinato em sua essência?
« Resposta #227 Online: 28 de Julho de 2018, 15:12:43 »
Matar é sempre absolutamente errado!
Se matar fosse sempre absolutamente errado, a legítima defesa não poderia ser aceita em hipótese alguma e não poderia legalmente ser considerado excludente de ilicitude, já que ela seria sempre absolutamente errada.

Você precisa estudar urgentemente o significado da palavra "absoluto" se quiser ser levado a sério neste debate. Continuar com esses malabarismos para não admitir a própria incoerência não nos leva a lugar nenhum.

matar é absolutamente errado, porque nenhuma vida efêmera é superior a outra, fora isto só resta achismos pessoais!




Sequer nosso ordenamento legal considera que "matar é absolutamente errado",  há casos em que é considerado correto, como nos casos de legítima defesa e  de guerras.



Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.377
  • Sexo: Masculino
Re:Aborto é um assassinato em sua essência?
« Resposta #228 Online: 28 de Julho de 2018, 15:20:49 »
no caso reitero a questão no caso da legitima defesa, qual seria o crime mais grave a ameça ou anulação consumada da vida?
Legítima defesa NÃO É crime. Uma das evidências de que a moral humana é subjetiva e relativa.

"A Legítima defesa é uma causa de exclusão da ilicitude que se caracteriza pela existência de agressão ilícita, atual ou iminente, a direito próprio ou alheio, que pode ser repelida usando-se moderadamente dos meios necessários. Esta situação justificante encontra-se positivada no Art. 23, II, e no Art. 25, ambos do Código Penal.

Agindo nos termos que justificam a legítima defesa o agente não pratica crime, devido à exclusão da antijuridicidade, que é elemento integrante e essencial do fato punível. No entanto, o agente pode responder pelo excesso a título de dolo ou culpa." (https://pt.wikipedia.org/wiki/Leg%C3%ADtima_defesa)

  um bandido ameaça minha vida e eu moderadamente o mato ?  :histeria: :histeria: :histeria: :histeria:

Fala sério!

questiono novamente o que é mais grave a ameça ou a consumação do crime?



"Repelir de forma moderada"


Exemplo:


Um  ladrão  entra no quintal de sua casa a noite,   você percebe,  e de dentro de casa você  dá um tiro  em direção ao solo para tentar dissuadir o meliante,  o meliante então sai correndo.






Offline Sdelareza

  • Nível 14
  • *
  • Mensagens: 330
Re:Aborto é um assassinato em sua essência?
« Resposta #229 Online: 28 de Julho de 2018, 19:17:29 »
Há no meio acadêmico pessoas que defendem o aborto, mas também o infanticídio.

Isso é a visão polêmica do filósofo australiano Peter Singer.

Seu argumento é que abreviar o sofrimento de uma pessoa (mesmo sendo um
recém nascido) representa um ato de compaixão e que não há motivo para mantê-la viva
 indiscriminadamente.

Se uma pessoa se opõe radicalmente ao aborto sob qualquer circunstâncias, seria de se esperar
que ela seria também radicalmente contra a matança de animais. Se não é o caso , aquilo representa um especismo
(discriminação contra outras espécies, como o racismo é uma discriminação contra pessoas de outra cor).

Para Singer, a vida de um animal não deveria valer menos que a de um homem.
Qualquer ser vivo que é ciente de sua existência e que deseja seguir vivendo não deveria
ser morto.

Segundo ele, a vida de um animal nessa categoria vale mais do que um humano recém nascido, que não possui
a noção de si próprio ou não é capaz de perceber sua existência.

Singer, conhecido defensor dos direitos dos animais, afirma segundo esse raciocino, que os pais de recém-nascidos
 com deficiências graves devem ter o direito de decidir se o bebê deve viver ou não (O infanticídio era algo
praticado em sociedades antigas como na Grécia e Japão).
« Última modificação: 28 de Julho de 2018, 19:40:11 por Sdelareza »

Offline Del vechio

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 193
Re:Aborto é um assassinato em sua essência?
« Resposta #230 Online: 30 de Julho de 2018, 18:37:55 »
A moral é absoluta?
Se 'sim', pode demonstrar?
Me apresente alguem afirmando que podemos matar, mentir e roubar indiscriminadamente e impunemente .


Del vechio,


Temos que ao aceitar a ideia de que se pode matar, mentir e roubar  discriminadamente (e isto está implícito na sua solicitação).  Isto já é suficiente para jogar por terra a afirmação e a crença de que matar, e/ou mentir e/ou  roubar  sejam absolutamente errados,  ou seja que sejam vedações morais absolutas.  Pois, basta uma exceção na vedação para que deixe de ser vedação moral absoluta, e se torne vedação moral relativa.


Em outras palavras, na sua própria solicitação você já demonstra que  tais comportamentos não são absolutamente errados, mas apenas relativamente errados.

não argumento inexistência de morais pessoais muito menos  existência de uma moral   arbitraria absoluta, apenas que ha uma moral absoluta que nos diz que matar é errado em todos os casos não ha exceções, o fato de matar é tão moralmente culposo porque  contraria uma moral absoluta e necessita de um um juri para decidir agravantes e atenuantes para  as devida penalidades.
Se matar não contrariasse  uma lei moral absoluta, não necessitaria de um moroso julgamento de tal infração contra ela.
Por que?

Offline Del vechio

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 193
Re:Aborto é um assassinato em sua essência?
« Resposta #231 Online: 30 de Julho de 2018, 18:39:43 »
Matar é sempre absolutamente errado!
Se matar fosse sempre absolutamente errado, a legítima defesa não poderia ser aceita em hipótese alguma e não poderia legalmente ser considerado excludente de ilicitude, já que ela seria sempre absolutamente errada.

Você precisa estudar urgentemente o significado da palavra "absoluto" se quiser ser levado a sério neste debate. Continuar com esses malabarismos para não admitir a própria incoerência não nos leva a lugar nenhum.

matar é absolutamente errado, porque nenhuma vida efêmera é superior a outra, fora isto só resta achismos pessoais!




Sequer nosso ordenamento legal considera que "matar é absolutamente errado",  há casos em que é considerado correto, como nos casos de legítima defesa e  de guerras.

como disse, a lei moral absoluta não é arbitraria, mas sem duvida existe dentro da nossa consciência!
Por que?

Offline Del vechio

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 193
Re:Aborto é um assassinato em sua essência?
« Resposta #232 Online: 30 de Julho de 2018, 19:16:01 »
no caso reitero a questão no caso da legitima defesa, qual seria o crime mais grave a ameça ou anulação consumada da vida?
Legítima defesa NÃO É crime. Uma das evidências de que a moral humana é subjetiva e relativa.

"A Legítima defesa é uma causa de exclusão da ilicitude que se caracteriza pela existência de agressão ilícita, atual ou iminente, a direito próprio ou alheio, que pode ser repelida usando-se moderadamente dos meios necessários. Esta situação justificante encontra-se positivada no Art. 23, II, e no Art. 25, ambos do Código Penal.

Agindo nos termos que justificam a legítima defesa o agente não pratica crime, devido à exclusão da antijuridicidade, que é elemento integrante e essencial do fato punível. No entanto, o agente pode responder pelo excesso a título de dolo ou culpa." (https://pt.wikipedia.org/wiki/Leg%C3%ADtima_defesa)

  um bandido ameaça minha vida e eu moderadamente o mato ?  :histeria: :histeria: :histeria: :histeria:

Fala sério!

questiono novamente o que é mais grave a ameça ou a consumação do crime?



"Repelir de forma moderada"


Exemplo:


Um  ladrão  entra no quintal de sua casa a noite,   você percebe,  e de dentro de casa você  dá um tiro  em direção ao solo para tentar dissuadir o meliante,  o meliante então sai correndo.

segundo a lei moral absoluta matar independente da necessidades pessoais, sempre sera um crime contra a vida.

a questão é : Qual crime é  mais grave a ameça feita  por um ladrão ao tentar roubar te ou voce mata-lo alegando legitima defesa?
Este seu exemplo pedagógico do tipo  "bom menino" pode acabar sendo um tiro no pé, vai que o ladrão revide atirando para te matar, neste caso voce que acabará morto de susto! :olheira:

seu exemplo me fez recordar entrevista de Bolsonaro x mariana godoy que se mostrou indignada quando ele legitimava a defesa em matar o ladrão , ela questionava se não dava somente para atirar para assustar o ladrão, ele disse que ela havia assistido muito filme em que o herói politicamente correto sempre conseguia atirar somente para desarmar o ladrão,mas na vida real é matar ou ser morto voce decide enquanto ainda  esta vivo!
 
Por que?

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 35.359
  • Sexo: Masculino
Re:Aborto é um assassinato em sua essência?
« Resposta #233 Online: 30 de Julho de 2018, 19:36:56 »
Estratégias de defesa que tenham força letal como último recurso não só livram do risco de se ser condenado por assassinato, como o de matar acidentalmente algum membro da própria família.

Citar
GO: após vários assaltos, morador prepara armadilha e mata ladrão
A armadilha foi feita com fios, canos, pólvora e ratoeira. Agora o morador de Formosa, a 70 quilômetros de Brasília, responderá por homicídio doloso.

http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2011/07/go-apos-varios-assaltos-morador-prepara-armadilha-e-mata-ladrao.html


http://g1.globo.com/pernambuco/noticia/2013/09/pai-confunde-filho-sonambulo-com-ladrao-e-mata-garoto-em-ferreiros-pe.html

Offline Del vechio

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 193
Re:Aborto é um assassinato em sua essência?
« Resposta #234 Online: 01 de Agosto de 2018, 11:29:14 »
Idealmente Considerando que toda forma de vida é naturalmente  dependente  social, nenhuma vida pode ser considerada superior a outra , então matar é absolutamente errado e arbitrário.
porem no mundo real existe tal necessidade e devem ser considerados agravantes e atenuantes para podermos tentar justificar o sentido de "não mataras" que no  mundo  real  só pode ser mais ou menos seguido conforme a maturidade social.
idealmente e logicamente  necessitamos arbitrariamente retirar da sociedade elementos anti sociais para ressocializa los para  evitarmos reincidências e claro sempre respeitando a máxima de "não matar".
Porque a intenção de um sociedade dita civilizada nunca pode ser o da falta de razão na forma de vingança  sádica causando dor improdutivas não progressistas.
Mas realmente na pratica nem sempre é possível contrariar o arbítrio anti social sem usar a força  tipo campanha de conscientização dos anti sociais "todos abraçando a lagoa Rodrigo de Freitas e soltando a pombinha da paz em Copa Cabana" isso não resolvera o problema da violência, no máximo sera motivo de riso para os marginais.
A nossa sociedade real não dispõe de recursos voltado a a ressocialização de seres anti sociais, proporcionando lazer, cultura, educação, profissionalização e empregos e se ao menos dispusesse de tais recursos apenas para cidadães produtivos socialmente  e pagadores de impostos ja teríamos uma sociedade bem melhor.
O que temos atualmente é uma politica "humanitária" politicamente correta, onde é dado maiores direitos e poucos deveres aos nossos predadores sociais e o resultado é o crime organizado nadando de braçada dominando o governo e oprimindo  a socieadade
que os alimenta!   

 :magica:  :bash: :ar15: :cadeira:  :bandido: :ordem2:
« Última modificação: 01 de Agosto de 2018, 11:35:53 por Del vechio »
Por que?

Offline Del vechio

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 193
Re:Aborto é um assassinato em sua essência?
« Resposta #235 Online: 01 de Agosto de 2018, 11:41:45 »

somente o  "não ser" sem ação se isentam de cometer erros ao meu ver covardes
Por que?

Offline Agnoscetico

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.628
  • Sexo: Masculino
Re:Aborto é um assassinato em sua essência?
« Resposta #236 Online: 05 de Agosto de 2018, 15:27:21 »
Há no meio acadêmico pessoas que defendem o aborto, mas também o infanticídio.

Isso é a visão polêmica do filósofo australiano Peter Singer.

Seu argumento é que abreviar o sofrimento de uma pessoa (mesmo sendo um
recém nascido) representa um ato de compaixão e que não há motivo para mantê-la viva
 indiscriminadamente.

Se uma pessoa se opõe radicalmente ao aborto sob qualquer circunstâncias, seria de se esperar
que ela seria também radicalmente contra a matança de animais. Se não é o caso , aquilo representa um especismo
(discriminação contra outras espécies, como o racismo é uma discriminação contra pessoas de outra cor).

Para Singer, a vida de um animal não deveria valer menos que a de um homem.
Qualquer ser vivo que é ciente de sua existência e que deseja seguir vivendo não deveria
ser morto.

Segundo ele, a vida de um animal nessa categoria vale mais do que um humano recém nascido, que não possui
a noção de si próprio ou não é capaz de perceber sua existência.

Singer, conhecido defensor dos direitos dos animais, afirma segundo esse raciocino, que os pais de recém-nascidos
 com deficiências graves devem ter o direito de decidir se o bebê deve viver ou não (O infanticídio era algo
praticado em sociedades antigas como na Grécia e Japão
).

Em várias, incluindo a santa maniqueísta pró-vida sociedade judaica:

Deuteronomio 2:32-34 / 3:4-6 / 13:15

   Seon saiu com todo o seu povo ao nosso encontro para pelejar contra nós em Jasa. Mas o Senhor, nosso Deus, no-lo entregou e nós derrotamo-lo com os seus filhos e todo o seu povo. Tomamos-lhe então todas as suas cidades, que votamos ao interdito, com os homens, as mulheres e as crianças, sem deixar escapar ninguém.

   Tomamos então todas as suas cidades (não houve uma sequer que não caísse em nossas mãos), em número de sessenta, toda a região de Araob, o reino de Og, em Basã. Todas essas cidades eram fortificadas, com altas muralhas, portas e ferrolhos, sem contar as numerosas cidades abertas. Votamo-las ao interdito, como o tínhamos feito a Seon, rei de Hesebon, com os homens, as mulheres e as crianças.

   farás passar ao fio de espada os habitantes dessa cidade, juntamente com o seu gado, e à votarás ao interdito com tudo o que nela se encontrar.

Josué 6:21 / 10:28 / 10:35-39

   Tomaram a cidade e votaram-na ao interdito, passando a fio de espada tudo o que nela se encontrava, homens, mulheres, crianças, velhos e até mesmo os bois, as ovelhas e os jumentos.

   No mesmo dia apoderou-se Josué de Maceda, e passou-a ao fio da espada juntamente com seu rei; votou ao interdito a cidade com todo ser vivo que nela havia, sem nada poupar. E fez ao rei de Maceda como tinha feito ao rei de Jericó.

   Tomaram-na no mesmo dia, e passaram-na ao fio da espada, votando ao interdito todo ser vivo , como tinha feito a Laquis. Subiu em seguida com todo o Israel de Eglon a Hebron, e atacaram-na. Tomaram Hebron e passaram ao fio da espada a cidade com seu rei, seus arrabaldes e todo ser vivo, sem nada deixar escapar , como tinham feito a Eglon. A cidade foi votada ao interdito com todo ser vivo . Dali Josué, com todo o Israel, voltou-se contra Dabir e atacou-a; apoderou-se dela, juntamente com seu rei, e passou-os ao fio da espada. Votou ao interdito toda alma viva que nela se achava, sem nada poupar, e fez a Dabir e ao seu rei como tinha feito a Hebron e a Libna com seus reis.

1 Samuel 15:3 / 15:18

   Vai, pois, fere Amalec e vota ao interdito tudo o que lhe pertence, sem nada poupar: matarás homens e mulheres, crianças e meninos de peito, bois e ovelhas, camelos e jumentos .

   O Senhor te havia dado uma ordem, e te havia dito que votasses ao interdito esses pecadores, os amalecitas, combatendo-os até o completo extermínio.

Ezequiel 9:6

   Matai sem dó: idosos, rapazes e moças, crianças e mulheres, até aniquilar a todos. Todavia não tocai em ninguém que tenha recebido o sinal da salvação. Começai, pois, a destruição pela minha própria Casa, o Templo”. Então eles iniciaram a matança pelas autoridades que estavam na frente do santuário.


Juizes 18:7

   Os cinco homens puseram-se a caminho e foram até Lais. Viram ali um povo que habitava seguro, pacífico e tranqüilo, segundo o costume dos sidônios. Não havia naquele terra nenhum rei que dominasse sobre os seus habitantes, ou que os molestasse em coisa alguma. Viviam longe dos sidônios e não tinham relações com ninguém.

Juizes 18:9-10

   Eles responderam: Vamos, subamos contra eles. Vimos a sua terra que é excelente. Por que ficais aí sem nada dizer? Não demoreis a pôr-vos em marcha para tomar posse dessa terra. Quando ali entrardes, encontrareis um povo que vive em segurança e uma terra espaçosa que Deus vos entregará nas mãos, uma região onde nada falta daquilo que a terra produz.

Juizes 18:27

   Desse modo, tomaram os danitas a obra que Micas tinha feito, juntamente com o seu sacerdote. Atacaram então Lais, um povo pacífico e seguro, passaram-no ao fio da espada e queimaram a cidade.







Offline Del vechio

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 193
Re:Aborto é um assassinato em sua essência?
« Resposta #237 Online: 06 de Agosto de 2018, 09:30:16 »

guerras e assassinatos por interesses sempre existirão
Por que?

Offline Agnoscetico

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.628
  • Sexo: Masculino
Re:Aborto é um assassinato em sua essência?
« Resposta #238 Online: 06 de Agosto de 2018, 11:23:39 »

guerras e assassinatos por interesses sempre existirão

E desculpas esfarrapadas também.




Offline Agnoscetico

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.628
  • Sexo: Masculino
Re:Aborto é um assassinato em sua essência?
« Resposta #239 Online: 06 de Agosto de 2018, 22:59:29 »


<a href="https://www.youtube.com/v/m_r2oMlbyYA" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/m_r2oMlbyYA</a>



Offline Agnoscetico

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.628
  • Sexo: Masculino
Re:Aborto é um assassinato em sua essência?
« Resposta #240 Online: 11 de Agosto de 2018, 12:19:43 »



<a href="https://www.youtube.com/v/LZRz7KU_HMc" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/LZRz7KU_HMc</a>



Offline Aronax

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.288
  • Sexo: Masculino
Re:Aborto é um assassinato em sua essência?
« Resposta #241 Online: Ontem às 12:41:20 »
Religiosos costuma dizer que a vida humana surge na concepção,...no encontro entre o ovulo e o espermatozoide. Estes mesmos  no entanto, ao quebrarem um ovo para fritar, e constatar que é um ovo fertilizado, não dizem que estão fritando uma galinha....mas um ovo.
A melhor avaliação que vi, foi a de Carl Sagan no livro Bilhões e Bilhões.
Uma verdade ou um ser podem ser vistos de vários pontos, porém a verdade e o ser estão acima de pontos de vista.

Offline Del vechio

  • Nível 11
  • *
  • Mensagens: 193
Re:Aborto é um assassinato em sua essência?
« Resposta #242 Online: Ontem às 17:47:39 »

a verdade que ainda não podemos precisar o momento exato que o ser passa a existir, nem se seres que não possuem cérebro se sentem vivos.
Por que?

Offline Agnoscetico

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.628
  • Sexo: Masculino
Re:Aborto é um assassinato em sua essência?
« Resposta #243 Online: Ontem às 18:30:55 »
Religiosos costuma dizer que a vida humana surge na concepção,...no encontro entre o ovulo e o espermatozoide. Estes mesmos  no entanto, ao quebrarem um ovo para fritar, e constatar que é um ovo fertilizado, não dizem que estão fritando uma galinha....mas um ovo.
A melhor avaliação que vi, foi a de Carl Sagan no livro Bilhões e Bilhões.

A vida basicamente surge na concepção mesmo, ainda que não seja autônoma.
A questão quando surge a consciência (que já determinaria algum tipo de noção de sofrimento), que alguns dizem ser quando córtex é formado.



 


Offline Agnoscetico

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.628
  • Sexo: Masculino
Re:Aborto é um assassinato em sua essência?
« Resposta #244 Online: Ontem às 18:43:52 »


<a href="https://www.youtube.com/v/QHAY1gCIXQk" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/QHAY1gCIXQk</a>



 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!