Autor Tópico: O Erro Espírita  (Lida 2868 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Terry Crews

  • Nível 00
  • *
  • Mensagens: 9
Re:O Erro Espírita
« Resposta #75 Online: 02 de Agosto de 2018, 02:48:06 »
aqui no clube cético só tem crente virgem revoltado fazendo de conta que é ateu.  :histeria:

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.983
Re:O Erro Espírita
« Resposta #76 Online: 02 de Agosto de 2018, 09:45:21 »
qual seria?
Testes objetivos, precisos, sem margens pra enrolações tipo Jesus... blah blah blah...
o nome daquela titia que todos tinham até esquecido dela... (que não interessa pra nós estudiosos).
Não precisamos do Swedenborg nem do Kant... nem precisamos atar e mui menos enjaular ninguém — tamos no fim de 2018  :twisted:

By the way... o espirito dum infante ficar vagando pelo cemitério onde foi sepultado já contraria outro dos postulados do espiritismo.
Certamente a Legião dos Servos de Maria ou outra equivalente organização de espíritos socorristas não iam deixar ele abandonado ali. Iam por ele num daqueles trens
O conhecido rumor aproximava-se cada vez mais...
[...]
Até que, dentro da atmosfera densa e penumbrosa, surgiram os carros brancos, rompendo as trevas com poderosos holofotes.
Estacionou o trem caravaneiro na praça lamacenta.
[…]
Eram carros amplos, cômodos, confortáveis, cujas poltronas individuais como que estofadas com arminho branco apresentavam o espaldar voltado para os respiradores, que dir-se-iam os óculos das modernas aeronaves terrenas. Ao centro quatro poltronas em feitio idêntico, onde se acomodaram enfermeiros, tudo indicando que ali permaneciam a fim de guardar-nos. Nas portas de entrada lia-se a legenda entrevista antes, na flâmula empunhada pelo comandante do pelotão de guardas: Legião dos Servos de Maria.
Dentro em pouco a tarefa dos abnegados legionários estava cumprida. Ouviu-se no interior o tilintar abafado de uma campainha, seguido de movimento rápido de suspensão de pontes de acesso e embarque dos obreiros. Pelo menos foi essa a série de imagens mentais que concebi...
O estranho comboio oscilou sem que nenhuma sensação de galeio e o mais leve balanço impressionassem nossa sensibilidade

[Referência: MEMÓRIAS DE UM SUICIDA obra mediúnica psicografada por Yvonne A. Pereira]


e mandarem ele pr'alguma instituição de amparo numa esfera superior à crosta, certo :?:

Essa descrição dos servos de Maria é tão ridícula que torna a estorinha do fantasma do garoto menos bobinha. Aliás nunca entendi o papel da tecnologia terrena no mundo astral nem essa preocupação com a ergonomia dos corpos fluídicos.

Offline JungF

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 212
Re:O Erro Espírita
« Resposta #77 Online: 02 de Agosto de 2018, 14:20:09 »
Citar
Essa descrição dos servos de Maria é tão ridícula que torna a estorinha do fantasma do garoto menos bobinha. Aliás nunca entendi o papel da tecnologia terrena no mundo astral nem essa preocupação com a ergonomia dos corpos fluídicos. 
Kardec dizia que o conhecimento mais aprofundado do Perispírito demoveria as grandes dificuldades para o entendimento da Doutrina Espírita. Em nossos debates com frequência preciso me estender nas respostas porque o interlocutor, por não ser espírita, desconhece as propriedades, atributos e faculdades do Perispírito.

Tratando-se o recém desencarnado de criatura de baixo nível moral a densidade do Perispírito torna-o susceptível a todos os incômodos que afeta o homem encarnado.
Sente frio/calor, dores e desconfortos i.e. exatamente como quando estava na carne.
Poltronas reclináveis e visão panorâmica...   :ok:

O perispírito por suas faculdades ideoplásticas pode assumir a forma que lhe convier ou que lhe seja imposta por entidades superiores com certas finalidades.
Numa reunião mediúnica foi narrado o seguinte fato:

Certa mãe, desencarnada a pouco mais de um século precisava ser socorrida em uma casa de socorro espiritual. Mesmo instada por guias amorosos recusava temendo alguma "cilada". Seu filho, agora desencarnado, se apresenta a ela com a forma infantil, toma-lhe as mãos e a conduz sem a menor resistência... etc, etc.

Ou seja, não existem crianças abandonadas após a morte, mas precisa-se saber se era mesmo uma criança ou alguma entidade em missão naquele cemitério.

Offline Gorducho

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.262
  • Sexo: Masculino
Re:O Erro Espírita
« Resposta #78 Online: 02 de Agosto de 2018, 15:15:30 »
Mas então concorda que Doutrinariamente eu tenho razão: seja a Legião dos Servos de Maria, seja (mais provavelmente, claro...) outra organização que tome conta daquela área em tela, não iria deixar o espírito DUMA CRIANÇA vagando desorientado pelo cemitério.
Certo :?:

Offline JungF

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 212
Re:O Erro Espírita
« Resposta #79 Online: 02 de Agosto de 2018, 15:21:00 »
Certíssimo.
O que leva a crer que não devia ser uma criança.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.983
Re:O Erro Espírita
« Resposta #80 Online: 02 de Agosto de 2018, 19:13:53 »
Citar
Essa descrição dos servos de Maria é tão ridícula que torna a estorinha do fantasma do garoto menos bobinha. Aliás nunca entendi o papel da tecnologia terrena no mundo astral nem essa preocupação com a ergonomia dos corpos fluídicos. 
Kardec dizia que o conhecimento mais aprofundado do Perispírito demoveria as grandes dificuldades para o entendimento da Doutrina Espírita. Em nossos debates com frequência preciso me estender nas respostas porque o interlocutor, por não ser espírita, desconhece as propriedades, atributos e faculdades do Perispírito.

be my guest!

Citar
Tratando-se o recém desencarnado de criatura de baixo nível moral a densidade do Perispírito torna-o susceptível a todos os incômodos que afeta o homem encarnado.

Ops!!! Pera aí...

Tratando-se o recém desencarnado? Existem outras hipóteses antes de chegar na sua hipótese favorita. Criatura de baixo nível moral? Densidade do perispírito? Ué...já provaram que essa coisa existe?

Logo, você quis acreditar que se tratava de um fantasminha nanico e não fez esforço algum para verificar aquilo que lhe foi dito, a não ser endossar a hipótese que combina com "espírito" e cemitério.

Faltou raciocínio crítico. Lamentável.

Médicos psiquiátricos lidam o tempo todo com alucinações, professores primários às vezes também lidam com "amigos invisíveis" de crianças. Não quer dizer que os pacientes ou as crianças estejam "loucas". Oliver Sachs, já examinou esse tema e aqui mesmo no fórum temos diversas discussões em andamento sobre o assunto.

Citar
Sente frio/calor, dores e desconfortos i.e. exatamente como quando estava na carne.
Poltronas reclináveis e visão panorâmica...   :ok:

 :histeria: Tem gente que tem relações sexuais com "fantasmas"....Nada que umas pílulas não resolvam.

Citar
O perispírito por suas faculdades ideoplásticas pode assumir a forma que lhe convier ou que lhe seja imposta por entidades superiores com certas finalidades.

Lá vem de novo essa bobagem de perispírito que contaram para você e você acreditou da mesma forma que acreditou na estória de uma criança pequena.

Citar
Numa reunião mediúnica foi narrado o seguinte fato:

Aposto que vai acreditar de novo...

Citar
Certa mãe, desencarnada a pouco mais de um século precisava ser socorrida em uma casa de socorro espiritual. Mesmo instada por guias amorosos recusava temendo alguma "cilada". Seu filho, agora desencarnado, se apresenta a ela com a forma infantil, toma-lhe as mãos e a conduz sem a menor resistência... etc, etc.

 :zzz:

Citar
Ou seja, não existem crianças abandonadas após a morte, mas precisa-se saber se era mesmo uma criança ou alguma entidade em missão naquele cemitério.


É essa a conclusão??? Então o caso é grave. Sugiro que procure um fórum espírita e seja feliz. Vai por mim....
« Última modificação: 02 de Agosto de 2018, 19:18:09 por Gigaview »

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.983
Re:O Erro Espírita
« Resposta #81 Online: 02 de Agosto de 2018, 19:27:00 »
Mas então concorda que Doutrinariamente eu tenho razão: seja a Legião dos Servos de Maria, seja (mais provavelmente, claro...) outra organização que tome conta daquela área em tela, não iria deixar o espírito DUMA CRIANÇA vagando desorientado pelo cemitério.
Certo :?:

GORDUCHO, sério...Não sei onde você arruma paciência para aturar essas estorinhas e discuti-las "doutrinariamente" na forma de um "case" espiritóide. Antes de ser um "case", é preciso reconhecer que é bullshit básico do primeiro grau fecal que exige debunking didático.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.983
Re:O Erro Espírita
« Resposta #82 Online: 02 de Agosto de 2018, 19:37:12 »
Certíssimo.
O que leva a crer que não devia ser uma criança.

Ora...as mesmas razões pelas quais não devia ser um ET, um duende, um time-traveller, um anjo ou demônio...

Você criou uma fantasia espiritóide dirigida pela criatividade de uma criança normal, só isso. Só precisa acreditar menos em amigos invisíveis como se eles fossem espíritos de fato e parar de ler espiritismo para não perder de vez o pensamento crítico.

Citação de: Gigaview: 29 de Maio de 2008, 02:23:42 »

Minha primeira experiência com fantasmas foi extremamente gratificante pois foi através dela que pude descobrir aos 10 anos de idade que era míope e passei a usar óculos. O meu fantasma era apenas um lençol pendurado num varal. Minha segunda experiência, aos 12 anos foi mais complicada, pois mesmo de óculos, via aquela figura branca parada na porta do meu quarto num hotel sombrio de uma cidade de interior. Foi preciso coragem para pular da cama e desafiar um quadro de avisos parcialmente iluminado, cujo jogo de sombras construia uma figura realmente fantasmagórica.

No meu caso, se acreditasse em fantasmas ou espíritos, estaria até hoje recordando duas experiência sobrenaturais e, provavelmente já teria sido diagnosticado por algum "especialista" como uma pessoa com capacidades "mediúnicas" que precisariam ser desenvolvidas e, com certeza, estaria vendo "coisas" até hoje.

Lembro também o caso de uma menina de cinco anos que dizia ouvir vozes. A senhora que cuidava dela dizia que eram vozes do além, pois não as ouvia e a criança já estava se convencendo disto. Durante uma visita, percebí que também ouvia as vozes e elas vinham da rua. Aquela senhora estava desenvolvendo um processo de surdez. Imagine uma criança de cinco anos, crescendo e acreditando que ouvia vozes de espíritos!

Esses tipos de experiências pessoais requerem conhecimento para entendê-las como fenômenos naturais, por mais estranhos que possam parecer, e disciplina para não cair na tentação do auto-engano ou no medo do desconhecido. Mesmo assim, ainda existe o risco de se buscar conforto no reino das pseudo-ciências.


Citar
A compreensão humana não é um exame desinteressado, mas recebe infusões da vontade e dos afetos; disso se originam ciências que podem ser chamadas "ciências conforme a nossa vontade". Pois um homem acredita mais facilmente no que gostaria que fosse verdade. Assim, ele rejeita coisas difíceis pela impaciência de pesquisar; coisas sensatas, porque diminuem a esperança; as coisas mais profundas da natureza, por superstição; a luz da experiência, por arrogância e orgulho; coisas que não são comumente aceitas, por deferência à opinião do vulgo. Em suma, inúmeras são as maneiras, e às vezes imperceptíveis, pelas quais os afetos colorem e contaminam o entendimento.

Francis Bacon, Novum organon (1620)

http://clubecetico.org/forum/index.php?topic=15385.msg328087#msg328087
« Última modificação: 02 de Agosto de 2018, 19:46:33 por Gigaview »

Offline O Babuíno de Madame Blavatsky

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 242
  • Sexo: Masculino
  • πάντα ῥεῖ
Re:O Erro Espírita
« Resposta #83 Online: 02 de Agosto de 2018, 19:57:31 »
Essa descrição dos servos de Maria é tão ridícula que torna a estorinha do fantasma do garoto menos bobinha. Aliás nunca entendi o papel da tecnologia terrena no mundo astral nem essa preocupação com a ergonomia dos corpos fluídicos.
A tecnologia no astral existe por dois motivos - primeiro, porque como o astral é um "espelho" onde se plasmam as formas que nossos pensamentos tomam, tudo que aparece aqui no plano físico já foi, anteriormente, a forma-pensamento de alguém, de forma que tudo que se cria no astral vem a existir no físico e vice-versa, estão ambos em interação constante. O segundo motivo é porque a grande maioria, ao se encontrar do outro lado, não pôde, em vida, ter a educação, treinamento e conhecimentos necessários para lidarem com as leis diferentes que regem este estado de manifestação e, por isso, ainda precisam de veículos, alimentação, tudo que "replique" o máximo possível o estado de vida com o qual estavam habituados, já que não estão prontos para funcionar nos corpos sutis e aplicar conscientemente suas funções.
Tratando-se o recém desencarnado de criatura de baixo nível moral a densidade do Perispírito torna-o susceptível a todos os incômodos que afeta o homem encarnado.
Na verdade, isso acontece unica e somente porque espera-se que o indivíduo de pequena mentalidade esteja de tal maneira identificado com sua existência corpórea que, não mais dispondo de um veículo físico, sua própria mente manifesta as sensações que sempre foram sua referência.
Sente frio/calor, dores e desconfortos i.e. exatamente como quando estava na carne.
Unicamente por não ter desenvolvido faculdades superiores ao longo da existência, então resta à mente simular o tipo de experiência ao qual se adaptou ao longo da existência terrena.
O perispírito por suas faculdades ideoplásticas pode assumir a forma que lhe convier ou que lhe seja imposta por entidades superiores com certas finalidades.
Imaginar a partir daí que o que é denominado perispírito seja, de fato, um revestimento-fluidico, gasparzinho-flutuante subjacente ao corpo, é degeneração supersticiosa. A ideoplastia se deve ao fato de que, sem um corpo, a mente experimentará a si mesma a partir da propriocepção psíquica que tenha desenvolvido. Como, para a maioria das pessoas, nunca houve uma propriocepção alternativa à da existência corporal, a mente tenta recriar o corpo, formando assim o corpo onírico que experimentamos nos sonhos ou no momento de EQM, e que espíritas, de maneira supersticiosa, tomam por um envoltório literal.
O Deus único escolheu para Si um único santuário: o coração do homem. Eis o templo onde este deve adorá-Lo; os templos exteriores são apenas as avenidas desse templo invisível. Não há necessidade de teurgia, de adesão a um culto exterior. Não é a mudança de lugar terrestre que nos é útil e sim a mudança de lugar espiritual. A evolução espiritual não requer deslocamento geográfico, mas deslocamento psíquico e o despertar de qualidades inerentes, as quais trazemos desde sempre em nós.

SURSUM CORDA

Offline Gorducho

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.262
  • Sexo: Masculino
Re:O Erro Espírita
« Resposta #84 Online: 02 de Agosto de 2018, 20:49:15 »
A ideoplastia se deve ao fato de que, sem um corpo, a mente experimentará a si mesma a partir da propriocepção psíquica que tenha desenvolvido. Como, para a maioria das pessoas, nunca houve uma propriocepção alternativa à da existência corporal, a mente tenta recriar o corpo, formando assim o corpo onírico que experimentamos nos sonhos ou no momento de EQM, e que espíritas, de maneira supersticiosa, tomam por um envoltório literal.
:stunned:
E os (peri, claro) espíritos ovoides, plúmbeos :?:
Eles "tentam" recriar um corpo que nunca em encarnação nenhuma tiveram  :?:
|(

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.983
Re:O Erro Espírita
« Resposta #85 Online: 02 de Agosto de 2018, 21:02:18 »
Parabéns Saint Martin, você conseguiu explicar sem mencionar uma única vez o termo "mecânica quântica", um pouco démodé, devo confessar, no estilo Eliphas-Levi (A Chave dos Grandes Mistérios). Nem o imperator Spencer Lewis (no 11o Grau do Templo?), o tesofista C. W. Leadbeater (O Plano Astral) nem William Atkinson o famoso Yogui Ramacharaca (Raja Yoga) teriam sido mais claros.

 :histeria:

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.983
Re:O Erro Espírita
« Resposta #86 Online: 02 de Agosto de 2018, 21:05:20 »
A ideoplastia se deve ao fato de que, sem um corpo, a mente experimentará a si mesma a partir da propriocepção psíquica que tenha desenvolvido. Como, para a maioria das pessoas, nunca houve uma propriocepção alternativa à da existência corporal, a mente tenta recriar o corpo, formando assim o corpo onírico que experimentamos nos sonhos ou no momento de EQM, e que espíritas, de maneira supersticiosa, tomam por um envoltório literal.
:stunned:
E os (peri, claro) espíritos ovoides, plúmbeos :?:
Eles "tentam" recriar um corpo que nunca em encarnação nenhuma tiveram  :?:
|(

São apenas formas astrais secundárias explicadas pelas forças de coesão de detritos de padrões de pensamento.

Offline O Babuíno de Madame Blavatsky

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 242
  • Sexo: Masculino
  • πάντα ῥεῖ
Re:O Erro Espírita
« Resposta #87 Online: 02 de Agosto de 2018, 21:23:56 »
uhaeueahueahaueheauhae
O Deus único escolheu para Si um único santuário: o coração do homem. Eis o templo onde este deve adorá-Lo; os templos exteriores são apenas as avenidas desse templo invisível. Não há necessidade de teurgia, de adesão a um culto exterior. Não é a mudança de lugar terrestre que nos é útil e sim a mudança de lugar espiritual. A evolução espiritual não requer deslocamento geográfico, mas deslocamento psíquico e o despertar de qualidades inerentes, as quais trazemos desde sempre em nós.

SURSUM CORDA

Offline O Babuíno de Madame Blavatsky

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 242
  • Sexo: Masculino
  • πάντα ῥεῖ
Re:O Erro Espírita
« Resposta #88 Online: 02 de Agosto de 2018, 21:27:59 »
Atkinson é gente boa. Quanto aos ovoides, apareceram na obra de Chico, a qual não tenho como defender, já que minha interpretação difere fundamentalmente da espírita. Sobre esse "tentar recriar", não é feito de maneira voluntária, mas inconsciente. Esse é o motivo da meditação vazia - para que a atenção se volte para a presença, para a pura consciência, desfazendo a identificação com a forma, imagens e sentidos. Essa identificação é que gera o astral, que não tem absolutamente nada de especial ou divino.
O Deus único escolheu para Si um único santuário: o coração do homem. Eis o templo onde este deve adorá-Lo; os templos exteriores são apenas as avenidas desse templo invisível. Não há necessidade de teurgia, de adesão a um culto exterior. Não é a mudança de lugar terrestre que nos é útil e sim a mudança de lugar espiritual. A evolução espiritual não requer deslocamento geográfico, mas deslocamento psíquico e o despertar de qualidades inerentes, as quais trazemos desde sempre em nós.

SURSUM CORDA

Offline O Babuíno de Madame Blavatsky

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 242
  • Sexo: Masculino
  • πάντα ῥεῖ
Re:O Erro Espírita
« Resposta #89 Online: 02 de Agosto de 2018, 21:29:36 »
Agora, a deformação do corpo astral, devido à fixação e obsessão, é algo perfeitamente possível.
O Deus único escolheu para Si um único santuário: o coração do homem. Eis o templo onde este deve adorá-Lo; os templos exteriores são apenas as avenidas desse templo invisível. Não há necessidade de teurgia, de adesão a um culto exterior. Não é a mudança de lugar terrestre que nos é útil e sim a mudança de lugar espiritual. A evolução espiritual não requer deslocamento geográfico, mas deslocamento psíquico e o despertar de qualidades inerentes, as quais trazemos desde sempre em nós.

SURSUM CORDA

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 27.211
  • Sexo: Masculino
Re:O Erro Espírita
« Resposta #90 Online: 02 de Agosto de 2018, 22:23:17 »
A ideoplastia se deve ao fato de que, sem um corpo, a mente experimentará a si mesma a partir da propriocepção psíquica que tenha desenvolvido. Como, para a maioria das pessoas, nunca houve uma propriocepção alternativa à da existência corporal, a mente tenta recriar o corpo, formando assim o corpo onírico que experimentamos nos sonhos ou no momento de EQM, e que espíritas, de maneira supersticiosa, tomam por um envoltório literal.
:stunned:
E os (peri, claro) espíritos ovoides, plúmbeos :?:
Eles "tentam" recriar um corpo que nunca em encarnação nenhuma tiveram  :?:
|(

O que são 'espíritos ovóides, plúmbeos'?
Foto USGS

Offline O Babuíno de Madame Blavatsky

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 242
  • Sexo: Masculino
  • πάντα ῥεῖ
Re:O Erro Espírita
« Resposta #91 Online: 02 de Agosto de 2018, 22:52:52 »
A ideoplastia se deve ao fato de que, sem um corpo, a mente experimentará a si mesma a partir da propriocepção psíquica que tenha desenvolvido. Como, para a maioria das pessoas, nunca houve uma propriocepção alternativa à da existência corporal, a mente tenta recriar o corpo, formando assim o corpo onírico que experimentamos nos sonhos ou no momento de EQM, e que espíritas, de maneira supersticiosa, tomam por um envoltório literal.
:stunned:
E os (peri, claro) espíritos ovoides, plúmbeos :?:
Eles "tentam" recriar um corpo que nunca em encarnação nenhuma tiveram  :?:
|(

O que são 'espíritos ovóides, plúmbeos'?
Perispíritos deformados, desfigurados. Pessoalmente, nunca vi desse tipo, mas nada impede seu aparecimento tendo em vista que os pensamentos se plasmam e definem as formas no astral.
O Deus único escolheu para Si um único santuário: o coração do homem. Eis o templo onde este deve adorá-Lo; os templos exteriores são apenas as avenidas desse templo invisível. Não há necessidade de teurgia, de adesão a um culto exterior. Não é a mudança de lugar terrestre que nos é útil e sim a mudança de lugar espiritual. A evolução espiritual não requer deslocamento geográfico, mas deslocamento psíquico e o despertar de qualidades inerentes, as quais trazemos desde sempre em nós.

SURSUM CORDA

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 27.211
  • Sexo: Masculino
Re:O Erro Espírita
« Resposta #92 Online: 03 de Agosto de 2018, 00:10:50 »
Qual é a relação da palavra plúmbeo com isto?
Foto USGS

Offline pehojof

  • Nível 18
  • *
  • Mensagens: 547
Re:O Erro Espírita
« Resposta #93 Online: 03 de Agosto de 2018, 00:33:07 »
Atkinson é gente boa. Quanto aos ovoides, apareceram na obra de Chico, a qual não tenho como defender, já que minha interpretação difere fundamentalmente da espírita. Sobre esse "tentar recriar", não é feito de maneira voluntária, mas inconsciente. Esse é o motivo da meditação vazia - para que a atenção se volte para a presença, para a pura consciência, desfazendo a identificação com a forma, imagens e sentidos. Essa identificação é que gera o astral, que não tem absolutamente nada de especial ou divino.

Não sei porque me decidi a ler parte do que se passa aqui  :| :umm: (desculpem que será só uma breve intromissão, já saio logo e deixo vocês à vontade nesse belíssimo papo cabeça! :ok: ), mas quis apenas declarar que de tudo só consegui entender essa parte: "meditação vazia". ::)

Captei o essencial da questão toda?... :)
"Et quæ tanta fuit Romam tibi causa videndi?"
"Libertas, quæ sera tamen, respexit inertem,"

Offline O Babuíno de Madame Blavatsky

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 242
  • Sexo: Masculino
  • πάντα ῥεῖ
Re:O Erro Espírita
« Resposta #94 Online: 03 de Agosto de 2018, 00:50:07 »
zazen
O Deus único escolheu para Si um único santuário: o coração do homem. Eis o templo onde este deve adorá-Lo; os templos exteriores são apenas as avenidas desse templo invisível. Não há necessidade de teurgia, de adesão a um culto exterior. Não é a mudança de lugar terrestre que nos é útil e sim a mudança de lugar espiritual. A evolução espiritual não requer deslocamento geográfico, mas deslocamento psíquico e o despertar de qualidades inerentes, as quais trazemos desde sempre em nós.

SURSUM CORDA

Offline Gorducho

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.262
  • Sexo: Masculino
Re:O Erro Espírita
« Resposta #95 Online: 03 de Agosto de 2018, 01:35:33 »
Qual é a relação da palavra plúmbeo com isto?
É sabido da literatura técnica espírita. Os conhecedores do espiritismo sabem bem do que se trata (que era pra quem eu tava diretamente me dirigindo... ).
É a cor que às vezes apresentam esses ovoides — não digo que todos evidentemente (não sei isso).

Interpenetrando a matéria espessa da cabeceira em que descansava, surgiam algumas dezenas de “corpos ovóides”, de vários tamanhos e de cor plúmbea, assemelhando-se a grandes sementes vivas, atadas ao cérebro da paciente através de fios sutilíssimos, cuidadosamente dispostos na medula alongada.
[Libertação, ditado pelo Espírito André Luiz]


« Última modificação: 03 de Agosto de 2018, 01:40:20 por Gorducho »

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.983
Re:O Erro Espírita
« Resposta #96 Online: 03 de Agosto de 2018, 03:01:36 »
Qual é a relação da palavra plúmbeo com isto?

Essas pedaços "soltos" de energia do pensamento, geralmente formados a partir de sentimentos negativos de raiva, inveja, infelicidade, etc podem se atrair aglutinar na forma de nuvens cinzas semelhantes ao cumulus-nimbus (Cb) e eventualmente tornar a forma de animais estranhos ou seres de aspecto monstruoso. Plúmbeo vem da cor do chumbo.



Essas coisas só são detectadas no mundo (esfera) mental. Então não adianta fazer mais perguntas, você terá que descobrir por si mesmo. Não posso revelar mais, senão ficarei impedido de assistir em corpo astral o próximo ritual da Lua Cheia presidido pelo meu mestre num ponto secreto do deserto de Gobi. Sorry.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.983
Re:O Erro Espírita
« Resposta #97 Online: 03 de Agosto de 2018, 03:09:27 »
zazen

Literalmente, zazen é meditação sentada. Atualmente se confunde zazen com "meditação plena", duas técnicas diferentes.

Offline Garoto do Macarrão

  • Nível 01
  • *
  • Mensagens: 18
  • QB (Quociente de Burrice) = ∞
Re:O Erro Espírita
« Resposta #98 Online: 03 de Agosto de 2018, 04:22:51 »
gigaview, aquele que deu pra mais de mil...
Sou cozinheiro, mas meu prato predileto é macarrão com groselha.

Offline Gorducho

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.262
  • Sexo: Masculino
Re:O Erro Espírita
« Resposta #99 Online: 03 de Agosto de 2018, 09:10:36 »
Essas pedaços "soltos" de energia do pensamento
:no:
São períspiritos (que revestem ESPÍRITOS, claro) mas cuja forma original ("humanóide", so to say...) se desintegra porque a energia de constituição dele (do perispirito) acaba se dissipando por pensamentos nefastos do espírito. Então vai como que encolhendo, tendente pra uma forma energeticamente mais econômica.
Às vezes a forma "humanóide" do perispirito (desse espírito, claro) só é possível de ser reconstituída através de reencarnação.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!