Autor Tópico: Governo Bolsonaro  (Lida 64645 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Peter Joseph

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.041
  • Sexo: Masculino
  • Ela, a Entropia!
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #4000 Online: 16 de Abril de 2019, 13:34:43 »
Citar
Novas Projeções Dos Economistas: O “Pibinho 1.0”

O jornal Valor Econômico publicou nesta terça-feira (09) um artigo com interessante título: “Analistas já temem PIB próximo de 1%”. Estão jogando a toalha. Já confessam publicamente que, com ou sem suas famigeradas “reformas”, os capitalistas não são mais capazes de fazer a economia funcionar.

http://criticadaeconomia.com.br/novas-projecoes-dos-economistas-o-pibinho-1-0/


"Não é sinal de saúde estar bem adaptado a uma sociedade doente." - Krishnamurti

"O progresso é a concretização de Utopias." – Oscar Wilde
O Minhocário - https://ominhocario.wordpress.com/

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 14.817
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #4001 Online: 16 de Abril de 2019, 13:42:41 »
Citar
Novas Projeções Dos Economistas: O “Pibinho 1.0”

O jornal Valor Econômico publicou nesta terça-feira (09) um artigo com interessante título: “Analistas já temem PIB próximo de 1%”. Estão jogando a toalha. Já confessam publicamente que, com ou sem suas famigeradas “reformas”, os capitalistas não são mais capazes de fazer a economia funcionar.

http://criticadaeconomia.com.br/novas-projecoes-dos-economistas-o-pibinho-1-0/




Este governo está caminhando para o fracasso.  Mesmo que faça a tal reforma.
 



Offline Peter Joseph

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.041
  • Sexo: Masculino
  • Ela, a Entropia!
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #4002 Online: 16 de Abril de 2019, 13:43:27 »
A tal reforma não vai melhorar nada. Assim como a tal reforma trabalhista deveria ter trazido milhões de empregos e não trouxe!
"Não é sinal de saúde estar bem adaptado a uma sociedade doente." - Krishnamurti

"O progresso é a concretização de Utopias." – Oscar Wilde
O Minhocário - https://ominhocario.wordpress.com/

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 14.817
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #4003 Online: 16 de Abril de 2019, 13:48:36 »
A tal reforma não vai melhorar nada. Assim como a tal reforma trabalhista deveria ter trazido milhões de empregos e não trouxe!


Um monte de ilusões vendidas pelo capital financeiro.


Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 28.008
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #4004 Online: 16 de Abril de 2019, 16:45:10 »
Caros JJ e Peter Joseph.

Vocês só trabalham, trabalham e estudam ou só estudam?

Qual é a experiência com mercado de trabalho que vocês tem?

Foto USGS

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 37.528
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #4005 Online: 16 de Abril de 2019, 17:46:20 »
STF censurou matéria que ligav Toffoli a Odebrecht.

Excelentes dias pra democracia, liberdade de expressao e imprensa. ::)

O pessoal ansioso por ver um cabo fechando o STF deve estar bastante agitado.

Parte deles provavelmente não se lembram, não sabem, ou não ligam, que uma das primeiras coisas que elementos militares do governo tentaram fazer foi restringir ainda mais o acesso a documentos do governo, reduzindo a transparência.

https://www1.folha.uol.com.br/poder/2019/01/decreto-sobre-sigilo-de-dados-coloca-em-risco-promessas-de-bolsonaro.shtml

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.925
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #4006 Online: 16 de Abril de 2019, 18:18:42 »
A tal reforma não vai melhorar nada. Assim como a tal reforma trabalhista deveria ter trazido milhões de empregos e não trouxe!


Um monte de ilusões vendidas pelo capital financeiro.



Juca, a PEC das domésticas surgiu antes da reforma trabalhista e a queda na demanda por empregadas formais também; ademais, a reforma trabalhista não reverteu o o aumento de custo de mão de obra de empregada doméstica. Segundo sua lógica, as empregadas domésticas não-diaristas deveriam estar em situação melhor depois da PEC, isto é, o mesmo número delas deveriam estar usufruindo os maravilhosos direitos trabalhistas endurecidos, mas o que se viu foi o contrário, isto é, uma queda de 15% na demanda por elas. Você só usa o reducionismo da associação estatística quando te convém.

Então as mulheres estavam em melhor situação antes da PEC, é isso? Sério mesmo?  E também a crise e máximo desemprego, que veio logo depois da PEC não tem nada haver com a diminuição de carteiras assinadas? No máximo que eu vejo é o seguinte, continuamos com as mesmas trabalhadoras informais, mas temos muito mais trabalhadoras asseguradas com FGTS, férias, décimo terceiro, etc... Pra mim isso é um puta de um ganho para elas, sem que tenha mudado nem para mais nem para menos a questão dos empregos. Isso só demonstra  uma coisa, que é a economia que gera empregos (e desempregos), e não a lei.

https://exame.abril.com.br/economia/tres-anos-depois-de-lei-70-das-domesticas-estao-na-informalidade/

O custo para os empregadores de funcionárias domésticas 'explodiu' após a PEC.

Entre os meus clientes, só mantiveram funcionárias aqueles que realmente não podem prescindir delas. Todos os demais demitiram as funcionárias e as 'contrataram' como diaristas ou simplesmente dispensaram os serviços delas e passaram a se revezar nos afazeres do lar.

O Juca diz que correlação não é causação. Deixe o desemprego aumentar depois de uma reforma trabalhista para ver se ele não muda de ideia. Dirá que a teoria dos seus oponentes foi refutada.

Mas se houver aumento significativo do número de empregadas domésticas desempregadas ou sem emprego formal depois de uma PEC de endurecimento das leis trabalhistas, aí tudo bem, isso não é nada. Correlação não é causação.

Cara, você leu alguma coisa que eu postei. Eu digo que não foi evidenciado que existe relação entre a alteração da lei e a taxas de ocupação formal da economia. Se eu disser que a teoria dos meus "oponentes" foi refutada porque depois da reforma trabalhista o desemprego aumentou estarei me contradizendo, não faz sentido.

Bem, se a questão é meramente de ausência de evidência e ausência de evidência não é evidência de ausência, então porque fazer declarações do tipo "Viva o endurecimento das leis trabalhistas!"? Não faz sentido isso.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 37.528
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #4007 Online: 16 de Abril de 2019, 18:34:07 »
O bom mesmo era a economia ter continuado como a granda presidenta Dilma estava tocando, mas por machismo, fascismo e golpismo ultra-neoliberal, derem um golpe.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 14.897
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #4008 Online: 16 de Abril de 2019, 19:07:00 »
Caros JJ e Peter Joseph.

Vocês só trabalham, trabalham e estudam ou só estudam?

Qual é a experiência com mercado de trabalho que vocês tem?



 :lol:  Nessa o Geo acertou o calo....
Brandolini's Bullshit Asymmetry Principle: "The amount of effort necessary to refute bullshit is an order of magnitude bigger than to produce it".

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 14.817
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #4009 Online: 16 de Abril de 2019, 19:10:03 »
Caros JJ e Peter Joseph.

Vocês só trabalham, trabalham e estudam ou só estudam?

Qual é a experiência com mercado de trabalho que vocês tem?




Atualmente só trabalho. Mas, já  fiz faculdade.  De qualquer forma o que tem a ver com as nossas críticas ao atual sistema  econômico e social que vigora no mundo ?



Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.820
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #4010 Online: 17 de Abril de 2019, 10:43:16 »

Bem, se a questão é meramente de ausência de evidência e ausência de evidência não é evidência de ausência, então porque fazer declarações do tipo "Viva o endurecimento das leis trabalhistas!"? Não faz sentido isso.


Huxley, onde  eu "comemorei o endurecimento das lei trabalhistas"? O fato é que critiquei quem diz que o "amolecimento das lei trabalhistas" gera empregos sem mostrar qualquer evidência. A questão não é meramente de ausência de evidência e ausência de evidência não ser evidência de ausência e sim de que quem afirma tem o ônus da prova. Existe um problema de cognição aí.

Offline Cinzu

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.241
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #4011 Online: 17 de Abril de 2019, 10:44:11 »
Caixa vai financiar até 100% da compra de caminhões e ônibus

Citar
A partir desta quarta-feira (17), a Caixa Econômica Federal vai passar a financiar até 100% da compra, para pessoas jurídicas, de caminhões e ônibus, além de máquinas e equipamentos novos. A medida é uma flexibilização da linha de crédito BNDES Finame – nas condições anteriores, o financiamento chegava a 80%.

O banco vai destinar R$ 5 milhões mensais dessa linha para o setor de transporte. Será oferecido também capital de giro, com taxas a partir de 0,83% a.m., isenção de IOF e prazo de até 24 meses.

Mais cedo, o governo anunciou a criação de uma linha de crédito para caminhoneiros autônomos, com R$ 500 milhões disponíveis. Cada caminhoneiro autônomo poderá obter até R$ 30 mil, e os recursos deverão ser usados para compra de pneus e manutenção dos veículos.

Governo anuncia crédito de R$ 30 mil para caminhoneiros autônomos

Citar
"O governo anuncia neste momento uma linha de crédito específica para caminhoneiros autônomos de até R$ 30 mil para compra de pneus e manutenção dos veículos", afirmou Onyx.

De acordo com o ministro, serão liberados R$ 500 milhões na linha de crédito, que poderá ser acessada pelos caminhoneiros primeiro nos bancos públicos, Banco do Brasil e Caixa, e depois nos “demais bancos e cooperativas de crédito de todo o Brasil.”

Além disso, segundo Onyx, poderão tomar o empréstimo apenas caminhoneiros autônomos que tenham até dois caminhões por CPF.

Acho que já vimos essa história antes.
"Não é possível convencer um crente de coisa alguma, pois suas crenças não se baseiam em evidências; baseiam-se numa profunda necessidade de acreditar"

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.925
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #4012 Online: 17 de Abril de 2019, 10:58:05 »

Bem, se a questão é meramente de ausência de evidência e ausência de evidência não é evidência de ausência, então porque fazer declarações do tipo "Viva o endurecimento das leis trabalhistas!"? Não faz sentido isso.


Huxley, onde  eu "comemorei o endurecimento das lei trabalhistas"?

Citação de: Juca
(...) No máximo que eu vejo é o seguinte, continuamos com as mesmas trabalhadoras informais, mas temos muito mais trabalhadoras asseguradas com FGTS, férias, décimo terceiro, etc... Pra mim isso é um puta de um ganho para elas (...) 

Offline Cinzu

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.241
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #4013 Online: 17 de Abril de 2019, 11:05:04 »
Não adianta, ainda é cedo pra população brasileira entender que não existe 13°, FGTS, ou qualquer outro tipo de "benefício" que a lei exige. A humanidade não está evoluída o suficiente pra compreender que o 13° nada mais é que a soma de 1/12 descontados do salário mensal do trabalhador. Ao passo que FGTS também é descontado de seu salário.

NÃO
EXISTE
ALMOÇO
GRÁTIS !!!
"Não é possível convencer um crente de coisa alguma, pois suas crenças não se baseiam em evidências; baseiam-se numa profunda necessidade de acreditar"

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 14.817
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #4014 Online: 17 de Abril de 2019, 11:14:53 »
Caixa vai financiar até 100% da compra de caminhões e ônibus

Citar
A partir desta quarta-feira (17), a Caixa Econômica Federal vai passar a financiar até 100% da compra, para pessoas jurídicas, de caminhões e ônibus, além de máquinas e equipamentos novos. A medida é uma flexibilização da linha de crédito BNDES Finame – nas condições anteriores, o financiamento chegava a 80%.

O banco vai destinar R$ 5 milhões mensais dessa linha para o setor de transporte. Será oferecido também capital de giro, com taxas a partir de 0,83% a.m., isenção de IOF e prazo de até 24 meses.

Mais cedo, o governo anunciou a criação de uma linha de crédito para caminhoneiros autônomos, com R$ 500 milhões disponíveis. Cada caminhoneiro autônomo poderá obter até R$ 30 mil, e os recursos deverão ser usados para compra de pneus e manutenção dos veículos.

Governo anuncia crédito de R$ 30 mil para caminhoneiros autônomos

Citar
"O governo anuncia neste momento uma linha de crédito específica para caminhoneiros autônomos de até R$ 30 mil para compra de pneus e manutenção dos veículos", afirmou Onyx.

De acordo com o ministro, serão liberados R$ 500 milhões na linha de crédito, que poderá ser acessada pelos caminhoneiros primeiro nos bancos públicos, Banco do Brasil e Caixa, e depois nos “demais bancos e cooperativas de crédito de todo o Brasil.”

Além disso, segundo Onyx, poderão tomar o empréstimo apenas caminhoneiros autônomos que tenham até dois caminhões por CPF.

Acho que já vimos essa história antes.



Linha de ação errada.


Uma linha de ação correta seria a de atacar fortemente os custos de operação dos caminhões,  e um custo muito importante que pode ser atacado é o do diesel.  E tal pode ser atacado da seguinte maneira:


1) Zerando tributos sobre qualquer etapa produtiva e qualquer etapa de comercialização;


2) Desregulamentando ao máximo o mercado de combustíveis;


Estas duas medidas fariam baixar bastante o custo de operação do serviço de transporte com caminhões.


Outras medidas poderiam ser adotadas, no geral na mesma linha de zerar tributos   e desregulamentar ao máximo,  como por exemplo na cadeia de produção e comercialização de peças para caminhões.




Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 14.817
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #4015 Online: 17 de Abril de 2019, 11:18:08 »
Não adianta, ainda é cedo pra população brasileira entender que não existe 13°, FGTS, ou qualquer outro tipo de "benefício" que a lei exige. A humanidade não está evoluída o suficiente pra compreender que o 13° nada mais é que a soma de 1/12 descontados do salário mensal do trabalhador. Ao passo que FGTS também é descontado de seu salário.




Até parece que se a o artigo da constituição e as leis sobre 13° fossem revogadas, que os patrões em geral iriam passar a pagar uma parcela mensal equivalente .  Até parece...


A quem pensam que enganam ?






Offline Cinzu

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.241
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #4016 Online: 17 de Abril de 2019, 11:23:37 »
Não adianta, ainda é cedo pra população brasileira entender que não existe 13°, FGTS, ou qualquer outro tipo de "benefício" que a lei exige. A humanidade não está evoluída o suficiente pra compreender que o 13° nada mais é que a soma de 1/12 descontados do salário mensal do trabalhador. Ao passo que FGTS também é descontado de seu salário.




Até parece que se a o artigo da constituição e as leis sobre 13° fossem revogadas, que os patrões em geral iriam passar a pagar uma parcela mensal equivalente .  Até parece...


A quem pensam que enganam ?

Então você acha que o 13° aumenta a renda anual do trabalhador?

Que tal instituirmos 14°, 15°, 16°, + ... , n°

Certamente os patrões irão pagar um salário a mais no ano sem que o salário mensal seja diminuído, não é mesmo?

Por que será que nenhum governante nunca pensou nisso? É uma ideia brilhante!
"Não é possível convencer um crente de coisa alguma, pois suas crenças não se baseiam em evidências; baseiam-se numa profunda necessidade de acreditar"

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 37.528
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #4017 Online: 17 de Abril de 2019, 11:30:39 »
Não adianta, ainda é cedo pra população brasileira entender que não existe 13°, FGTS, ou qualquer outro tipo de "benefício" que a lei exige. A humanidade não está evoluída o suficiente pra compreender que o 13° nada mais é que a soma de 1/12 descontados do salário mensal do trabalhador. Ao passo que FGTS também é descontado de seu salário.




Até parece que se a o artigo da constituição e as leis sobre 13° fossem revogadas, que os patrões em geral iriam passar a pagar uma parcela mensal equivalente .  Até parece...


A quem pensam que enganam ?



Não acho que qualquer pessoa supõe que fossem.

O que aconteceria apenas é que as pessoas negociariam pessoalmente, ou através de sindicatos, por condições aceitáveis, de maneira menos padronizada.

Para pessoas na informalidade, poderá ser aceitável menos do que aquilo que a lei "garante" à parcela formalmente empregada, necessariamente menor com essa imposição generalizada. Isso é uma melhora para essas pessoas, reduzindo sua situação de risco e a desigualdade social.









Bem, se a questão é meramente de ausência de evidência e ausência de evidência não é evidência de ausência, então porque fazer declarações do tipo "Viva o endurecimento das leis trabalhistas!"? Não faz sentido isso.


Huxley, onde  eu "comemorei o endurecimento das lei trabalhistas"? O fato é que critiquei quem diz que o "amolecimento das lei trabalhistas" gera empregos sem mostrar qualquer evidência. A questão não é meramente de ausência de evidência e ausência de evidência não ser evidência de ausência e sim de que quem afirma tem o ônus da prova. Existe um problema de cognição aí.

O que você consideraria como evidência?

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 14.817
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #4018 Online: 17 de Abril de 2019, 11:58:53 »
Não adianta, ainda é cedo pra população brasileira entender que não existe 13°, FGTS, ou qualquer outro tipo de "benefício" que a lei exige. A humanidade não está evoluída o suficiente pra compreender que o 13° nada mais é que a soma de 1/12 descontados do salário mensal do trabalhador. Ao passo que FGTS também é descontado de seu salário.




Até parece que se a o artigo da constituição e as leis sobre 13° fossem revogadas, que os patrões em geral iriam passar a pagar uma parcela mensal equivalente .  Até parece...


A quem pensam que enganam ?

Então você acha que o 13° aumenta a renda anual do trabalhador?

Que tal instituirmos 14°, 15°, 16°, + ... , n°

Certamente os patrões irão pagar um salário a mais no ano sem que o salário mensal seja diminuído, não é mesmo?

Por que será que nenhum governante nunca pensou nisso? É uma ideia brilhante!


Não estou discutindo supostos efeitos colaterais.  Apenas estou duvidando totalmente que, em geral, os patrões iriam passar a parcela mensal do 13° para os trabalhadores atuais, caso o 13° fosse revogado.

Essa que é a questão.

Os trabalhadores, em geral, iriam ter a sua renda total anual diminuída, sim.  No geral, os patrões iriam ficar com essa diferença para eles mesmos ou para a própria empresa.

Você tem todo direito de ser a favor de diminuir a renda do trabalhador e de aumentar os ganhos do patrão e/ou da empresa.  Mas, só não pense que patrões e semelhantes podem enganar numa boa com  essa conversa mole de que, no geral,  não faria diferença para o trabalhador assalariado.


« Última modificação: 17 de Abril de 2019, 12:12:02 por JJ »

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.820
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #4019 Online: 17 de Abril de 2019, 11:59:08 »

Bem, se a questão é meramente de ausência de evidência e ausência de evidência não é evidência de ausência, então porque fazer declarações do tipo "Viva o endurecimento das leis trabalhistas!"? Não faz sentido isso.


Huxley, onde  eu "comemorei o endurecimento das lei trabalhistas"?

Citação de: Juca
(...) No máximo que eu vejo é o seguinte, continuamos com as mesmas trabalhadoras informais, mas temos muito mais trabalhadoras asseguradas com FGTS, férias, décimo terceiro, etc... Pra mim isso é um puta de um ganho para elas (...) 

Meu querido, as trabalhadoras domésticas tiveram seus direitos igualados, no máximo isso é empate, não "endurecimento". Isso não é "Viva o endurecimento das leis trabalhistas!". mas sim "viva os direitos iguais para todos os trabalhadores" , e principalmente para uma categoria formada por mulheres, na maior negras e pobres e já deixei bem claro que isso para mim não tem influência nenhuma nem para as taxas de emprego e desemprego. Agora, continua a pergunta, onde está o tão propalado aumento dos empregos brasileiros devido à reforma trabalhista? Ainda no aguardo.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.904
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #4020 Online: 17 de Abril de 2019, 12:04:27 »
O governo ainda está consertando o desastre dos cleptos anteriores, isso demora...

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 14.817
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #4021 Online: 17 de Abril de 2019, 12:15:25 »
O governo ainda está consertando o desastre dos cle tos anteriores, isso demora...


Uma boa desculpazinha para os bolso fãs, até quando irão utilizá-la ?


 :D
« Última modificação: 17 de Abril de 2019, 12:17:59 por JJ »

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.820
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #4022 Online: 17 de Abril de 2019, 12:16:51 »

O que você consideraria como evidência?

Talvez uma estatística fundamentada demonstrando que os empregos criados depois da reforma foram historicamente maiores que os de antes.

Até pelo contrário, existem estudos da OCDE e da OIT que corroboram meu argumento de que as leis trabalhistas não influenciam nas taxas de empregos.


https://www.valor.com.br/legislacao/5969407/reforma-trabalhista-nao-gerou-volume-de-empregos-esperado





Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.904
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #4023 Online: 17 de Abril de 2019, 12:20:18 »
Muito trabalho ainda precisa ser feito. Os maiores, principais motores de contratação estão em compasso de espera por várias ações reestrturalizantes.
« Última modificação: 17 de Abril de 2019, 12:43:29 por Sergiomgbr »

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 14.817
  • Sexo: Masculino
Re:Governo Bolsonaro
« Resposta #4024 Online: 17 de Abril de 2019, 12:22:19 »

O que você consideraria como evidência?

Talvez uma estatística fundamentada demonstrando que os empregos criados depois da reforma foram historicamente maiores que os de antes.

Até pelo contrário, existem estudos da OCDE e da OIT que corroboram meu argumento de que as leis trabalhistas não influenciam nas taxas de empregos.

https://www.valor.com.br/legislacao/5969407/reforma-trabalhista-nao-gerou-volume-de-empregos-esperado



Certamente há outras variáveis, mas, o que você acha que aconteceria se o governo resolvesse estabelecer um salário mínimo de de  US$ 750,00 para vigorar a partir de maio/2019 ?



 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!