Autor Tópico: Bíblia manda matar (ou aceita que se mate)  (Lida 1094 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.773
Re:Bíblia manda matar (ou aceita que se mate)
« Resposta #25 Online: 16 de Outubro de 2018, 07:27:06 »
A Natureza, o sincronismo exato e matemático do Cosmo, fatos mediúnicos não devidamente estudados pela ciência, o fenomenal Francisco C Xavier, a quem os Espíritos, como grande desafio aos indagadores, ditaram uma obra, Evolução em Dois Mundos, que desafia o intelecto de muitos cientistas. O Gigaview costuma dizer que qualquer enciclopédia traz aquele material. Tente!
Você deveria evitar declarações de fé.
E deveria evitar afirmações vagas e não confirmadas como "desafia o intelecto de muitos cientistas".
A menos que, por "desafio", você se refira ao fato de os textos serem incompreensíveis. E sem valor para a ciência.

Offline Bozo Mico

  • Nível 02
  • *
  • Mensagens: 21
Re:Bíblia manda matar (ou aceita que se mate)
« Resposta #26 Online: 17 de Outubro de 2018, 01:08:23 »
A Natureza, o sincronismo exato e matemático do Cosmo, fatos mediúnicos não devidamente estudados pela ciência, o fenomenal Francisco C Xavier, a quem os Espíritos, como grande desafio aos indagadores, ditaram uma obra, Evolução em Dois Mundos, que desafia o intelecto de muitos cientistas. O Gigaview costuma dizer que qualquer enciclopédia traz aquele material. Tente!
Você deveria evitar declarações de fé.
E deveria evitar afirmações vagas e não confirmadas como "desafia o intelecto de muitos cientistas".
A menos que, por "desafio", você se refira ao fato de os textos serem incompreensíveis. E sem valor para a ciência.


Offline Pedro Reis

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.874
Re:Bíblia manda matar (ou aceita que se mate)
« Resposta #27 Online: 17 de Outubro de 2018, 09:17:01 »
Pasqually e JungF são as duas faces de uma mesma moeda.

Offline Gorducho

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.262
  • Sexo: Masculino
Re:Bíblia manda matar (ou aceita que se mate)
« Resposta #28 Online: 17 de Outubro de 2018, 16:19:33 »
ACHO que não :!:
M. de Pasqually é esoterista. E apesar d'eu obviamente não acreditar em esoterismos, partilho de quase todas visões dele acerca do "espiritismo" (a dita "DE" so to say...).
E com ele aprendi — eu que me jacto estarem meus conhecimentos de espiritismo num nível de pós-Ph.D. :'( — acerca do "martinismo lionês", que foi a misticização do magnetismo animal que propiciou a criação do espiritismo "moderno" (tanto o anglo quanto o continental).
Eu sempre negligenciara esse fenômeno, iniciando meus estudos 50+ anos depois já pelo Alexis Didier; Alphonse Cahagnet/Adèle Maginot; os socialistas românticos...

Sr. JungF me parece um espirita da ortodoxia febeana.
« Última modificação: 17 de Outubro de 2018, 16:27:27 por Gorducho »

Offline JungF

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 212
Re:Bíblia manda matar (ou aceita que se mate)
« Resposta #29 Online: 18 de Outubro de 2018, 11:29:07 »
ACHO que não :!:
M. de Pasqually é esoterista. E apesar d'eu obviamente não acreditar em esoterismos, partilho de quase todas visões dele acerca do "espiritismo" (a dita "DE" so to say...).
E com ele aprendi — eu que me jacto estarem meus conhecimentos de espiritismo num nível de pós-Ph.D. :'( — acerca do "martinismo lionês", que foi a misticização do magnetismo animal que propiciou a criação do espiritismo "moderno" (tanto o anglo quanto o continental).
Eu sempre negligenciara esse fenômeno, iniciando meus estudos 50+ anos depois já pelo Alexis Didier; Alphonse Cahagnet/Adèle Maginot; os socialistas românticos...

Sr. JungF me parece um espirita da ortodoxia febeana.
Neste ponto vc se engana meu caro, sou um dos que não liga a mínima para aquele carcomido arcabouço institucional, onde conflitos proliferam.
Natureza humana; hó, até quando vos suportarei!

Conheci a DE através de um familiar que participava do fcc. Achei a filosofia ali desenvolvida repleta de pragmatismos verificáveis pela razão... entenda-se, razão livre de preconceitos. Sabiam que isto existe?
Pois bem, faltava compreender os fenômenos e qual o sentido deles, já que as fraudes caminhavam paralelas.
"Veja a árvore e podereis prever seus frutos"... este o meu lema.

Aqui no fcc descobri que não havia somente céticos ou ateus, mas alguns  companheiros com exacerbada repugnância pela DE.
Nem o terrorismo religioso, nem o fanatismo e exploração dos incautos praticados por certos Evangélicos lhes incomodavam tanto como o Espiritismo.
Em princípio li todas as suas mensagens no afã de compreender seus motivos.
Jamais consegui compreender... Talvez algo ligado a encarnações anteriores, só pode. :)

Offline Gorducho

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.262
  • Sexo: Masculino
Re:Bíblia manda matar (ou aceita que se mate)
« Resposta #30 Online: 18 de Outubro de 2018, 12:57:47 »
Neste ponto vc se engana meu caro
:susto:
Citar
o fenomenal Francisco C Xavier, a quem os Espíritos, como grande desafio aos indagadores, ditaram uma obra, Evolução em Dois Mundos, que desafia o intelecto de muitos cientistas. O Gigaview costuma dizer que qualquer enciclopédia traz aquele material. Tente!
Curiosamente a obra é multidisciplinar. Fala com profundidade de Microbiologia, Quimica, Entomologia, Psicanálise, e por aí vai.
:?:
Me confundi por aí...  :vergonha:
Mas, tem algum ponto da ortodoxia febeana (so to say...) do qual S/Pessoa discorde :?:
Qual :?:


Offline Pasqually

  • Nível 08
  • *
  • Mensagens: 89
  • Fraternidade Martinista Luz de Abraxas
    • Fraternidade Martinista Luz de Abraxas
Re:Bíblia manda matar (ou aceita que se mate)
« Resposta #31 Online: 18 de Outubro de 2018, 13:17:54 »
Conheci a DE através de um familiar que participava do fcc.
Opa! Spencer??
Aqui no fcc descobri que não havia somente céticos ou ateus, mas alguns  companheiros com exacerbada repugnância pela DE.
Amigo, a DE merece crítica pela postura pseudocientífica.
Nem o terrorismo religioso, nem o fanatismo e exploração dos incautos praticados por certos Evangélicos lhes incomodavam tanto como o Espiritismo.
A religião convencional pelo menos é declaradamente questão de ordem interior e fé. Se qualquer uma se levantasse dizendo descortinar objetivamente um pseudoAlém, merecer ia igualmente ser julgada pelo crivo da razão.
Em princípio li todas as suas mensagens no afã de compreender seus motivos.
Amigo, você é médium? Já passou por um desdobramento, por uma experiência direta? Se não, torne-se e passe, conteste empiricamente a pseudorevelação espiritista e veja com seus próprios olhos que não condiz com a verdade.
Jamais consegui compreender... Talvez algo ligado a encarnações anteriores, só pode. :)
Só se vive uma vez. O eu, com toda a personalidade e sua estrutura, pertence a esta natureza e ao pó deve retornar. Não há um ego que reencarna, mas um microcosmos/consciência cósmica que não nasce e nem morre, apenas cresce e se enriquece indefinidamente através de suas jornadas/imersões na matéria, individualizando-se e reintegrando-se em um movimento rítmico constante e contínuo de crescimento e aperfeiçoamento, como num Torus ou espiral.
« Última modificação: 18 de Outubro de 2018, 20:51:15 por Pasqually »
Elus Cohen

Offline Pasqually

  • Nível 08
  • *
  • Mensagens: 89
  • Fraternidade Martinista Luz de Abraxas
    • Fraternidade Martinista Luz de Abraxas
Re:Bíblia manda matar (ou aceita que se mate)
« Resposta #32 Online: 18 de Outubro de 2018, 13:26:13 »
The living being had no need of eyes because there was nothing outside of him to be seen; nor of ears because there was nothing to be heard; and there was no surrounding atmosphere to be breathed; nor would there have been any use of organs by the help of which he might receive his food or get rid of what he had already digested, since there was nothing which went from him or came into him: for there was nothing beside him. Of design he created thus; his own waste providing his own food, and all that he did or suffered taking place in and by himself.(PLATO - TIMAEUS)

Early alchemical ouroboros illustration with the words ἓν τὸ πᾶν ("The All is One") from the work of Cleopatra the Alchemist (c. third century, Egypt)
Elus Cohen

Offline JungF

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 212
Re:Bíblia manda matar (ou aceita que se mate)
« Resposta #33 Online: 19 de Outubro de 2018, 12:20:47 »
Neste ponto vc se engana meu caro
:susto:
Citar
o fenomenal Francisco C Xavier, a quem os Espíritos, como grande desafio aos indagadores, ditaram uma obra, Evolução em Dois Mundos, que desafia o intelecto de muitos cientistas. O Gigaview costuma dizer que qualquer enciclopédia traz aquele material. Tente!
Curiosamente a obra é multidisciplinar. Fala com profundidade de Microbiologia, Quimica, Entomologia, Psicanálise, e por aí vai.
:?:
Me confundi por aí...  :vergonha:
Mas, tem algum ponto da ortodoxia febeana (so to say...) do qual S/Pessoa discorde :?:
Qual :?:
Aquele artigo que vc bem conhece sobre JB Roustaing. As marchas e contra marchas para retirá-lo do Estatuto demonstrou acomodação de alguns, evitando confrontações e coligação de algumas federativas, por interessde político. Por isso eu disse "Il faut que jeunesse se pass". Vaidade e imaturidade.
Quanto à ortodoxia a feb segue rigorosamente Kardec, ALuiz e Emmanuel. Mas não me sinto uma autoridade para avaliar sua linha Doutrinária.
Encontra-se um espiritismo mais equilibrado nas federativas, com poucas exceções, que propriamente na feb.

Offline Gorducho

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.262
  • Sexo: Masculino
Re:Bíblia manda matar (ou aceita que se mate)
« Resposta #34 Online: 19 de Outubro de 2018, 15:02:34 »
Nessa do Roustaing eles ficaram que nem rato em guampa...
Dr. Bezerra gostava do Roustaing porque não podia conceber nem que a Maria não fosse virgem nem que JC fosse humano — até porque sendo o espiritismo era uma religião "cientifica" se ela não fosse virgem não poderia gestar uma pessoa  :hehe:
E faz 118 anos que o espírito dele fala em tudo quanto é lugar, inclusive e particularmente no próprio Conselho Federativo, sem que tenha desautorizado o Les Quatre Évangiles.
Então se retirassem estariam deixando o espírito dele bem mal-na-foto  :chorao:

O que é fora de questão é que repugna à Razão o fato de um Espírito Divino tomar a carne dos pecadores; que a concepção espirita de ser fluídico o corpo de Jesus, não somente fala à Razão e remove aquela repugnância invencível, como ainda explica, de acordo com as leis naturais, todos os fenômenos da vida do Redentor, e, principalmente, sua concepção no ventre puríssimo de Maria Santíssima, e seu nascimento, sem que a Mãe deixasse de ser Virgem.
[Dr. Bezerra]
« Última modificação: 19 de Outubro de 2018, 17:36:57 por Gorducho »

Offline Pedro Reis

  • Nível 35
  • *
  • Mensagens: 2.874
Re:Bíblia manda matar (ou aceita que se mate)
« Resposta #35 Online: 19 de Outubro de 2018, 15:41:02 »
Neste ponto vc se engana meu caro, sou um dos que não liga a mínima para aquele carcomido arcabouço institucional, onde conflitos proliferam.
Natureza humana; hó, até quando vos suportarei!

Conheci a DE através de um familiar que participava do fcc.

E antes da DE qual era sua religião? Tinha alguma, Sr?

Por que só depois de adulto o senhor se envolveu com o espiritismo? Foi a doutrina espírita que o seduziu ou foram os fenômenos mediúnicos que o impressionaram?

Offline JungF

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 212
Re:Bíblia manda matar (ou aceita que se mate)
« Resposta #36 Online: 20 de Outubro de 2018, 16:09:32 »
Neste ponto vc se engana meu caro, sou um dos que não liga a mínima para aquele carcomido arcabouço institucional, onde conflitos proliferam.
Natureza humana; hó, até quando vos suportarei!

Conheci a DE através de um familiar que participava do fcc.

E antes da DE qual era sua religião? Tinha alguma, Sr?

Por que só depois de adulto o senhor se envolveu com o espiritismo? Foi a doutrina espírita que o seduziu ou foram os fenômenos mediúnicos que o impressionaram?

Como disse, o ponta-pé inicial veio de uma irmã, mas a motivação veio assim:

 Quanto a religião anterior, ja fiz parte do famoso "sou católico, mas não praticante"; a resposta mais cômoda quando se quer evitar conflitos ou para não ficar fora da curva.
Tinha um colega na Escola de Engenharia que ao se formar foi trabalhar na mesma empresa que eu e o cara era simplesmente o primeiro lugar da Escola... tem uma medalha pra isto, não me recordo o nome.
Pois bem, este cara, inteligente e culto falou me que era praticante do Espiritismo; na ocasião tudo para mim era Umbanda, Candomblé, Vudu, feitiçaria, etc. Fiquei chocado. Comecei a duvidar de seu equilíbrio mental, até mesmo porque era muito inteligente... veja você! Mas ele era perfeitamente normal e muito eficiente em nosso trabalho. Conversávamos muito sobre o assunto mas eu sempre conservava aquele sorriso de quem não estava convencido.   
Essa minha irmã passou a frequentar uma casa espírita em que não havia fenômenos, apenas estudos, e o instrutor era de fato admirável. Dava gosto ouvi-lo. Simples mas amplo conhecimento sobre diversos assuntos.
Percebi, com o tempo que os espíritas eram de um modo geral pessoas de boa reputação e em nada diferentes dos que se conhece por aí. Farmacêuticos, cabeleireiros, médicos, advogados, carpinteiros, etc.
Como recém admitido ao grupo, uma coisa me causava admiração: a forma como se referiam aos fenômenos, mais estranhos, com inteira naturalidade... ninguém fazia aquele, !
O parente de um deles havia previsto o dia da pp morte, errou, foi no dia seguinte.
O filho de um deles ia descer uma rampa, com um carrinho e viu seu falecido avô acenando e dizendo não. Alguns minutos depois um acidente de carro projetou um dos veículos exatamente no local.
Comecei a estudar os livros de Kardec e o que mais me causava estranheza era jamais ter ouvido nada sobre aquela "religião" tão simples e de tanta sensatez.
Então, abri os olhos e percebi que estamos cercados de fenômenos, faltava compreendê-los.
Claro que até hoje existem lugares em que fenômenos são realizados, com discrição e quase sempre voltados à cura de pessoas. Nunca fui a estes lugares, não precisava.



Offline Pasqually

  • Nível 08
  • *
  • Mensagens: 89
  • Fraternidade Martinista Luz de Abraxas
    • Fraternidade Martinista Luz de Abraxas
Re:Bíblia manda matar (ou aceita que se mate)
« Resposta #37 Online: 20 de Outubro de 2018, 16:46:50 »
Neste ponto vc se engana meu caro, sou um dos que não liga a mínima para aquele carcomido arcabouço institucional, onde conflitos proliferam.
Natureza humana; hó, até quando vos suportarei!

Conheci a DE através de um familiar que participava do fcc.

E antes da DE qual era sua religião? Tinha alguma, Sr?

Por que só depois de adulto o senhor se envolveu com o espiritismo? Foi a doutrina espírita que o seduziu ou foram os fenômenos mediúnicos que o impressionaram?

Como disse, o ponta-pé inicial veio de uma irmã, mas a motivação veio assim:

 Quanto a religião anterior, ja fiz parte do famoso "sou católico, mas não praticante"; a resposta mais cômoda quando se quer evitar conflitos ou para não ficar fora da curva.
Tinha um colega na Escola de Engenharia que ao se formar foi trabalhar na mesma empresa que eu e o cara era simplesmente o primeiro lugar da Escola... tem uma medalha pra isto, não me recordo o nome.
Pois bem, este cara, inteligente e culto falou me que era praticante do Espiritismo; na ocasião tudo para mim era Umbanda, Candomblé, Vudu, feitiçaria, etc. Fiquei chocado. Comecei a duvidar de seu equilíbrio mental, até mesmo porque era muito inteligente... veja você! Mas ele era perfeitamente normal e muito eficiente em nosso trabalho. Conversávamos muito sobre o assunto mas eu sempre conservava aquele sorriso de quem não estava convencido.   
Essa minha irmã passou a frequentar uma casa espírita em que não havia fenômenos, apenas estudos, e o instrutor era de fato admirável. Dava gosto ouvi-lo. Simples mas amplo conhecimento sobre diversos assuntos.
Percebi, com o tempo que os espíritas eram de um modo geral pessoas de boa reputação e em nada diferentes dos que se conhece por aí. Farmacêuticos, cabeleireiros, médicos, advogados, carpinteiros, etc.
Como recém admitido ao grupo, uma coisa me causava admiração: a forma como se referiam aos fenômenos, mais estranhos, com inteira naturalidade... ninguém fazia aquele, !
O parente de um deles havia previsto o dia da pp morte, errou, foi no dia seguinte.
O filho de um deles ia descer uma rampa, com um carrinho e viu seu falecido avô acenando e dizendo não. Alguns minutos depois um acidente de carro projetou um dos veículos exatamente no local.
Comecei a estudar os livros de Kardec e o que mais me causava estranheza era jamais ter ouvido nada sobre aquela "religião" tão simples e de tanta sensatez.
Então, abri os olhos e percebi que estamos cercados de fenômenos, faltava compreendê-los.
Claro que até hoje existem lugares em que fenômenos são realizados, com discrição e quase sempre voltados à cura de pessoas. Nunca fui a estes lugares, não precisava.
Ótimo, agora aproveite e parta pra Mesmer e Puysegur para entender que tudo isso não se dá senão no próprio éter mental daqueles que passam por estas experiências, consciente ou inconscientemente plasmadas pelos grupos de afins reunidos com uma una intenção.
Elus Cohen

Online Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.015
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Bíblia manda matar (ou aceita que se mate)
« Resposta #38 Online: 20 de Outubro de 2018, 17:49:28 »

Então, abri os olhos e percebi que estamos cercados de fenômenos, faltava compreendê-los.
E ai, já compreende? Já deve ter ouvido falar em deja vu, pareidolia, ilusões de ótica, miragens, e outras dúzias de outras terminologias que envolvem fenomenologias mentais em que há explicação não misticista bastante substancial, não?

Claro que até hoje existem lugares em que fenômenos são realizados, com discrição e quase sempre voltados à cura de pessoas. Nunca fui a estes lugares, não precisava.
Parece que é o caso então de ser questão de fé, não de duvida, não é?

Offline Gorducho

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.262
  • Sexo: Masculino
Re:Bíblia manda matar (ou aceita que se mate)
« Resposta #39 Online: 20 de Outubro de 2018, 18:23:47 »
passou a frequentar uma casa espírita em que não havia fenômenos, apenas estudos
Citar
Como recém admitido ao grupo, uma coisa me causava admiração: a forma como se referiam aos fenômenos, mais estranhos, com inteira naturalidade...
:susto:
:?:
Afinal: tinha/tem ou não tinha/tem fenômenos onde S/Pessoa frequenta/va  :?:

De saco-pra-mala... ainda referente às diferenças significativas entre o kardecismo e o espiritismo febeano:
  • No kardecismo os espiritos depois vão reencarnar em outros planetas — e.g.: Mozart 60 anos depois e o Bernard Palissy 250- anos depois, já estavam encarnados em Júpiter, o planeta + evoluído do nosso SS como certamente saberá... —; no espiritismo febeano aparentemente ficam só encarnando cá na Terra.
  • No espiritismo febeano tem cidades invisíveis chumbadas — aí em cima do Rio tem uma por exemplo :!: — como no espiritimso anglo; no kardecismo não tem.
« Última modificação: 20 de Outubro de 2018, 18:26:42 por Gorducho »

Offline JungF

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 212
Re:Bíblia manda matar (ou aceita que se mate)
« Resposta #40 Online: 21 de Outubro de 2018, 12:03:44 »
Citação de: Pasqually
Ótimo, agora aproveite e parta pra Mesmer e Puysegur para entender que tudo isso não se dá senão no próprio éter mental daqueles que passam por estas experiências, consciente ou inconscientemente plasmadas pelos grupos de afins reunidos com uma una intenção.
 
Como explicar o caso do garoto, por sinal filho de um colega de trabalho católico de rezar o terço, que avistou o avô, falecido?
Ao longo do tempo toma-se conhecimento de casos que somente a interferência de inteligências invisíveis poderia explicar. En passant, conheces a história de Joana D'arc?
Mas, deixa p'ra lá, pois tudo será fruto do tempo... não apenas cem ou duzentos anos... (quer-se dizer, uma ou duas encarnações) depende de cada um.
Existe um, como que, efeito em onda, de propagação da crença. Não é a narrativa do fenômeno em si, pois as fraudes e crendices superam os fatos. Mas a fonte de onde procede o fato descrito, e que geralmente é confirmado por familiares, amigos, etc.
Não é como estes programas da tv que alardeiam o sobrenatural, até tentando dar um enfoque científico, com testemunhos, etc. Ninguém em são juízo dá atenção, claro. Não é assim; é quase pessoal. por isto eu disse, é como uma onda direcionada para, permita-me a banalidade, elementos de certa respeitabilidade e assim, formadores de opinião.
Existe um propósito. Reformar o homem, a sociedade, as religiões.
É muito difícil explanar sobre o assunto sem incorrer no risco da pecha de misticismo ou fanatismo, pois somente um estudo prévio, serio e metódico é capaz de dirimir as dúvidas que surgem.
Olhem um caso interessante que é o do Sr. Gorducho. Estudou, muito mais como um verniz cultural, procurando as possíveis falhas e se aprofundando naquilo que entendia serem as falhas, reforçando suas idéias em autores claramente adversários daquela força que estava surgindo e que arrostava a lógica e o bom senso de seus negadores. Mesmo encontrando em sábios e em pesquisadores respeitáveis o apoio para a nova Doutrina, escolhe o que fortalece seu pre-juízo.
O mal acolhimento ou um destratamento a um seu familiar querido, o que pode sempre ocorrer porque a ignorância e a vaidade está entranhada no homem e o espírita não é um anjo de Deus: reconhecemo-lo pela sua transformação moral e a luta que empreende para domar suas más inclinações"... mas cai bastas vezes. Então, como dizia, este episódio infeliz tornou o Sr Gorducho em um ferrenho adversário, intelectual, diga-se, do Espiritismo. Mas note bem; ele o é, quanto ao movimento espirita, pois seus argumentos contra a Doutrina propriamente dita, são frágeis embora culturalmente  rebuscados, o que dá uma aparência de robustez... mas qual!


Offline Gorducho

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.262
  • Sexo: Masculino
Re:Bíblia manda matar (ou aceita que se mate)
« Resposta #41 Online: 21 de Outubro de 2018, 12:29:01 »
Mas, deixa p'ra lá, pois tudo será fruto do tempo... não apenas cem ou duzentos anos...
Há 1½ século atrás o Kardec dizia que já tinha chegado o tempo :!:
Tão jogando a toalha :?:
 :pula:
Citar
Existe um propósito. Reformar o homem, a sociedade, as religiões.
E isso é maus  :no: Quando existem "propósitos" existe a tendência de haver descomprometimento com fatos em nome desses "propósitos".
É o que acontece com as "ideologias", "causas".
Citar
Olhem um caso interessante que é o do Sr. Gorducho. Estudou, muito mais como um verniz cultural, procurando as possíveis falhas e se aprofundando naquilo que entendia serem as falhas
:no:
Já disse que acreditava PIAMENTE até os 15 quando por razões que não vem ao caso mamãe parou de frequentar (era evangelizadora dentro da ortodoxia febeana com 2 diplomas...). Depois esses anos todos outras preocupações ocuparam meu neurônio, e só há alguns anos retomei o estudo, agora já com + tempo disponível lá no OP.
Claro: agora sim nessa, digamos, "fase ii", passei a estudar a literatura disponível na INTERNET (que não se tinha 40+ anos atrás); bem como os temas e debates lá. Agora sim descomprometido com "propósitos" de mudar a forma de pensar dos outros, e sim observando as coisas como elas são no mundo real.
Citar
este episódio infeliz tornou o Sr Gorducho em um ferrenho adversário, intelectual, diga-se, do Espiritismo. Mas note bem; ele o é, quanto ao movimento espirita, pois seus argumentos contra a Doutrina propriamente dita, são frágeis embora culturalmente  rebuscados, o que dá uma aparência de robustez... mas qual!
Não: foi ver que a "doutrina" foi ditada por "espíritos" sim. Mas espíritos de vivos, "encarnados".
E tem auto-contradições como aquela entre a não-retrogradação + livre-arbítrio acopladas ao dogma de Deus criar todos espíritos iguais e com o moralímetro zerado.
Bem como outra contradição é a necessidade de "encarnarem". Pra que se o tal "mundo espiritual" é o + importante :?:
[abstenho-me das citações por supô-lo conhecedor; se precisar peça]
:superamigos:

By the way... e os tais fenômenos que seus companheiros encaram/vam com naturalidade :?:
Afinal: tem ou não tem fenômenos onde frequenta/va :?:
« Última modificação: 21 de Outubro de 2018, 13:24:29 por Gorducho »

Offline JungF

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 212
Re:Bíblia manda matar (ou aceita que se mate)
« Resposta #42 Online: 21 de Outubro de 2018, 12:31:08 »
 
Citação de: JungF


Então, abri os olhos e percebi que estamos cercados de fenômenos, faltava compreendê-los.
Citação de: Sergio
E ai, já compreende? Já deve ter ouvido falar em deja vu, pareidolia, ilusões de ótica, miragens, e outras dúzias de outras terminologias que envolvem fenomenologias mentais em que há explicação não misticista bastante substancial, não?
Curiosamente, impressiona mais a complexidade de tais explicações com amparo na metapsíquica ou no exoterismo, que a simples crença de que se você tem uma alma, após a morte do corpo físico ela pode em casos bem determinados interagir com o ambiente físico... simples assim.   

Citação de: JungF 
Claro que até hoje existem lugares em que fenômenos são realizados, com discrição e quase sempre voltados à cura de pessoas. Nunca fui a estes lugares, não precisava.
Citação de: sergio
Parece que é o caso então de ser questão de fé, não de duvida, não é?
Força da razão adquirida em análise profunda e meditada. Parece, caro Sergio, que as contradições e os horrores do mundo, mais fortalecem a DE, pois, explica as causas disto, seu fim e finalidade.

Offline JungF

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 212
Re:Bíblia manda matar (ou aceita que se mate)
« Resposta #43 Online: 21 de Outubro de 2018, 12:34:22 »
Gorducho, terei prazer em responder dentro em pouco, por favor.

Online Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.015
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Bíblia manda matar (ou aceita que se mate)
« Resposta #44 Online: 21 de Outubro de 2018, 17:41:38 »


Citação de: Sergio
E ai, já compreende? Já deve ter ouvido falar em deja vu, pareidolia, ilusões de ótica, miragens, e outras dúzias de outras terminologias que envolvem fenomenologias mentais em que há explicação não misticista bastante substancial, não?
Curiosamente, impressiona mais a complexidade de tais explicações com amparo na metapsíquica ou no exoterismo, que a simples crença de que se você tem uma alma, após a morte do corpo físico ela pode em casos bem determinados interagir com o ambiente físico... simples assim.   

Então a melhor explicação é a mais simples? Se for assim, para tudo basta dizer: foi por que deus quis?
« Última modificação: 21 de Outubro de 2018, 17:43:44 por Sergiomgbr »

Offline JungF

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 212
Re:Bíblia manda matar (ou aceita que se mate)
« Resposta #45 Online: 21 de Outubro de 2018, 17:47:57 »
 
Citação de: Sr. JungF
Mas, deixa p'ra lá, pois tudo será fruto do tempo... não apenas cem ou duzentos anos...
Citação de: Gorducho 
Há 1½ século atrás o Kardec dizia que já tinha chegado o tempo :!:
Tão jogando a toalha :?:
 :pula:
Citação de: JungF
cem, duzentos anos, em termos individuais; você, em uma ou duas encarnações, digamos, cem duzentos anos, indo e vindo do e para o mundo espiritual desenvolverá de forma mnemônica recursos que o induzirão a abraçar a DE
Citação de: Jung
Existe um propósito. Reformar o homem, a sociedade, as religiões.
Citação de: Gorducho 
E isso é maus  :no: Quando existem "propósitos" existe a tendência de haver descomprometimento com fatos em nome desses "propósitos".
É o que acontece com as "ideologias", "causas".
É um ponto de vista. Há que se caminhar na direção de propósitos ou ideais consentâneos com a ética, a moral e o progresso. A humanidade não deverá estar sempre atrelada ao passado primitivista, do olhar sempre para o pp umbigo.
Da forma como vc vê, não há esperanças para o homem. Regrediremos à taba.



[
Citação de: JungF
]Olhem um caso interessante que é o do Sr. Gorducho. Estudou, muito mais como um verniz cultural, procurando as possíveis falhas e se aprofundando naquilo que entendia serem as falhas

Citação de: Gorducho 
Já disse que acreditava PIAMENTE até os 15 quando por razões que não vem ao caso mamãe parou de frequentar (era evangelizadora dentro da ortodoxia febeana com 2 diplomas...). Depois esses anos todos outras preocupações ocuparam meu neurônio, e só há alguns anos retomei o estudo, agora já com + tempo disponível lá no OP.
Claro: agora sim nessa, digamos, "fase ii", passei a estudar a literatura disponível na INTERNET (que não se tinha 40+ anos atrás); bem como os temas e debates lá. Agora sim descomprometido com "propósitos" de mudar a forma de pensar dos outros, e sim observando as coisas como elas são no mundo real.
Nossas tendências definem nossas opiniões, mas não nossas crenças mais arraigadas; essas carecem provas. Enquanto não existem aquelas mais convincentes, apelamos para a razão, lógica, bom senso. Ou seja, estamos todos no mesmo patamar.
Citação de: JungF
este episódio infeliz tornou o Sr Gorducho em um ferrenho adversário, intelectual, diga-se, do Espiritismo. Mas note bem; ele o é, quanto ao movimento espirita, pois seus argumentos contra a Doutrina propriamente dita, são frágeis embora culturalmente  rebuscados, o que dá uma aparência de robustez... mas qual!
Citação de: Gorducho 
Não: foi ver que a "doutrina" foi ditada por "espíritos" sim. Mas espíritos de vivos, "encarnados".
E tem auto-contradições como aquela entre a não-retrogradação + livre-arbítrio acopladas ao dogma de Deus criar todos espíritos iguais e com o moralímetro zerado.
Bem como outra contradição é a necessidade de "encarnarem". Pra que se o tal "mundo espiritual" é o + importante :?:
[abstenho-me das citações por supô-lo conhecedor; se precisar peça]
:superamigos:
Vamos por parte, as garotas de 14 e 16 anos Celine Japhet Julie Baudin - Caroline Baudin que serviram de médiuns quando se trouxe o arcabouço básico da Doutrina dos Espíritos tinham conhecimento ou maturidade para abordarem os assuntos de maior complexidade?
Pois vc disse que os espíritos eram o dos homens encarnados...  Veja aqui que cuidados e providências os espíritos da Codificação tiveram: neste caso duas ou três garotinhas pre adolescentes ou pouco mais. :susto:
Posteriormente Ermance Dufaux auxiliou nos arremates. 1 x 0
Citação de: Gordunho
By the way... e os tais fenômenos que seus companheiros encaram/vam com naturalidade :?:
Afinal: tem ou não tem fenômenos onde frequenta/va :?:
Não onde eu frequentava, eram reuniões de estudos. Mas cada um deles tinha suas particulares atividades e frequentavam outras casas espíritas. Esta de que fazíamos parte era como uma referência em matéria de estudos. Pessoal, quase todos de nível superior, nada de reunião mediúnica e nem tarefas sociais... somente estudos.
Quanto á retrogradação, somente ocorre em nivel social, intelectual, etc... não moral. Mas veja, se voce dá esmolas, hoje, pode no futuro vir a ser um torturador. Você não conquistou valores morais apenas dando esmolas, esta ação poderia se dar apenas por circunstancias. A ética e a moral são conquistas de várias encarnações, precisam fundamentar a personalidade.
Então, levantamos e caímos muitas vezes. As encarnações são numerosas no inicio da caminhada, com pequenos avanços.
Posteriormente podemos representá-la como a curva que representa a resistência do concreto. Inicia tangendo o eixo xx e quase de repente torna-se assintótica em relação ao eixo yy.
O ponto de inflexão está na moral pura do Evangelho com o Espiritismo.
Sei que vão perguntar, já respondo. Todos os missionários que propuseram a reforma moral dessa ou daquela cultura, já eram prepostos do Cristo de Deus.
Precisava-se adaptar cada doutrina à cultura vigente.
 

Offline JungF

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 212
Re:Bíblia manda matar (ou aceita que se mate)
« Resposta #46 Online: 21 de Outubro de 2018, 17:52:51 »


Citação de: Sergio
E ai, já compreende? Já deve ter ouvido falar em deja vu, pareidolia, ilusões de ótica, miragens, e outras dúzias de outras terminologias que envolvem fenomenologias mentais em que há explicação não misticista bastante substancial, não?
Curiosamente, impressiona mais a complexidade de tais explicações com amparo na metapsíquica ou no exoterismo, que a simples crença de que se você tem uma alma, após a morte do corpo físico ela pode em casos bem determinados interagir com o ambiente físico... simples assim.   

Então a melhor explicação é a mais simples? Se for assim, para tudo basta dizer: foi por que deus quis?
Não basta ser simples. Você o disse: é porque Deus quis?
Essa resposta não satisfaria aos homens inteligentes e cultos que sinceramente buscam compreender a complexidade da vida e da nossa realidade.

Online Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.015
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Bíblia manda matar (ou aceita que se mate)
« Resposta #47 Online: 21 de Outubro de 2018, 18:00:27 »


Citação de: Sergio
E ai, já compreende? Já deve ter ouvido falar em deja vu, pareidolia, ilusões de ótica, miragens, e outras dúzias de outras terminologias que envolvem fenomenologias mentais em que há explicação não misticista bastante substancial, não?
Curiosamente, impressiona mais a complexidade de tais explicações com amparo na metapsíquica ou no exoterismo, que a simples crença de que se você tem uma alma, após a morte do corpo físico ela pode em casos bem determinados interagir com o ambiente físico... simples assim.   

Então a melhor explicação é a mais simples? Se for assim, para tudo basta dizer: foi por que deus quis?
Não basta ser simples. Você o disse: é porque Deus quis?
Essa resposta não satisfaria aos homens inteligentes e cultos que sinceramente buscam compreender a complexidade da vida e da nossa realidade.
Complexidade ao gosto do freguês? Para explicar coisas do interesse  do religioso a complexidade serve, mas para trazer dúvidas à ele, não.
« Última modificação: 21 de Outubro de 2018, 18:08:15 por Sergiomgbr »

Offline Gorducho

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.262
  • Sexo: Masculino
Re:Bíblia manda matar (ou aceita que se mate)
« Resposta #48 Online: 21 de Outubro de 2018, 18:21:42 »
É um ponto de vista. Há que se caminhar na direção de propósitos ou ideais consentâneos com a ética, a moral e o progresso. A humanidade não deverá estar sempre atrelada ao passado primitivista, do olhar sempre para o pp umbigo.
:ok:
Mas pra isso não deveria ser necessário invocar hipotéticos seres sobrenaturais.
Citar
Enquanto não existem aquelas mais convincentes, apelamos para a razão, lógica, bom senso. Ou seja, estamos todos no mesmo patamar.
:ok:
E como cada agrupamento social tem sua "lógica" e seu "bom senso" — es decir: uns "acham" que o universo funciona assim, outros "acham" que o universo funciona assado... nada de útil se tira desta constatação, exceto que ninguém sabe nada e muitos "acham"  :'(
Citar
Vamos por parte, as garotas de 14 e 16 anos Celine Japhet Julie Baudin - Caroline Baudin que serviram de médiuns quando se trouxe o arcabouço básico da Doutrina dos Espíritos tinham conhecimento ou maturidade para abordarem os assuntos de maior complexidade?
Pois vc disse que os espíritos eram o dos homens encarnados...  Veja aqui que cuidados e providências os espíritos da Codificação tiveram: neste caso duas ou três garotinhas pre adolescentes ou pouco mais. :susto:
A "Doutrina" tem 3 fontes ("pilares" so to say...):
  • O catecismo católico (aquelas definições e perfeições escolásticas de "Deus" por exemplo); crença em Jesus Cristo (note: não apenas na existência dum certo Sr. Jesus, rabino no nonsense, mas na existência dum "Cristo" sobrenatural...)
  • O socialismo romântico (a reencarnação por exemplo)
  • O magnetismo animal ("mesmerismo")
Não precisa de "espírito" de falecido nenhum pra isso (obviamente que sim os "espíritos" dos vivos que formularam esses pontos/doutrinas, ENQUANTO VIVOS cá na crosta terrícola  :!:).
Citar
Não onde eu frequentava, eram reuniões de estudos. Mas cada um deles tinha suas particulares atividades e frequentavam outras casas espíritas. Esta de que fazíamos parte era como uma referência em matéria de estudos. Pessoal, quase todos de nível superior, nada de reunião mediúnica e nem tarefas sociais... somente estudos.
Então S/Pessoa pessoalmente nunca viu um alegado fenômeno espírita, certo :?:
Citar
Quanto á retrogradação, somente ocorre em nivel social, intelectual, etc... não moral.
:no:
102. Décima classe. ESPÍRITOS IMPUROS. — São inclinados ao mal, de que fazem o objeto de suas preocupações
Se como é o dogma Doutrinário Deus os criou simples e ignorantes, e supostamente sem tendências intrínsecas, e com o passar dos tempos estes ficaram inclinados (adquiriram tendência para o...), então eles retroagiram moralmente em relação a seu estado primevamente "neutro".
« Última modificação: 21 de Outubro de 2018, 18:50:47 por Gorducho »

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.773
Re:Bíblia manda matar (ou aceita que se mate)
« Resposta #49 Online: 22 de Outubro de 2018, 08:22:41 »

Citação de: JungF 
Claro que até hoje existem lugares em que fenômenos são realizados, com discrição e quase sempre voltados à cura de pessoas. Nunca fui a estes lugares, não precisava.
Citação de: sergio
Parece que é o caso então de ser questão de fé, não de duvida, não é?
Força da razão adquirida em análise profunda e meditada. Parece, caro Sergio, que as contradições e os horrores do mundo, mais fortalecem a DE, pois, explica as causas disto, seu fim e finalidade.
"Análise profunda e meditada" não basta. Sem evidências objetivas, é apenas uma crença.

"Ah, mas o Fulano rezou o terço e viu o avô falecido!"
Isto não é evidência, é apenas a afirmação sem provas de uma pessoa qualquer.

A melhor e mais racional explicação para as contradições e horrores do mundo não é necessariamente a verdade. É apenas uma tentativa de nos iludir com a esperança de que haja um bom motivo por trás disso tudo. Talvez a verdade seja deprimente. Talvez seja horrível. Mas, nem por isso, menos verdadeira.
« Última modificação: 22 de Outubro de 2018, 08:29:20 por Fernando Silva »

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!