Autor Tópico: Governo Bolsonaro  (Lida 111696 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.746
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #7500 Online: 13 de Janeiro de 2020, 09:11:27 »


Queda do Brasil do 'berço' China-EUA

CHARGES

11:59 26.12.2019URL


Apesar do acordo comercial entre a China e os EUA poder contribuir para a normalização da economia mundial, o Brasil é que pode sofrer com esta aliança.


Queda do Brasil do 'berço' China-EUA.

Um dos problemas mais importantes para o lado brasileiro é que o acordo prevê um aumento da importação de produtos agrícolas norte-americanos pela China, o que significa que as importações do Brasil, por exemplo as da soja, podem sofrer uma grande redução.

Além disso, como nota o economista Ricardo Macedo, professor do Ibmec-Rio, o Brasil pode também perder o espaço que tem no mercado norte-americano, estando ligado à exportação dos mesmos produtos que exportam os chineses para os EUA.

Macedo nota que para evitar os efeitos negativos do acordo EUA–China, o Brasil deve mudar sua política comercial e buscar novas parcerias e mercados para seus produtos.


https://br.sputniknews.com/charges/2019122614937873-queda-do-brasil-do-berco-china-eua/



Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.746
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #7501 Online: 13 de Janeiro de 2020, 10:16:14 »
Saída de dólares do País chega a US$ 44,8 bilhões em 2019, a maior da história



Fabrício de Castro, O Estado de S.Paulo

08 de janeiro de 2020 | 16h20


BRASÍLIA - Em um ambiente marcado pela economia ainda lenta e pelas baixas taxas de juros, US$ 44,8 bilhões deixaram o Brasil em 2019. O valor, divulgado nesta quarta-feira, 8, pelo Banco Central é o maior da história, superando de longe os US$ 16,182 bilhões que saíram do País em 1999.



O montante leva em conta tanto as operações financeiras quanto as comerciais do Brasil com outros países.



Pela via financeira, US$ 62,2 bilhões deixaram o Brasil no ano passado. O resultado inclui investimentos produtivos e aportes em carteira – como os realizados em ações da Bolsa de Valores
ou em títulos públicos –, além de remessas de lucros e pagamentos de juros feitos por multinacionais, entre outras operações.


O fato de a Selic, a taxa básica de juros, renovar em 2019 os menores níveis da história foi um dos fatores para a saída de dólares do Brasil pela via financeira. Isso porque a taxa básica – hoje em 4,50% ao ano – deixou de ser tão atrativa como no passado para os investidores estrangeiros interessados em renda fixa. Em seu pico histórico, em outubro de 1997, a Selic chegou aos 43,41% ao ano.


O juro baixo também estimulou as remessas de dólares feitas por multinacionais ao exterior. A partir do segundo semestre de 2019, intensificou-se um movimento de pagamento, por algumas companhias, de dívidas em outros países. Esse processo foi liderado pela Petrobrás, mas outras multinacionais seguiram no mesmo caminho.


Em muitos casos, como a diferença entre a Selic e a Libor, taxa de juros de referência no exterior, diminuiu, essas empresas optaram por quitar os compromissos em outros países e fazer novas dívidas no Brasil, em condições mais vantajosas.


Essa quitação de compromissos levou à saída de dólares do Brasil. Foi o que o BC qualificou como “prépagamento” de dívidas, levando a autarquia a promover leilões de dólares de suas reservas para atender à demanda das empresas por moeda estrangeira.


A saída de US$ 62,2 bilhões pela via financeira em 2019 também foi a maior da história, superando os US$ 52,3 bilhões registrados em 2017.

Ao tratar dos fluxos de moeda no fim do ano passado, durante entrevista à imprensa, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, ponderou que o País passa por uma transição. “O Brasil está saindo de um período no qual os investidores ganharam muito dinheiro com juros e agora passarão a investir na economia real. A diferença é que o dinheiro aplicado em juros sai rápido, e os recursos a serem aplicados em investimentos de infraestrutura entram mais devagar. Estamos passando por esse vale", afirmou na ocasião.


Comercial

A saída de dólares só não foi maior em 2019 porque houve entrada de moeda estrangeira pela via comercial, que reflete as exportações e as importações do País. Os dados do BC mostram que no ano passado o Brasil registrou fluxo positivo de US$ 17,5 bilhões nesta área. O montante foi gerado por exportações no valor de US$ 196,4 bilhões, menos as importações de US$ 178,9 bilhões.
O resultado comercial de 2019, no entanto, ficou abaixo do verificado no ano anterior, quando esta conta indicou entrada de US$ 47,7 bilhões no Brasil. Na prática, o Brasil exportou menos em 2019 e importou mais.


Entre os fatores que justificam a queda nas exportações estão a redução dos embarques de produtos para a Argentina, em função da crise econômica no país vizinho, e a queda das vendas de soja para a China, que enfrentou um surto de peste suína.



https://economia.estadao.com.br/noticias/geral,saida-de-dolares-do-pais-chega-a-us-44-8-bilhoes-em-2019-a-maior-da-historia,70003149223




----------------------------


E ainda tem tontos  bolsonaroides  acreditando que a economia do Brasil está no rumo certo. 



Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 28.344
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #7502 Online: 13 de Janeiro de 2020, 10:38:56 »
E por que a saída de dólares indica que a economia não 'está dando certo', JJ?
Foto USGS

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.746
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #7503 Online: 13 de Janeiro de 2020, 12:21:52 »
E por que a saída de dólares indica que a economia não 'está dando certo', JJ?


A  saída de dólares ao invés da entrada de dólares mostra que não  houve e não há  o interesse  significativo de estrangeiros em investir  a partir  da chegada ao poder  de  liberais  na  economia.  As ideias otimistas de que com o old new  liber  G e com suas ideias maravilhosas  o Brasil iria atrair investimentos estrangeiros mostrou-se  furada.

E quanto maior a saída de dólares em relação à entrada haverá a tendência de que o dólar suba de preço, e com ele seguirão outros aumentos de preços e perda de poder aquisitivo da maioria dos brasileiros.
« Última modificação: 13 de Janeiro de 2020, 12:25:16 por JJ »


Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 28.344
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #7505 Online: 13 de Janeiro de 2020, 14:30:28 »
E por que a saída de dólares indica que a economia não 'está dando certo', JJ?
A  saída de dólares ao invés da entrada de dólares mostra que não  houve e não há  o interesse  significativo de estrangeiros em investir  a partir  da chegada ao poder  de  liberais  na  economia.  As ideias otimistas de que com o old new  liber  G e com suas ideias maravilhosas  o Brasil iria atrair investimentos estrangeiros mostrou-se  furada.

E quanto maior a saída de dólares em relação à entrada haverá a tendência de que o dólar suba de preço, e com ele seguirão outros aumentos de preços e perda de poder aquisitivo da maioria dos brasileiros.

Então você não leu sequer o que postou.

A principal razão da saída de dólares foi a queda brutal da taxa Selic, ou seja, houve uma retirada de capital especulativo, que pouco contribui para o país, por que a 'orgia dos grandes juros' acabou. Aliás me causa estranheza que você não tenha percebido isto, pois que brada de modo contínuo contra o capitalismo financeiro.

A entrada de dólares para investimento sempre é muito mais lenta do que para especulação.

O comportamento do dólar nos próximos meses e anos dependerá da continuidade das reformas, da garantia da estabilidade fiscal e dos marcos legais.
Foto USGS

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.746
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #7506 Online: 13 de Janeiro de 2020, 20:57:10 »
E por que a saída de dólares indica que a economia não 'está dando certo', JJ?
A  saída de dólares ao invés da entrada de dólares mostra que não  houve e não há  o interesse  significativo de estrangeiros em investir  a partir  da chegada ao poder  de  liberais  na  economia.  As ideias otimistas de que com o old new  liber  G e com suas ideias maravilhosas  o Brasil iria atrair investimentos estrangeiros mostrou-se  furada.

E quanto maior a saída de dólares em relação à entrada haverá a tendência de que o dólar suba de preço, e com ele seguirão outros aumentos de preços e perda de poder aquisitivo da maioria dos brasileiros.

Então você não leu sequer o que postou.

A principal razão da saída de dólares foi a queda brutal da taxa Selic, ou seja, houve uma retirada de capital especulativo, que pouco contribui para o país, por que a 'orgia dos grandes juros' acabou. Aliás me causa estranheza que você não tenha percebido isto, pois que brada de modo contínuo contra o capitalismo financeiro.

A entrada de dólares para investimento sempre é muito mais lenta do que para especulação.

O comportamento do dólar nos próximos meses e anos dependerá da continuidade das reformas, da garantia da estabilidade fiscal e dos marcos legais.


Eu li sim,  e isto não muda o fato de que não está havendo o  esperado  interesse  estrangeiro em investir de forma significativa no Brasil  após  um liberalzão assumir o comando da economia.  A verdade é que liberalismo sozinho faz a economia  avançar a todo vapor é conversa para boi dormir.  O  Estado   é  fundamental  para tirar uma economia da letargia. Ação estatal é fundamental para fazer a economia real avançar. 

Mesmo no Estados Unidos o Estadão tem tido um enorme papel e este  atua em conjunto com  muitas   corporações privadas.   A crença de que só o mercado sozinho faz a economia avançar o  máximo possível é conversa fiada.  É apenas um tipo de religião política digna de tipos  como o Mi co ses.

« Última modificação: 13 de Janeiro de 2020, 21:04:44 por JJ »

Offline Cinzu

  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.310
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #7507 Online: 14 de Janeiro de 2020, 02:33:33 »
Alerta, você que toma a ação que teve a intenção imputada por tantos, que foi a escolha de Bolsonaro objetivamente de ser um remédio, como salvação, saiba, tem mentalidade esquerdista! Quem tem salvadores, líderes e o escambau são os pensadores ideológicos.

Que é basicamente 99% dos seguidores do mito.
Segue a mesma lógica.  Quem acha que o mito tem seguidores...

É fato que o mito tem seguidores, e não questão de opinião. Assim como Lula, Trump, Macron, ou qualquer líder político.

Estão presentes por sinal, até mesmo no fórum.
« Última modificação: 14 de Janeiro de 2020, 02:37:44 por Cinzu »
"Não é possível convencer um crente de coisa alguma, pois suas crenças não se baseiam em evidências; baseiam-se numa profunda necessidade de acreditar"

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.615
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #7508 Online: 14 de Janeiro de 2020, 10:24:13 »
E por que a saída de dólares indica que a economia não 'está dando certo', JJ?
A  saída de dólares ao invés da entrada de dólares mostra que não  houve e não há  o interesse  significativo de estrangeiros em investir  a partir  da chegada ao poder  de  liberais  na  economia.  As ideias otimistas de que com o old new  liber  G e com suas ideias maravilhosas  o Brasil iria atrair investimentos estrangeiros mostrou-se  furada.

E quanto maior a saída de dólares em relação à entrada haverá a tendência de que o dólar suba de preço, e com ele seguirão outros aumentos de preços e perda de poder aquisitivo da maioria dos brasileiros.

Então você não leu sequer o que postou.

A principal razão da saída de dólares foi a queda brutal da taxa Selic, ou seja, houve uma retirada de capital especulativo, que pouco contribui para o país, por que a 'orgia dos grandes juros' acabou. Aliás me causa estranheza que você não tenha percebido isto, pois que brada de modo contínuo contra o capitalismo financeiro.

A entrada de dólares para investimento sempre é muito mais lenta do que para especulação.

O comportamento do dólar nos próximos meses e anos dependerá da continuidade das reformas, da garantia da estabilidade fiscal e dos marcos legais.


Eu li sim,  e isto não muda o fato de que não está havendo o  esperado  interesse  estrangeiro em investir de forma significativa no Brasil  após  um liberalzão assumir o comando da economia.  A verdade é que liberalismo sozinho faz a economia  avançar a todo vapor é conversa para boi dormir.  O  Estado   é  fundamental  para tirar uma economia da letargia. Ação estatal é fundamental para fazer a economia real avançar. 

Mesmo no Estados Unidos o Estadão tem tido um enorme papel e este  atua em conjunto com  muitas   corporações privadas.   A crença de que só o mercado sozinho faz a economia avançar o  máximo possível é conversa fiada.  É apenas um tipo de religião política digna de tipos  como o Mi co ses.



Engraçado, eu nunca li de você que a gestão Palocci do governo Lula foi um fiasco econômico completo só porque o Brasil teve um ingresso de investimento estrangeiro direto de apenas 10 bilhões de dólares no primeiro ano do mandato (2003):



Parece que as conclusões apressadas só são válidas para aquilo que se quer acreditar. Pois no acumulado do ano de 2019 até novembro, o ingresso de investimentos estrangeiros destinados ao setor produtivo somou US$ 69,111 bilhões: https://istoe.com.br/investimento-direto-no-pais-soma-us-6985-bi-em-novembro-revela-bc/

69 bilhões de dólares em 11 meses de 2019 contra 59 bilhões de dólares em 12 meses de 2018:
https://g1.globo.com/economia/noticia/2019/01/22/investimento-estrangeiro-no-brasil-caiu-12-em-2018.ghtml
« Última modificação: 14 de Janeiro de 2020, 10:30:53 por -Huxley- »

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.735
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #7509 Online: 14 de Janeiro de 2020, 13:24:34 »
Além da variável "liberalismo" existe a variável "Mico," que é uma ameaça inerente a esse liberalismo. Muito provavelmente o cenário atual seria significaticamente diferente se tendo praticamente todo o mesmo governo na área econômica e técnica (militares, infra-estrutura), tirando só o Mico e o olavismo. Como se Guedes + Huck tivessem sido eleitos.

Para começar já se teria uma postura geral bem mais diplomática, politicamente correta, em vez de bad-boy marombeiro jujiteiro macho alfa que não leva desaforo para casa. E todas as vergonhas relacioandas à figura do Mico. Menos incerteza jurídica com a situação estranha de um juiz que declara prisão de um rival eleitoral que venceria se tornar ministro da justiça, sem vínculos (conhecidos) com organizações criminosas de assassinos, etc. Sem falar em todo o histórico de ambição ditatorial, admiração expressa a  ditadores (com o agravante de não serem os ditadores tendo a favor deles a narrativa de "luta por igualdade," e enaltecendo a matança).

São boas as chances de não se ter tido todo o problema de incêndios florestais no mesmo ritmo, tendo esses sido feitos como se por um aval velado do "capitão motosserra," e negligência do estado. Se houvesse a mesma ambição de estar na OCDE, os Macrons da vida teriam tido maior dificuldade em conseguir barrar. Ainda não seria tão difícil quanto com um "herói dos trabalhadores de origens humildes que chegou a presidência contra tudo e contra todos," mas bem melhor do que contra um defensor da ditadura militar e seus crimes contra a própria população, que calha de estar pouco se lixando para o meio-ambiente.


Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.712
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #7510 Online: 14 de Janeiro de 2020, 14:16:07 »
É, irônico mesmo, não é?.  :hihi:
« Última modificação: 14 de Janeiro de 2020, 17:09:14 por Sergiomgbr »
Até onde eu sei eu não sei.

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.746
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #7511 Online: 14 de Janeiro de 2020, 21:29:35 »



Parece que as conclusões apressadas só são válidas para aquilo que se quer acreditar. Pois no acumulado do ano de 2019 até novembro, o ingresso de investimentos estrangeiros destinados ao setor produtivo somou US$ 69,111 bilhões: https://istoe.com.br/investimento-direto-no-pais-soma-us-6985-bi-em-novembro-revela-bc/

69 bilhões de dólares em 11 meses de 2019 contra 59 bilhões de dólares em 12 meses de 2018:
https://g1.globo.com/economia/noticia/2019/01/22/investimento-estrangeiro-no-brasil-caiu-12-em-2018.ghtml


Mesmo que estes números apresentados seja inequívocos ainda assim representam só um pequeno aumento de 4,94 % sobre 2011 (já considerando 2019 como 70) , época que conforme o seu guru astrólogo o Brasil era comunista.     :histeria:

E no computo geral ainda continua que houve grande saída de dólares e o dólar subiu, e os brasileiros perderam poder de compra. Ao invés da esperada  enxurrada de dólares atraídos pelo fim do comunismo  :biglol:   e entrada do  super old new liber G ++ plus plus .


Eu mesmo cheguei a acreditar que viriam muitos e muitos dólares e o dólar iria baixar,  mas  infelizmente essa  bo_ta  de liberloidismo não prestou nem para isso.   :no:


Liber  não passa de uma crença bo_ta.   :no:



« Última modificação: 14 de Janeiro de 2020, 21:38:46 por JJ »

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.746
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #7512 Online: 14 de Janeiro de 2020, 21:42:17 »


Aliás eu conclamo aqui aos libers fazerem  sua previsões econômicas para os resultados da gestão do super old new liber G ++ plus plus verificáveis e  falsificáveis para 2020 , 2021 , 2022, caso tenham coragem para isso.

Eu duvido que os  libers tenham coragem para isso.    8-)

2019 já furou.  E acredito que o destino da política do super old new liber G ++ plus plus serão mais furos e fracassos.    :ok:

Religião liber , a grande mentira,  a grande farsa e a grande  bo_ta.

 :histeria:
« Última modificação: 14 de Janeiro de 2020, 21:46:49 por JJ »


Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.746
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #7514 Online: 14 de Janeiro de 2020, 21:48:56 »
E os ilibers?


Cabe aos crentes libers colocarem as suas crenças em risco.   O ônus da prova é dos crentes libers.

« Última modificação: 14 de Janeiro de 2020, 22:05:00 por JJ »

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.746
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #7515 Online: 14 de Janeiro de 2020, 21:58:44 »
A lista secreta do coquetel da posse de Bolsonaro


Brasil 14.01.20 16:15


O Itamaraty decretou sigilo sobre a lista de convidados do coquetel de posse de Jair Bolsonaro realizado em 1º de janeiro do 2019, informa Bela Megale.

A confidencialidade foi estabelecida, vejam só, depois que um cidadão pediu os nomes das pessoas chamadas para o evento – via Lei de Acesso à Informação.


https://www.oantagonista.com/brasil/a-lista-secreta-do-coquetel-da-posse-de-bolsonaro/



Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.735
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #7516 Online: 14 de Janeiro de 2020, 22:02:27 »
E os ilibers?


Cabem aos crentes libers colocarem as suas crenças em risco.   O ônus da prova é dos crentes libers.



E as crenças ilibers não precisam da mesma exigência, podem ser dadas como verdade por fé, aceitando-se a priori o cerceamento de liberdades como prática ideal preferível do estado?

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.746
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #7517 Online: 14 de Janeiro de 2020, 22:13:24 »
E os ilibers?


Cabem aos crentes libers colocarem as suas crenças em risco.   O ônus da prova é dos crentes libers.



E as crenças ilibers não precisam da mesma exigência, podem ser dadas como verdade por fé, aceitando-se a priori o cerceamento de liberdades como prática ideal preferível do estado?
 


Minha referência principal é a questão econômica e a fantasia  mi có tica  liber de que  não precisa do Estado  para o Brasil  ter desenvolvimento econômico e social significativo.

A grande e falsa crença dos mi có ti cos é que o caminho  (que nenhum país  desenvolvido no mundo segue)  é a loucura do Estado mínimo, e uns ainda mais tresloucados acreditam em anarquia capitalista e PNA.


« Última modificação: 14 de Janeiro de 2020, 22:15:49 por JJ »

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.746
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #7518 Online: 14 de Janeiro de 2020, 22:20:37 »

E as crenças ilibers não precisam da mesma exigência, ...


Quem está no poder agora é  super old new liber G ++ ,   não  são mais os comunistas   :hihi: 

O super liber é que está  dando as cartas.  Mas, pelo jeito  os liberzinhos não vão mesmo por fé no seu outrora herói, pois este já está fracassando.

É compreenssível que não queiram se expor e verem  suas esperanças libers  serem contrariadas pela realidade e irem para o esgoto.

« Última modificação: 14 de Janeiro de 2020, 22:24:14 por JJ »

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.735
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #7519 Online: 14 de Janeiro de 2020, 23:08:27 »
É irrelevante quem está no poder no quanto às previsões nesse sentido.

As visões equivocadas a favor de estado mínimo ou anarquia não existem num vácuo, mas, no Brasil, diante da obscenidade que é um estado que funciona fundamentalmente como um esquema de redistribuição de dinheiro dos pobres para os mais ricos, sejam políticos (estando eles no governo ou fora dele), funcionários públicos, ou apenas compadres. Ao mesmo tempo, modo geral não terão como principais críticas e propostas algo tão radical quanto o que consideram ideal, mas coisas mais razoáveis, mais de acordo com as práticas que proporcionam melhores resultados, tanto no mundo em geral, quanto no Brasil mesmo.

Os críticos fariam melhor com crítica construtiva, apontando falhas e soluções dentro da mesma idéia geral, em vez de se fixar dogmaticamente em uma linha de soluções mais diametralmente oposta e, no caso presente, provavelmente fracassada. "Privatizar O serviço X pode dar certo, no entanto há os casos dos países A, B, D e E, bem como as experiências das cidades brasileiras F, G e H, que evidenciam o grande risco de [...], no entanto as experiências de I, J e K sugerem como contornar isso, muito embora consideremos que o ideal fosse seguir a linha de L, M e N, estatal."

É claro que também seria ideal um governo que não visse ameaça comunista e mamadeira de piroca em tudo ao mesmo tempo.

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.615
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #7520 Online: 15 de Janeiro de 2020, 00:07:29 »



Parece que as conclusões apressadas só são válidas para aquilo que se quer acreditar. Pois no acumulado do ano de 2019 até novembro, o ingresso de investimentos estrangeiros destinados ao setor produtivo somou US$ 69,111 bilhões: https://istoe.com.br/investimento-direto-no-pais-soma-us-6985-bi-em-novembro-revela-bc/

69 bilhões de dólares em 11 meses de 2019 contra 59 bilhões de dólares em 12 meses de 2018:
https://g1.globo.com/economia/noticia/2019/01/22/investimento-estrangeiro-no-brasil-caiu-12-em-2018.ghtml


Mesmo que estes números apresentados seja inequívocos ainda assim representam só um pequeno aumento de 4,94 % sobre 2011 (já considerando 2019 como 70) , época que conforme o seu guru astrólogo o Brasil era comunista.     :histeria:

E no computo geral ainda continua que houve grande saída de dólares e o dólar subiu, e os brasileiros perderam poder de compra. Ao invés da esperada  enxurrada de dólares atraídos pelo fim do comunismo  :biglol:   e entrada do  super old new liber G ++ plus plus .


Eu mesmo cheguei a acreditar que viriam muitos e muitos dólares e o dólar iria baixar,  mas  infelizmente essa  bo_ta  de liberloidismo não prestou nem para isso.   :no:


Liber  não passa de uma crença bo_ta.   :no:





JJ deveria ler um livro chamado "Aritmética para Iniciantes". O valor de 69,111 bilhões de dólares do IDE se refere a apenas 11 meses. A média mensal de 2019 é 13% maior do que a de 2011- ano em que o Brasil ainda tinha investment grade das agências de rating-, e não apenas 4,94%, como JJ falou. Malandramente, ele omitiu o crescimento da média mensal de 37% em relação a do ano anterior (2018) sem explicar porque um crescimento de 37% no IDE seria insignificante.

E, para piorar, confundiu déficit cambial com perda de poder aquisitivo, o que só seria verdade se a renda nacional real tivesse recuado em 2019. Perda de reservas internacionais não é a mesma coisa de ficar mais pobre, caso contrário a China teria ficado mais pobre por causa da perda de reservas internacionais nos últimos meses.
« Última modificação: 15 de Janeiro de 2020, 00:11:26 por -Huxley- »

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.712
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #7521 Online: 15 de Janeiro de 2020, 00:23:46 »
É irrelevante quem está no poder no quanto às previsões nesse sentido.

As visões equivocadas a favor de estado mínimo ou anarquia não existem num vácuo, mas, no Brasil, diante da obscenidade que é um estado que funciona fundamentalmente como um esquema de redistribuição de dinheiro dos pobres para os mais ricos,
Quem seriam esses mais pobres(tecnicamente os mais pobres são os que produzem menos riqueza, ou nenhuma, não  pagando nenhum, ou um mínimo
de impostos, enquanto os mais ricos, seriam  aqueles maiores produtores de riquezas e ainda, maiores pagadores de impostos)? Tem algum exemplo, ou é só conversa? Pode demonstrar todo o processo? Como ocorre essa suposta  transferência de riquezas dos mais pobres para os mais ricos?
Até onde eu sei eu não sei.

Offline Cinzu

  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.310
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #7522 Online: 15 de Janeiro de 2020, 02:59:36 »
Claro que se comparar individualmente um pobre com um rico, no montante o rico certamente contribui mais com impostos, mesmo que proporcionalmente esteja pagando menos.

No entanto, quando analisado na totalidade, metade do PIB pertence aos 99% mais pobres e a outra metade ao 1% mais rico. Porém, a parcela dos mais pobres estão contribuindo muito mais no montante de impostos, mesmo que suas riquezas somadas seja exatamente a mesma do 1% mais rico.
"Não é possível convencer um crente de coisa alguma, pois suas crenças não se baseiam em evidências; baseiam-se numa profunda necessidade de acreditar"

Offline Cinzu

  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.310
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #7523 Online: 15 de Janeiro de 2020, 03:08:01 »

Neste vídeo, muito didático, o Alexis Fonteyne mostra que as pequenas empresas é que financiam as grandes empresas. Basicamente uma transferência de renda do microempresário de baixa e média renda para o grande empresário rico.
"Não é possível convencer um crente de coisa alguma, pois suas crenças não se baseiam em evidências; baseiam-se numa profunda necessidade de acreditar"

Offline Cinzu

  • Nível 27
  • *
  • Mensagens: 1.310
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #7524 Online: 15 de Janeiro de 2020, 03:21:14 »
tecnicamente os mais pobres são os que produzem menos riqueza, ou nenhuma, não  pagando nenhum, ou um mínimo
de impostos


É muito desconhecimento chegar a dizer que o trabalhador de baixa renda não paga nenhum imposto, quando na verdade praticamente todo o salário de um trabalhador de classe baixa é gasto com produtos básicos, onde incidem as maiores taxas.

Quando eu compro algo no mercado, no preço daquele produto já está adicionado os tributos da mercadoria, que apesar de serem pagos pelo dono do mercado, foram financiados pelo consumidor.

Fora ainda as deduções que já foram incididas sobre o salário bruto do trabalhador.
"Não é possível convencer um crente de coisa alguma, pois suas crenças não se baseiam em evidências; baseiam-se numa profunda necessidade de acreditar"

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!