Autor Tópico: O Erro Espírita  (Lida 2869 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.983
Re:O Erro Espírita
« Resposta #25 Online: 29 de Julho de 2018, 22:39:15 »
Tem o caso de Galileu, que apesar da grande contribuição à Ciência enquanto vivo, se restringiu a só dizer abobrinhas depois de morto.

O espírito de Galileu era "articulista" da Revue Spirite e Camille Flammarion também psicografava Galileu. A confusão surge quando Chico Xavier afirmou que Flammarion era o próprio Galileu  reencarnado. Dupla personalidade espiritual? Veja o malabarismo para explicar a confusão:

Citar
Agora, quanto à revelação de Flammarion ter sido Galileu, esclarecemos que ela foi feita pelo médium Francisco Cândido Xavier. Isso se deu em resposta à pergunta formulada pelo professor Henrique Rodrigues, a respeito das comunicações de autoria do Espírito Galileu psicografadas pelo médium Camille Flammarion, apresentadas no capítulo VI do livro A Gênese. O relato de tal revelação, aliás, está registrado no livro De Amigos para Chico Xavier, de Divaldinho Mattos, editado pela Casa Editora Espírita “Pierre-Paul Didier”. 

É importante assinalar que Allan Kardec, ao publicar A Gênese em 1868, inseriu a seguinte nota de rodapé no capítulo VI – Uranografia Geral: “Este capítulo é textualmente extraído de uma série de comunicações ditadas à Sociedade Espírita de Paris, em 1862 e 1863, sob o título – Estudos Uranográficos – e assinadas por Galileu. Médium: C.F.”. A Federação Espírita Brasileira, ao publicar a referida obra, adicionou: “Nota do Tradutor: estas são as iniciais do nome de Camille Flammarion”.

Embora o texto do capítulo “Estudos Uranográficos” tenha sido assinado pelo Espírito Galileu e recebido pelo médium Camille Flammarion, ou seja, tenha vindo de duas personalidades distintas, reunidas, porém, numa mesma individualidade, podemos concluir que a autoria das comunicações é de um único Espírito, assim como também a revelação de que o planeta Marte é mais adiantado do que a Terra, contida no romance Estela, de Camille Flammarion, isto é, Galileu / Flammarion.
http://www.oconsolador.com.br/ano2/90/especial.html

Offline JungF

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 212
Re:O Erro Espírita
« Resposta #26 Online: 29 de Julho de 2018, 23:04:22 »
Vocês notaram que o debate está no mesmo caminho de todos os outros que já ocorreram por aqui, não é mesmo?
Os céticos pedem provas materiais e os espíritas dizem que isto não é possível, a menos da boa vontade dos Espíritos e dos céticos que mesmo quando as mesas giraram, negaram de pés juntos, ops!

Então o que estou fazendo aqui, respondendo aos companheiros indagadores? Simplesmente participando do tópico que diz "O Erro Espírita" e tentando mostrar que não há tal coisa, desde que se compreenda a abrangência ou a limitação das expressões, Filosofia, Ciência e Religião, por mim explanada no inicio.

Mas tenho também a responsabilidade de esclarecer pontos obscuros, aos olhos dos menos afeitos ao estudo do Espiritismo.
Como eu já disse, o Espiritismo que pretende caminhar junto aos companheiros encarnados, esclarecendo, consolando e trazendo a esperança para o devir, tem por causa destas propostas, o dever de progredir sempre, da mesma forma que progride a humanidade.
Na obra A Gênese, este aspecto evolutivo é explicado e justificando o surgimento das denominadas obras subsidiárias que, quase em sua totalidade foram psicografadas por FXavier.
Pontos importantes que não foram abordados por Kardec ali recebem a competente e lúcida orientação de Emmanuel e André Luiz.
Na minha modesta opinião, estas duas entidades produziram mais e com mais clareza que toda a codificação, sem contudo desmentir qualquer coisa.

Sdelareza menciona ovnis, Marte, Atlântida... Mas o mesmo Kardec avisa nos textos que produziu tratar-se de sua opinião, quer dizer, fez questão de deixar claro quando se tratava da resposta dos espíritos e quando era apenas sua opinião.
Gigaview fala do racismo, muito injustamente, pois o Espiritismo não endossa tal atitude, mas na ocasião Kardec acompanhando a mentalidade tacanha Eurocêntrica emitiu opinião de igual teor, ressaltando pois, aqui, que isto não faz parte dos ensinamentos dos Espíritos.

Mas resta um ponto que se torna questão de honra: Gigaview também fala das fraudes, que de fato ocorreram em várias situações, pois Charlatães sempre existiram ao lado de pesquisadores honestos. Então, ele fala de fraudes atestadas e documentadas. Bullshit.
Atestadas e documentadas por quem? Inimigos viscerais, pois para obter tais provas bastava, no caso de WCrookes, agarrar a capa da entidade e arrancá-la, descobrindo por debaixo um homem de carne e osso. Mas porque não fizeram tal coisa e se limitaram a publicar fotos? Porque estavam dando início ao que hoje chamamos fake news. :x
Outro lapso que o cético sempre aponta, e eu mesmo no inicio de meus estudos andava ansioso por compreender: porque os Espíritos não trazem informações claras possibilitando avanços da Ciência?
Existem duas explicações que se completam: muitos dos progressos realizados o foram sob inspiração dos desencarnados especialistas naquela área específica, mas também, reencarnam homens que na espiritualidade se dedicaram àqueles estudos e se lembrarão deles no momento azado.
Tudo isto porque não cabe ao Espiritismo poupar ao homem o que é trabalho seu, embora como vimos, de certo modo eles quase sempre estão presentes.

Finalmente, já que Gigaview aborda, volto a falar sobre isto... interessante que ele mesmo, há pouco mencionou o fato: as obras básicas e suas subsidiárias respondem por todo o conhecimento do Espiritismo. Os médiuns, e em certa medida, até mesmo Xavier, costumam ser entraves, porque aceitam sugestões de espíritos mistificadores. Somente depois que Emmanuel puxou as orelhas de Xavier este se tornou menos afoito.

Offline Gorducho

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.262
  • Sexo: Masculino
Re:O Erro Espírita
« Resposta #27 Online: 29 de Julho de 2018, 23:08:31 »
É difícil pra gente opinar porque se teria que saber todas hipóteses que circulassem naquelas épocas em revistas &c...
Eu não li (falha :vergonha: :!:) as obras do Jackson.

Pra que fique claro a quem eventualmente leia cá: até onde eu saiba o Flammarion jamais alegou que Uranie fosse uma obra mediúnica — e por via de consequência implicitamente contendo verdades "reveladas" por quem tivesse observado in loco os lugares celestiais. Até PODE SER que no fundo no fundo ele achasse, mas a apresentou como PURA FICÇÃO que eu saiba. Claro que usando os conhecimentos dele como astrônomo de verdade na redação.
Besides, no kardecismo Marte é mais atrasado que a Terra. 
« Última modificação: 29 de Julho de 2018, 23:11:55 por Gorducho »

Offline Gorducho

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.262
  • Sexo: Masculino
Re:O Erro Espírita
« Resposta #28 Online: 29 de Julho de 2018, 23:24:58 »
Vocês notaram que o debate está no mesmo caminho de todos os outros que já ocorreram por aqui, não é mesmo?
Porque não tem como ser diferente.
Citar
Os céticos pedem provas materiais e os espíritas dizem que isto não é possível, a menos da boa vontade dos Espíritos
Se não há as provas materiais alegadas existirem pelo Kardec, não há debate possível. Nem cabe.
Se o espiritismo se apresentar como religião clássica, baseada em Crença, Fé, nada se poderá objetar desde o ponto de vista cético. Crenças religiosas não são discutíveis — os Fiéis Creem e ponto final.
Citar
"O Erro Espírita" e tentando mostrar que não há tal coisa, desde que se compreenda a abrangência ou a limitação das expressões, Filosofia, Ciência e Religião, por mim explanada no inicio.
Claro que há, e fundamental. O Kardec "vendeu" o espiritismo como uma religião baseada em factualidades verificáveis. Se isso não se confirma hoje, usando-se os recursos técnicos disponíveis pra averiguar se os fenômenos de fato estão a se sucederem, toda fundação fica comprometida.
As outras religiões "clássicas" (so to say) não tem esse plot hole pois se fundam explicitamente em contatos sobrenaturais de seus fundadores, e/ou milagres que por definição não são suscetíveis de verificação por parte de pessoas descomprometidas com a Crença.
Além disso a teodiceia kardecista com o conjunto de dogmas:
(i) criação de todos espíritos neutros moralmente + (ii) não-retrogradação
é intrinsecamente auto contraditória como também já se debateu por cá.
« Última modificação: 29 de Julho de 2018, 23:28:46 por Gorducho »

Offline JungF

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 212
Re:O Erro Espírita
« Resposta #29 Online: 29 de Julho de 2018, 23:41:35 »
Meu admirável companheiro Gorducho; Kardec não vendeu nadinha baseado em factualidades. Você como estudioso deve se lembrar dos cinquenta cadernos e das mesas girantes... essa era a factualidade, pois de onde viriam os 50, com tantos médiuns cooperando no trabalho, e mais, quem empurrava as mesas?
Atenha-se ao estudo da moral e da filosofia espírita, embasada na reencarnação e na lei de causa e efeito e tudo o mais se torna claro como água.
Pude notar que você, com todo o seu conhecimento, claudica na questão da criação dos espíritos e sua evolução.
Se seu início ocorre no seio das águas como simples bactérias, e depois de milhões de anos alcançam o paleolítico, advindo dos Pitecantropos, o dedo de Deus nada tem a ver com sua moralidade em princípio. Tudo é selvagem e instintivo.

Offline Gorducho

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.262
  • Sexo: Masculino
Re:O Erro Espírita
« Resposta #30 Online: 30 de Julho de 2018, 00:25:44 »
e das mesas girantes... essa era a factualidade, pois de onde viriam os 50, com tantos médiuns cooperando no trabalho, e mais, quem empurrava as mesas?
Kardec alegou que os alegados fatos espiritas seriam naturais, não miraculosos. Então eles tem que se verificarem hoje, não só no passado.
Caso contrário se recai na vala-comum dos acontecimento miraculosos das outras religiões. Se concordar que o espiritismo é uma religião com a mesma base "fundacional" (so to say) que todas as outras, cessa qualquer possibilidade de obtemperos, e mesmo de debates, pois Fé e Crenças enquanto foro íntimo não são passíveis de discussões.
Citar
Pude notar que você, com todo o seu conhecimento, claudica na questão da criação dos espíritos e sua evolução.
Os espíritos são criados iguais, simples e ingênuos. Sem noções nem tendenciosidades morais.
Temos o dogma da "não retrogradação" atado nisso tudo.
MAS Décima classe. ESPÍRITOS IMPUROS. — São inclinados ao mal, de que fazem o objeto de suas preocupações.
ENTÃO o espírito Criado simples, inocente e sem tendências (visto que se não D·us seria injusto pra com alguns...) retrogradou moralmente. Pois de sem tendências, adquiriu inclinação pra trilhar a senda do mal.

Obs: como não tenho a menor intenção de plagiar ninguém, esse tema é brilhantemente desenvolvido pelo Sr. Acauan Guajajara lá do RéV no artigo A Ética Espírita.
« Última modificação: 30 de Julho de 2018, 00:38:24 por Gorducho »

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.983
Re:O Erro Espírita
« Resposta #31 Online: 30 de Julho de 2018, 00:25:53 »
Vocês notaram que o debate está no mesmo caminho de todos os outros que já ocorreram por aqui, não é mesmo?

No momento em que você acrescentar um fato novo sobre o espiritismo que não seja do nosso conhecimento, o debate seguirá por outro caminho. Infelizmente, os espíritas que aparecem aqui só acrescentam mais do mesmo xarope.

Citar
Os céticos pedem provas materiais e os espíritas dizem que isto não é possível, a menos da boa vontade dos Espíritos e dos céticos que mesmo quando as mesas giraram, negaram de pés juntos, ops!

Os espíritas possuem o ônus da prova e enquanto são incapazes de provar continuam fazendo citações como se os espíritos existissem de fato. A boa vontade dos espíritos desaparece diante dos céticos mas existem centros espiritas com reuniões de materialização agendadas com até 2 sessões num mesmo dia, claro, para platéias selecionadas onde não pode isso, é proibido aquilo, etc...

No início do espiritismo, havia um interesse científico para investigar esses fenômenos tanto que alguns cientistas se dedicaram a isso, alguns até se tornaram espíritas abrindo mão da reputação pela adoção de metodologias pessoais de investigação, como Crookes, por exemplo. As sessões espíritas eram o passatempo favorito da população dos principais países europeus e nas grandes cidades americanas na época e atraia todo tipo de charlatanismo desmoralizante. Mesmo centrada nos grandes médiuns da época, a investigação científica foi incapaz de perceber qualquer valor que justificasse o avanço das pesquisas. Ainda assim, elas aconteciam sem resultado, basta consultar os anais da Society for Psychical Research para constar isso.

Citar
Então o que estou fazendo aqui, respondendo aos companheiros indagadores?

Você ainda não contribuiu com coisa alguma e quem está indagando somos nós. Você só remexe o seu próprio xarope.

Citar
Simplesmente participando do tópico que diz "O Erro Espírita" e tentando mostrar que não há tal coisa, desde que se compreenda a abrangência ou a limitação das expressões, Filosofia, Ciência e Religião, por mim explanada no inicio.

Sei...Muito bem explicadas.

Citar
Mas tenho também a responsabilidade de esclarecer pontos obscuros, aos olhos dos menos afeitos ao estudo do Espiritismo.

Pode deixar que faremos uma revisão detalhada dos seus esclarecimentos com a supervisão do Gorducho que tem pós-doutorado avançado em espiritismo. Se preferir pode postar em francês para evitar qualquer dúvida de interpretação.

Citar
Como eu já disse, o Espiritismo que pretende caminhar junto aos companheiros encarnados, esclarecendo, consolando e trazendo a esperança para o devir, tem por causa destas propostas, o dever de progredir sempre, da mesma forma que progride a humanidade.

Já recomeçou mal. O espiritismo é absolutamente retrógrado, aliás, já nasceu retrógrado no seu próprio tempo alimentando idéias toscas que não seguiam a progressão do conhecimento humano. E cá entre nós, essa "humanidade" era o que Kardec e seus espíritos amestrados percebiam a partir da sociedade francesa, única referência que dispunham para escrever suas bobagens.

Citar
Na obra A Gênese, este aspecto evolutivo é explicado e justificando o surgimento das denominadas obras subsidiárias que, quase em sua totalidade foram psicografadas por FXavier.

Faz as contas...quanto anos depois isso aconteceu depois de Kardec? Falta de médiuns nesse período de tempo? Apareceu logo no Brasil onde o espiritismo encontrou o terreno apropriado da ignorância para prosperar enquanto desaparecia no resto do mundo, inclusive e principalmente na sua terra de origem?

Citar
Pontos importantes que não foram abordados por Kardec ali recebem a competente e lúcida orientação de Emmanuel e André Luiz.Na minha modesta opinião, estas duas entidades produziram mais e com mais clareza que toda a codificação, sem contudo desmentir qualquer coisa.

Em Obras Psicografadas (obraspsicografadas.org) você encontra todas as provas e evidências sobre a ficção dos personagens Emmanuel e André Luiz, inventados por CX.

Citar
Sdelareza menciona ovnis, Marte, Atlântida... Mas o mesmo Kardec avisa nos textos que produziu tratar-se de sua opinião, quer dizer, fez questão de deixar claro quando se tratava da resposta dos espíritos e quando era apenas sua opinião.

 :zzz:

Citar
Gigaview fala do racismo, muito injustamente, pois o Espiritismo não endossa tal atitude, mas na ocasião Kardec acompanhando a mentalidade tacanha Eurocêntrica emitiu opinião de igual teor, ressaltando pois, aqui, que isto não faz parte dos ensinamentos dos Espíritos.

Temos um tópico dedicado ao racismo no espiritismo.

Citar
Mas resta um ponto que se torna questão de honra: Gigaview também fala das fraudes, que de fato ocorreram em várias situações, pois Charlatães sempre existiram ao lado de pesquisadores honestos. Então, ele fala de fraudes atestadas e documentadas. Bullshit.

Parece que você não leu muito sobre a história do espiritismo. Nem dá vontade de rebater essa.

Citar
Atestadas e documentadas por quem? Inimigos viscerais, pois para obter tais provas bastava, no caso de WCrookes, agarrar a capa da entidade e arrancá-la, descobrindo por debaixo um homem de carne e osso. Mas porque não fizeram tal coisa e se limitaram a publicar fotos? Porque estavam dando início ao que hoje chamamos fake news. :x

Isso é bullshit. Existem diversos casos de interrupção truculenta de sessões com pessoas agarrando médiuns em situação de fraude. Não se esqueça que muitas sessões aconteciam como acontecem atualmente as sessões de materialização, só estavam presentes pessoas convidadas, na maior parte formadas por crentes sem interesse em aspectos científicos. Muitas vezes os investigadores eram infiltrados disfarçados nessas sessões. Harry Houdini fez isso várias vezes, e ele mesmo desmascarou de forma truculenta diversos médiuns. Leia: Houdini: A Magician Among the Spirits e pare de dizer bobagem.

Citar
Outro lapso que o cético sempre aponta, e eu mesmo no inicio de meus estudos andava ansioso por compreender: porque os Espíritos não trazem informações claras possibilitando avanços da Ciência?
Existem duas explicações que se completam: muitos dos progressos realizados o foram sob inspiração dos desencarnados especialistas naquela área específica, mas também, reencarnam homens que na espiritualidade se dedicaram àqueles estudos e se lembrarão deles no momento azado. Tudo isto porque não cabe ao Espiritismo poupar ao homem o que é trabalho seu, embora como vimos, de certo modo eles quase sempre estão presentes.

Besteira. Essa é uma abordagem infantil que desmerece a criatividade, a inteligência e empenho das pessoas. Existe uma forma simples de ver que se trata de uma bobagem monumental se por exemplo verificar que todos os principais avanços científicos recentes da humanidade aconteceram a partir de tecnologias desenvolvidas durante a 2a. Guerra Mundial. O homem chegou a Lua através da colaboração de cientistas alemães, a partir das bombas V2 que mataram adultos e crianças na Inglaterra que só para lembrar, compunham o lado mau que dizimou milhões de pessoas em campos de concentração e que eram comandados por um espírito que hoje cumpre pena em Plutão, segundo essa sua crença infantil.

Quer dizer...espíritos reencarnados se lembram de estudos feitos "no além" mas são incapazes de lembrar de suas encarnações passadas.  :histeria:


Citar
Finalmente, já que Gigaview aborda, volto a falar sobre isto... interessante que ele mesmo, há pouco mencionou o fato: as obras básicas e suas subsidiárias respondem por todo o conhecimento do Espiritismo. Os médiuns, e em certa medida, até mesmo Xavier, costumam ser entraves, porque aceitam sugestões de espíritos mistificadores. Somente depois que Emmanuel puxou as orelhas de Xavier este se tornou menos afoito.

Vai ter coragem de enfrentar a verdade e descobrir que Emmanuel foi inventado? Visita o site mencionado acima.
[/quote]
« Última modificação: 30 de Julho de 2018, 00:42:18 por Gigaview »

Offline Gorducho

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.262
  • Sexo: Masculino
Re:O Erro Espírita
« Resposta #32 Online: 30 de Julho de 2018, 00:45:20 »
Aliás eu custei a me tocar porque o Hitler foi condenado a 4 anos em Plutão.
É que ele tinha dito que o Reich ia durar justo 1000 anos terrícolas :!:

Aliás Eris tem 27% + massa que Plutão... então já furou o Davis exceto se descobrirem mesmo o novo 9° planeta planeta mesmo.
« Última modificação: 30 de Julho de 2018, 01:01:25 por Gorducho »

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.983
Re:O Erro Espírita
« Resposta #33 Online: 30 de Julho de 2018, 01:52:58 »
Aliás eu custei a me tocar porque o Hitler foi condenado a 4 anos em Plutão.
É que ele tinha dito que o Reich ia durar justo 1000 anos terrícolas :!:

Aliás Eris tem 27% + massa que Plutão... então já furou o Davis exceto se descobrirem mesmo o novo 9° planeta planeta mesmo.

Só faltava o nosso sistema judiciário utilizar o padrão orbital de Plutão para referência de conversão de penas para os crimes de colarinho branco para serem cumpridas aqui na Terra.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 27.211
  • Sexo: Masculino
Re:O Erro Espírita
« Resposta #34 Online: 30 de Julho de 2018, 09:06:31 »
[...]
Na obra A Gênese, este aspecto evolutivo é explicado e justificando o surgimento das denominadas obras subsidiárias que, quase em sua totalidade foram psicografadas por FXavier.
[...]

Eu li esta "obra" chamada de 'A Gênese', em especial a parte que aborda Geologia.

Eu fiz um esforço tremendo para ler o capítulo todo. Além de já estar defasado no seu próprio tempo histórico, é pitoresco (assaz ridículo) o linguajar empregado, intencionalmente rebuscado e impreciso.

Eis um trecho:

Citação de: Kardec, A GÊnese, Esboço Geológico da Terra
[...]
PERÍODO DE TRANSIÇÃO

20. – Ao começo do período de transição, a crosta sólida, granítica, não possuía ainda senão uma pequena espessura e só oferecia uma assaz fraca resistência à efervescência das matérias abrasadas que ela recobria e comprimia. Produziam-se aí inchações, rupturas numerosas por onde se vertia a larva interior. O solo apresentava apenas desigualdades pouco consideráveis.
[...]

No livro Manual of Geology de 1863, publicado cinco anos antes do livro de Kardec, James Dana especulava que as rochas basálticas eram mais comuns em subsuperfície (ele havia recém conhecido um vulcão ativo) e que as graníticas delas derivavam.

No mais, leiam atentamente o texto e percebam que a linguagem não é científica e é, no geral, muito vaga.


Sdelareza menciona ovnis, Marte, Atlântida... Mas o mesmo Kardec avisa nos textos que produziu tratar-se de sua opinião, quer dizer, fez questão de deixar claro quando se tratava da resposta dos espíritos e quando era apenas sua opinião.

Ou seja, quando convém o texto ora é 'uma opinião de Kardec', ora é 'um escrito ditado por espíritos'.


Gigaview fala do racismo, muito injustamente, pois o Espiritismo não endossa tal atitude, mas na ocasião Kardec acompanhando a mentalidade tacanha Eurocêntrica emitiu opinião de igual teor, ressaltando pois, aqui, que isto não faz parte dos ensinamentos dos Espíritos.

E porque é que os espíritos não repreenderam Kardec com veemência na época?

Porquê é que estas explicações (ad hocs, diga-se de passagem) do espiritismo não ser racista só surgiram após o início dos questionamentos políticos e sociais intensos ao findar da primeira metade do século XX?


Mas resta um ponto que se torna questão de honra: Gigaview também fala das fraudes, que de fato ocorreram em várias situações, pois Charlatães sempre existiram ao lado de pesquisadores honestos. Então, ele fala de fraudes atestadas e documentadas. Bullshit.

Atestadas e documentadas por quem? Inimigos viscerais, pois para obter tais provas bastava, no caso de WCrookes, agarrar a capa da entidade e arrancá-la, descobrindo por debaixo um homem de carne e osso. Mas porque não fizeram tal coisa e se limitaram a publicar fotos? Porque estavam dando início ao que hoje chamamos fake news. :x

Interessante que o "fenômeno" (sic) das mesas giratórias e outros correlatos só aconteceram no final do século XIX e início do XX. Hoje não tem um só indivíduo que faça isto na presença de uma platéia qualificada, capaz de identificar fraude e em ambiente monitorado.

Coincidência?


Outro lapso que o cético sempre aponta, e eu mesmo no inicio de meus estudos andava ansioso por compreender: porque os Espíritos não trazem informações claras possibilitando avanços da Ciência?

Existem duas explicações que se completam: muitos dos progressos realizados o foram sob inspiração dos desencarnados especialistas naquela área específica, mas também, reencarnam homens que na espiritualidade se dedicaram àqueles estudos e se lembrarão deles no momento azado.

Tudo isto porque não cabe ao Espiritismo poupar ao homem o que é trabalho seu, embora como vimos, de certo modo eles quase sempre estão presentes.

Sério que é esta a sua explicação?

O que os céticos pedem aos... "espíritos" (sic), é que estes apresentem pelo menos uma informação relevante que permita um avanço (em qualquer área da Ciência), e que seja inequivocamente intrínseca a ela, ou seja, o avanço somente foi possível por causa dela.

Vamos aguardar...

Sentados, de preferência.
« Última modificação: 30 de Julho de 2018, 16:30:22 por Geotecton »
Foto USGS

Offline JungF

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 212
Re:O Erro Espírita
« Resposta #35 Online: 30 de Julho de 2018, 19:41:34 »

Citação de: Geotecton
Citação de: JungF
[...]
Na obra A Gênese, este aspecto evolutivo é explicado e justificando o surgimento das denominadas obras subsidiárias que, quase em sua totalidade foram psicografadas por FXavier.
[...]
Eu li esta "obra" chamada de 'A Gênese', em especial a parte que aborda Geologia.

Eu fiz um esforço tremendo para ler o capítulo todo. Além de já estar defasado no seu próprio tempo histórico, é pitoresco (assaz ridículo) o linguajar empregado, intencionalmente rebuscado e impreciso.

Eis um trecho:

Citação de: Kardec, A GÊnese, Esboço Geológico da Terra
[...]
PERÍODO DE TRANSIÇÃO

20. – Ao começo do período de transição, a crosta sólida, granítica, não possuía ainda senão uma pequena espessura e só oferecia uma assaz fraca resistência à efervescência das matérias abrasadas que ela recobria e comprimia. Produziam-se aí inchações, rupturas numerosas por onde se vertia a larva interior. O solo apresentava apenas desigualdades pouco consideráveis.
[...]

No livro Manual of Geology de 1863, publicado cinco anos antes do livro de Kardec, James Dana especulava que as rochas basálticas eram mais comuns em subsuperfície (ele havia recém conhecido um vulcão ativo) e que as graníticas delas derivavam.

No mais, leiam atentamente o texto e percebam que a linguagem não é científica e é, no geral, muito vaga.

Sim, vaga e com algumas imprecisões, mas no geral compreendendo que era dirigida ao público leigo, teve seus méritos.

A participação dos espíritos, que sempre assinam após sua mensagem, nesta isso não acontece, ou seja, é iniciativa de Kardec como uma compilação sobre o tema Genese  com os conhecimentos da época e num linguajar voltado para diletantes.

Apenas mencionei-a porque nela se fala sobre o caráter da revelação espírita, no sentido de este ser progressivo, etc.


Citação de: Geotecton
Citação de: JungF
Gigaview fala do racismo, muito injustamente, pois o Espiritismo não endossa tal atitude, mas na ocasião Kardec acompanhando a mentalidade tacanha Eurocêntrica emitiu opinião de igual teor, ressaltando pois, aqui, que isto não faz parte dos ensinamentos dos Espíritos.
E porque é que os espíritos não repreenderam Kardec com veemência na época?Porquê é que estas explicações (ad hocs, diga-se de passagem) do espiritismo não ser racista só surgiram após o início dos questionamentos políticos e sociais intensos ao findar da primeira metade do século XX?

Simplesmente porque este texto relacionado ao racismo não se encontra nas obras básicas e sim em seu diário, publicado sem sua autorização, post mortem


Citação de: Geotecton
Citação de: JungF
Sdelareza menciona ovnis, Marte, Atlântida... Mas o mesmo Kardec avisa nos textos que produziu tratar-se de sua opinião, quer dizer, fez questão de deixar claro quando se tratava da resposta dos espíritos e quando era apenas sua opinião.
Ou seja, quando convém o texto ora é 'uma opinião de Kardec', ora é 'um escrito ditado por espíritos'.
   
Desculpe meu caro; não é quando convém pois Kardec desde o prefácio avisa que seus comentários seriam transcritos em formato diferente do texto normal, possibilitando a diferenciação; então não é quando convém. 


Citação de: Geotecton
Citação de: JungF
Mas resta um ponto que se torna questão de honra: Gigaview também fala das fraudes, que de fato ocorreram em várias situações, pois Charlatães sempre existiram ao lado de pesquisadores honestos. Então, ele fala de fraudes atestadas e documentadas. Bullshit.

Atestadas e documentadas por quem? Inimigos viscerais, pois para obter tais provas bastava, no caso de WCrookes, agarrar a capa da entidade e arrancá-la, descobrindo por debaixo um homem de carne e osso. Mas porque não fizeram tal coisa e se limitaram a publicar fotos? Porque estavam dando início ao que hoje chamamos fake news. :x
Interessante que o "fenômeno" (sic) das mesas giratórias e outros correlatos só aconteceram no final do século XIX e início do XX. Hoje não tem um só indivíduo que faça isto na presença de uma platéia qualificada, capaz de identificar fraude e em ambiente monitorado.

Coincidência?


Algumas perguntas que Vc está fazendo e outras do Giga e do Gorducho, que me desculpem a expressão mais jocosa que ofensiva... são perguntas de bolso. Todas já foram feitas ao longo dos tempos e devidamente respondidas pois suas respostas se encontram nas obras básicas e subsidiárias.

Entendo que aquele que não lida com este assunto diuturnamente não chega a desenvolver o filling, ou seja, a ampla perspectiva que a Doutrina desenvolve aos olhos de seus estudiosos, enquanto seus contestadores ficam pelo meio do caminho buscando pontos falhos.

Respondendo, esclareço que nela existe um viés reencarnatório pois foi dada aos espíritas que faziam as mesmas indagações. "Todos vós, em sucessivas encarnações presenciastes fatos extraordinários e milagres, - se assim pudermos nos expressar - e sempre deles fizeram pouco caso ou até mesmo ridicularizaram ou condenaram seus autores ao cárcere, ou às fogueiras da intolerância religiosa. Vossa pena será, naqueles dias de mais angustiosos questionamentos, havereis de lidar com os fatos à volta, ansiando por sinais que lhes não serão proporcionados, mas somente os entrevereis sob a ótica do conhecimento adquirido ou da razão humilhada".


Citação de: Geotecton
Citação de: JungF
Outro lapso que o cético sempre aponta, e eu mesmo no inicio de meus estudos andava ansioso por compreender: porque os Espíritos não trazem informações claras possibilitando avanços da Ciência?

Existem duas explicações que se completam: muitos dos progressos realizados o foram sob inspiração dos desencarnados especialistas naquela área específica, mas também, reencarnam homens que na espiritualidade se dedicaram àqueles estudos e se lembrarão deles no momento azado.

Tudo isto porque não cabe ao Espiritismo poupar ao homem o que é trabalho seu, embora como vimos, de certo modo eles quase sempre estão presentes.
Sério que é esta a sua explicação?

O que os céticos pedem aos... "espíritos" (sic), é que estes apresentem pelo menos uma informação relevante que permita um avanço (em qualquer área da Ciência), e que seja inequivocamente intrínseca a ela, ou seja, o avanço somente foi possível por causa dela.

Vamos aguardar...

Sentados, de preferência.

Como foi dito, os Espíritos não se envolvem com as questões da ciência, não tendo a veleidade de provar ao homem sua existência pois nossas idas e vindas ao plano dos espíritos acabará formando registros mnemônicos que facilitarão a compreensão a respeito de sua existência. A maior prova disto está no fato de que milhões, nos dias de hoje encaram com naturalidade a existência e a interação deles com o encarnado.



P.S.

Fiz a edição dos 'quotes' para uma melhor compreensão do texto.

Geo
« Última modificação: 31 de Julho de 2018, 08:27:06 por Geotecton »

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 27.211
  • Sexo: Masculino
Re:O Erro Espírita
« Resposta #36 Online: 30 de Julho de 2018, 19:57:21 »
Caro JungF.

Por favor corrija as citações e as suas respostas porque o texto supra ficou difícil de compreender.


P.S.

Fiz a edição dos 'quotes'.
« Última modificação: 31 de Julho de 2018, 08:27:31 por Geotecton »
Foto USGS

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.983
Re:O Erro Espírita
« Resposta #37 Online: 30 de Julho de 2018, 20:03:25 »
JungF, existe uma área de testes na página principal para você praticar/testar a inclusão de citações. Se tiver alguma dúvida, pergunte lá mesmo para poder ajuda-lo.

Offline JungF

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 212
Re:O Erro Espírita
« Resposta #38 Online: 30 de Julho de 2018, 20:08:30 »
Obrigado, vou tentar.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.983
Re:O Erro Espírita
« Resposta #39 Online: 30 de Julho de 2018, 20:25:23 »
Citação de: JungF
Simplesmente porque este texto relacionado ao racismo não se encontra nas obras básicas e sim em seu diário, publicado sem sua autorização, post mortem

Esse texto? Primeiro vamos colocar isso no plural. Não foi um texto, foram vários, somando o que foi publicado fora das "obras básicas" é um montão de textos racistas e isso é injustificável apesar de todo o malabarismo espiritóide.

Segue o que os "espíritos" racistas de Kardec tiveram a coragem de incluir em algumas obras básicas.

"O progresso não foi, pois, uniforme em toda a espécie humana; as raças mais inteligentes naturalmente progrediram mais que as outras, sem contar que os Espíritos, recentemente nascidos na vida espiritual, vindo a se encarnar sobre a Terra desde que chegaram em primeiro lugar, tornam mais sensíveis a diferença do progresso Com efeito, seria impossível atribuir a mesma antiguidade de criação aos selvagens que mal se distinguem dos macacos, que aos chineses, e ainda menos aos europeus civilizados"
(Allan Kardec, A Gênese, ed. LAKE  p. 187).

"Esses Espíritos dos selvagens, entretanto pertencem à humanidade; atingirão um dia o nível de seus irmãos mais velhos, mas certamente isso não se dará no corpo da mesma raça física, impróprio a certo desenvolvimento intelectual e moral. Quando o instrumento não estiver mais em relação ao desenvolvimento, emigrarão de tal ambiente para se encarnar num grau superior, e assim por diante, até que hajam conquistado todos os graus terrestres, depois do que deixarão a Terra para passar a mundos mais e mais adiantados" (Revue Spirite, abril de 1863, pág. 97: Perfectibilidade da raça negra, in Allan Kardec, A Gênese, Lake _ Livraria Allan Kardec editora, São Paulo, p. 187).

"Em relação à sexta questão, dir-se-á, sem dúvida, que o Hotentote é de uma raça inferior; então, perguntaremos se o Hotentote é um homem ou não. Se é um homem, por que Deus o fez, e à sua raça, deserdado dos privilégios concedidos à raça caucásica? Se não é um homem, porque procurar fazê-lo cristão ?" (Allan Kardec, O Livro dos Espíritos, Instituto de Difusão Espírita, Araras, São Paulo, sem data, capítulo V, p. 127).

6 --Por que há selvagens e homens civilizados? Se tomarmos uma criança hotentote recém nascida e a educarmos nas melhores escolas, fareis dela, um dia, um Laplace ou um Newton?" (Allan Kardec, O Livro dos Espíritos, Instituto de Difusão Espírita, Araras, São Paulo, sem data, capítulo V, p. 126).

"Em relação à sexta questão, dir-se-á, sem dúvida, que o Hotentote é de uma raça inferior; então, perguntaremos se o Hotentote é um homem ou não. Se é um homem, por que Deus o fez, e à sua raça, deserdado dos privilégios concedidos à raça caucásica? Se não é um homem, porque procurar fazê-lo cristão ?" (Allan Kardec, O Livro dos Espíritos, Instituto de Difusão Espírita, Araras, São Paulo, sem data, capítulo V, p. 127).

Você leu mesmo as obras básicas? Você está preparado para discutir espiritismo com ateus?



Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.983
Re:O Erro Espírita
« Resposta #40 Online: 30 de Julho de 2018, 21:08:55 »
Citar
Como foi dito, os Espíritos não se envolvem com as questões da ciência, não tendo a veleidade de provar ao homem sua existência pois nossas idas e vindas ao plano dos espíritos acabará formando registros mnemônicos que facilitarão a compreensão a respeito de sua existência. A maior prova disto está no fato de que milhões, nos dias de hoje encaram com naturalidade a existência e a interação deles com o encarnado.

Muita bobagem. Lembra o "dragão na garagem" de Carl Sagan.

https://ceticismo.net/ceticismo/um-dragao-em-minha-garagem/


Pelo visto, se existem de fato, os espíritos só se envolvem em situações melodramáticas mandando cartinhas piegas e livros de qualidade duvidosa que mancham a biografia dos verdadeiros autores. Nem através desse simples recurso de comunicação amplamente utilizado por qualquer médium da esquina, os espíritos são capazes de demonstrar que existem de fato. O espírito da vovó recentemente falecida é incapaz de dividir a carta que ensina a receita secreta do seu bolo preferido em duas partes e ditar cada parte da receita para médiuns diferentes que depois de respectivamente psicografadas devem ser juntadas para fazer sentido. Continuamos aguardando a senha dos espíritos de Houdini e de Chico Xavier.

Citar
A maior prova disto está no fato de que milhões, nos dias de hoje encaram com naturalidade a existência e a interação deles com o encarnado.

Bullshit é bullshit e não importa o número de pessoas que acredita nele, não vai fazer a menor diferença. Não é o número de crentes que torna algo verdadeiro.




Offline O Babuíno de Madame Blavatsky

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 242
  • Sexo: Masculino
  • πάντα ῥεῖ
Re:O Erro Espírita
« Resposta #41 Online: 30 de Julho de 2018, 21:42:54 »
Eu não sabia da existência desta tal de "ciência oficial materialista".

Eu a conhecia como Ciência, em oposição à superstição, esoterismo, crença religiosa e pseudociência.
Ciência não opõe e nem é capaz de se opor ao esoterismo. Quanto à pseudociência e superstição, estou plenamente de acordo.
Então vamos simplificar.

Primeiro demonstrem cientificamente, a existência de espíritos.

Depois continuamos.
Até você definir, explicar e provar a existência dessas "imagens astrais", o meu entendimento atual é que se trata de puro bullshit, outra dessas coisas bobinhas que os crentes resolvem acreditar só porque está escrito em algum texto antigo.

Para ambos:

Se eu realmente definir, explicar e provar essas e outras coisas, a mudança de entendimento que ocorreria nos céticos daqui seria em nível ontológico e epistemológico. Para exemplificar - eu falo a palavra "espírito", e o cético, interiormente, associa isso com um gasparzinho fluidico que flutua por aí. Ele mesmo projeta isso, interiormente. Ele vincula o conceito (que é apenas um mapa, e não o território) com uma quimera decorrente da inaptidão pessoal dele de lidar com a dimensão espiritual do homem e, negando a essa própria aberração (fruto de sua própria imaginação caricata), pensa estar negando a própria realidade (território) para a qual um esoterista sério atribuiu o termo (mapa) "espírito", quando na verdade, em momento algum houve, entre o cético e essa realidade apontada, uma ponte que o fizesse realmente lidar com o que se trata. O mesmo se dá com "Deus", "plano astral", "visões astrais", ou qualquer outro tipo de coisa dessas que eu tentar explicar por aqui. Você fala "Deus", e a cabeça do cético projeta aquela aberração caricata, e ele, negando a própria aberração caricata (que na verdade só subsiste dentro dele mesmo) pensa estar negando a realidade para a qual você aponta. Quando um cético escuta a palavra "plano astral", não consegue senão imaginar que se trata de algum tipo de dimensão caricata, cheia de alucinações e viagens na maionese. Ele mesmo projeta isso, e depois nega o que projetou. Realmente, tudo parte das associações arraigadas no subconsciente do ego do cético e a única opção que ele teria é estar disposto a desaprender e esvaziar seu copo cheio de prepotência e conceitos para trilhar uma senda espiritual. Como ele simplesmente não vai fazer isso porque não está predisposto e convém o conforto e autoafirmação subjacentes à sua posição, simplesmente negará tudo, pulará em cima do tabuleiro e sairá cantando vitória.
O Deus único escolheu para Si um único santuário: o coração do homem. Eis o templo onde este deve adorá-Lo; os templos exteriores são apenas as avenidas desse templo invisível. Não há necessidade de teurgia, de adesão a um culto exterior. Não é a mudança de lugar terrestre que nos é útil e sim a mudança de lugar espiritual. A evolução espiritual não requer deslocamento geográfico, mas deslocamento psíquico e o despertar de qualidades inerentes, as quais trazemos desde sempre em nós.

SURSUM CORDA

Offline JungF

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 212
Re:O Erro Espírita
« Resposta #42 Online: 30 de Julho de 2018, 21:44:48 »
Giga, pode ser distração sua ou não, mas todas as citações que vc trouxe, são de Kardec, senso comum na ocasião, e não dos espíritos.
Para certas questões levantadas eu trago a resposta e você se limita a dizer que não é verdade, bullshit, etc...
Não vamos a lugar algum.
Lembro que entrei neste tópico para responder ao St Martin sobre a filosofia, religião ou ciência, não completamente ou inadequadamente expostos por ele.
O que veio depois é exatamente o que todos sabem... nada traz de novo.

 

Offline O Babuíno de Madame Blavatsky

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 242
  • Sexo: Masculino
  • πάντα ῥεῖ
Re:O Erro Espírita
« Resposta #43 Online: 30 de Julho de 2018, 21:47:50 »
Em outras palavras: o problema não é provar a existência de espíritos, do astral ou do Logos. O problema é que quando um CCético questiona acerca dessas coisas, e pede para prová-las, ele simplesmente não faz ideia alguma do que está falando. Pior do que isso - não só não faz como projeta uma caricatura bisonha (denunciadora de seu problema com a dimensão espiritual do homem) e espera que você mesmo prove, para ele, a realidade da quimera que ele imagina. Depois de, com sucesso, negar e zombar das fantasias que habitam em sua própria mente, o CCético se autoafirma e pensa com isso ter realmente contestado as coisas para as quais apontou.
« Última modificação: 30 de Julho de 2018, 21:50:25 por Saint-Martin »
O Deus único escolheu para Si um único santuário: o coração do homem. Eis o templo onde este deve adorá-Lo; os templos exteriores são apenas as avenidas desse templo invisível. Não há necessidade de teurgia, de adesão a um culto exterior. Não é a mudança de lugar terrestre que nos é útil e sim a mudança de lugar espiritual. A evolução espiritual não requer deslocamento geográfico, mas deslocamento psíquico e o despertar de qualidades inerentes, as quais trazemos desde sempre em nós.

SURSUM CORDA

Offline Gorducho

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.262
  • Sexo: Masculino
Re:O Erro Espírita
« Resposta #44 Online: 30 de Julho de 2018, 21:50:30 »
Escreva [ quote ]Citação desejada.[ /quote ]
tudo junto sem brancos, JungF.
Obs: pus o branco pra não renderizar visto que cá aparentemente não aceita os escapes (entidades) HTML...
Desejando nominar
[ quote author=GRASSOUILLET G ]Citação desejada.[ /quote ]

Offline Gorducho

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.262
  • Sexo: Masculino
Re:O Erro Espírita
« Resposta #45 Online: 30 de Julho de 2018, 21:57:52 »
o problema não é provar a existência de espíritos, do astral ou do Logos. O problema é que quando um CCético questiona acerca dessas coisas, e pede para prová-las, ele simplesmente não faz ideia alguma do que está falando.
Não somos nós cá. O Kardec foi quem alegou que o espiritismo seria uma religião "comprovável".
Só estamos seguindo a própria alegação do elaborador da Doutrina.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 27.211
  • Sexo: Masculino
Re:O Erro Espírita
« Resposta #46 Online: 30 de Julho de 2018, 22:00:30 »
Eu não sabia da existência desta tal de "ciência oficial materialista".

Eu a conhecia como Ciência, em oposição à superstição, esoterismo, crença religiosa e pseudociência.
Ciência não opõe e nem é capaz de se opor ao esoterismo. Quanto à pseudociência e superstição, estou plenamente de acordo.
Então vamos simplificar.

Primeiro demonstrem cientificamente, a existência de espíritos.

Depois continuamos.
Até você definir, explicar e provar a existência dessas "imagens astrais", o meu entendimento atual é que se trata de puro bullshit, outra dessas coisas bobinhas que os crentes resolvem acreditar só porque está escrito em algum texto antigo.

Para ambos:

Se eu realmente definir, explicar e provar essas e outras coisas, a mudança de entendimento que ocorreria nos céticos daqui seria em nível ontológico e epistemológico. Para exemplificar - eu falo a palavra "espírito", e o cético, interiormente, associa isso com um gasparzinho fluidico que flutua por aí. Ele mesmo projeta isso, interiormente. Ele vincula o conceito (que é apenas um mapa, e não o território) com uma quimera decorrente da inaptidão pessoal dele de lidar com a dimensão espiritual do homem e, negando a essa própria aberração (fruto de sua própria imaginação caricata), pensa estar negando a própria realidade (território) para a qual um esoterista sério atribuiu o termo (mapa) "espírito", quando na verdade, em momento algum houve, entre o cético e essa realidade apontada, uma ponte que o fizesse realmente lidar com o que se trata. O mesmo se dá com "Deus", "plano astral", "visões astrais", ou qualquer outro tipo de coisa dessas que eu tentar explicar por aqui. Você fala "Deus", e a cabeça do cético projeta aquela aberração caricata, e ele, negando a própria aberração caricata (que na verdade só subsiste dentro dele mesmo) pensa estar negando a realidade para a qual você aponta. Quando um cético escuta a palavra "plano astral", não consegue senão imaginar que se trata de algum tipo de dimensão caricata, cheia de alucinações e viagens na maionese. Ele mesmo projeta isso, e depois nega o que projetou. Realmente, tudo parte das associações arraigadas no subconsciente do ego do cético e a única opção que ele teria é estar disposto a desaprender e esvaziar seu copo cheio de prepotência e conceitos para trilhar uma senda espiritual. Como ele simplesmente não vai fazer isso porque não está predisposto e convém o conforto e autoafirmação subjacentes à sua posição, simplesmente negará tudo, pulará em cima do tabuleiro e sairá cantando vitória.

Até agora o único forista com o perfil de se posicionar sobre um tabuleiro e ficar proclamando superioridade intelectual é Vossa Senhoria.
Foto USGS

Offline Gorducho

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.262
  • Sexo: Masculino
Re:O Erro Espírita
« Resposta #47 Online: 30 de Julho de 2018, 22:10:49 »
entrei neste tópico para responder ao St Martin sobre a filosofia, religião ou ciência, não completamente ou inadequadamente expostos por ele.
Foi perfeita e adequadamente posto a lume por ele.

Senão vejamos...
Citar
Atrai para si toda a crítica justificada por se posicionar como a revelação sistemática e empírica do mundo espiritual
, mas não faz uso de procedimentos empíricos — como vimos logo atrás na questão da inexistência de experimentos com sustentabilidade extra-ambiente dentro da própria Crença. Empiria sem experimentos bem controlados não existe.
Citar
Se tivesse humildade para admitir que é apenas mais um conjunto de crenças, mais uma religião vulgar, nem um pouco mais especial ou reveladora que as outras, com seu próprio cânon de ensinamentos morais, poderia passar despercebido e cumprir seu papel sem mais delongas
OU
se se posicionasse como um esoterismo.
CLARO que nós não acreditamos em esoterismos, mas pelo menos seria minimamente coerente se considerado como um sistema cujo público alvo são pessoas com inclinações místicas.
Citar
Por não ser uma coisa, nem a outra, o espiritismo fica numa espécie de limbo, onde tenta conciliar o inconciliável (fé e razão, lógica e espiritualidade, paranormalidade e ciência) e se agarra aos mitos que construiu em torno de si mesmo, com seus sumosacerdotes como Divaldo e Chico. Incapaz de autocrítica, o conservadorismo espírita se obriga, até hoje, a se subjugar a seus critérios questionáveis de identificação dos relatos e práticas mediúnicos, onde tudo o que confirma o cânon é tomado como experiência autêntica, e tudo o que o contradiz é colocado de lado como imaginação e animismo.

É simplesmente perfeito... perfeito o que ele pos  :ok:
« Última modificação: 30 de Julho de 2018, 23:35:09 por Gorducho »

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.983
Re:O Erro Espírita
« Resposta #48 Online: 30 de Julho de 2018, 23:31:59 »
Giga, pode ser distração sua ou não, mas todas as citações que vc trouxe, são de Kardec, senso comum na ocasião, e não dos espíritos.
Para certas questões levantadas eu trago a resposta e você se limita a dizer que não é verdade, bullshit, etc...
Não vamos a lugar algum.
Lembro que entrei neste tópico para responder ao St Martin sobre a filosofia, religião ou ciência, não completamente ou inadequadamente expostos por ele.
O que veio depois é exatamente o que todos sabem... nada traz de novo.

 

Não importa. As citações estão nas obras básicas, onde você mesmo disse que não havia nada de racismo.

O que importa é que o racismo existe. A explicação é irrelevante e a aceitação/negação desses textos (sim...eles continuam lá, nunca ocorreu um esforço de reparação) é vergonhoso.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.983
Re:O Erro Espírita
« Resposta #49 Online: 31 de Julho de 2018, 00:45:34 »
Em outras palavras: o problema não é provar a existência de espíritos, do astral ou do Logos. O problema é que quando um CCético questiona acerca dessas coisas, e pede para prová-las, ele simplesmente não faz ideia alguma do que está falando.

Você também parece não ter idéia alguma dessas coisas. Da mesma forma, fica contrariado quando um cético expõe a sua incapacidade de prova-las, ou no mínimo, defini-las para que outros céticos tenham condições de discuti-las no seu campo de realidade distorcida. Afinal, você está num clube de céticos, num tópico que você mesmo criou.

Citar
Pior do que isso - não só não faz como projeta uma caricatura bisonha (denunciadora de seu problema com a dimensão espiritual do homem) e espera que você mesmo prove, para ele, a realidade da quimera que ele imagina.

Você é quem demonstra viver numa realidade de quimera quando se mostra incapaz de atender aos nossos pedidos para provar aquilo que você acredita e não faz parte da nossa realidade objetiva. Os céticos fazem isso o tempo todo e você já sabia disso quando veio bater à nossa porta.

Citar
Depois de, com sucesso, negar e zombar das fantasias que habitam em sua própria mente, o CCético se autoafirma e pensa com isso ter realmente contestado as coisas para as quais apontou.

Não há como negar ou zombar de fatos reais comprovados ou evidências robustas de uma realidade desconhecida, mas é possível contrariar com a lógica fria do raciocínio crítico as fantasias mirabolantes que habitam a mente dos crentes mesmo que isso seja interpretado como uma autoafirmação cética arrogante no ambiente cético de um clube de céticos. O problema é que você se esquiva do debate, se refugia num mundinho esotérico cheio de leituras e visões pessoais de conceitos que você não quer (ou não consegue) expor, compartilhar e discutir.
« Última modificação: 31 de Julho de 2018, 00:49:23 por Gigaview »

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!