Autor Tópico: Most and least racially tolerant countries  (Lida 433 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Gauss

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.209
  • Sexo: Masculino
  • A Lua cheia não levanta-se a Noroeste
Re:Most and least racially tolerant countries
« Resposta #25 Online: 18 de Setembro de 2018, 12:48:24 »
Bem, a índia não surpreende com todo aquele papo de castas, guerreiros arianos que conquistaram a região blá, blá, blá...

Na Itália acho que é porque a galera do sul tem cara de árabe, mas no Japão não sei qual é bronca com a galera de Okinawa

Provavelmente porque foram influenciados e geneticamente misturados com chineses. Mas é um chute.

Mas o japonês não é um "chines/coreano que chegou nas ilhas de barquinho"?

Ou no neolítico essa diferenciação genética já havia acontecido ?
Alemão, sueco e holandês também não é tudo  a mesma coisa? A questão não é genética, é cultural.

Citar
[...]Culturally, Okinawa is also close to southern China, Taiwan, and Southeast Asia reflecting its long history of trade with these regions. However, because of the standard use of Japanese in schools, television, and all print media in Okinawa, these cultural differences are often glossed over in Japanese society. Consequently, many Japanese consider Okinawans to be Japanese, sometimes ignoring their distinct cultural and historical heritage in insensitive ways.
[...]
https://en.wikipedia.org/wiki/Ethnic_issues_in_Japan#Ryukyuan_people
Citação de: Gauss
Bolsonaro é um falastrão conservador e ignorante. Atualmente teria 8% das intenções de votos, ou seja, é o Enéas 2.0. As possibilidades desse ser chegar a presidência são baixíssimas, ele só faz muito barulho mesmo, nada mais que isso. Não tem nenhum apoio popular forte, somente de adolescentes desinformados e velhos com memória curta que acham que a ditadura foi boa só porque "tinha menos crime". Teria que acontecer uma merda muito grande para ele chegar lá.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!