Autor Tópico: Jesus Negou ou atestou sua messianidade?  (Lida 1008 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.821
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Jesus Negou ou atestou sua messianidade?
« Resposta #25 Online: 10 de Novembro de 2018, 13:08:27 »
Na verdade a bíblia é coerente, sim, toda ela. Só não o é sob a ponto de vista dos religiosos, que pinçam aqui e ali partes fora de contexto para sustentarem suas crenças.
Pelo contrário, é um festival de contradições.
https://fernandosilvamultiply.blogspot.com/2008/06/contradicoes-biblicas.html
Dentro do escopo do que se propõe, de ser 'um' livro para guiar pessoas pela fé,  não há nenhuma incoerência ou contraditórios, já que para o que é proposto  não é necessário rigor científico, inclusive com o universo bíblico como um todo admitindo personagens míticos e seres sobrenaturais.

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.012
Re:Jesus Negou ou atestou sua messianidade?
« Resposta #26 Online: 10 de Novembro de 2018, 13:09:01 »
O sábado foi feito por causa do homem, e não o homem por causa do sábado.
o quer que os doutores da lei queiram proibir com a lei do sábado, Jesus desproíbe.
Mas, no fim das contas, Jesus não criou uma nova religião neste caso, apenas interpretou a Lei de Moisés a sua maneira.

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.012
Re:Jesus Negou ou atestou sua messianidade?
« Resposta #27 Online: 10 de Novembro de 2018, 13:12:20 »
Na verdade a bíblia é coerente, sim, toda ela. Só não o é sob a ponto de vista dos religiosos, que pinçam aqui e ali partes fora de contexto para sustentarem suas crenças.
Pelo contrário, é um festival de contradições.
https://fernandosilvamultiply.blogspot.com/2008/06/contradicoes-biblicas.html
Dentro do escopo do que se propõe, ser 'um' livro para guiar pessoas pela fé,  não há nenhuma incoerência ou contraditórios, já que para o que é proposto  não é necessário rigor científico, inclusive com o universo bíblico como um todo admitindo personagens míticos e seres sobrenaturais.
Se a ideia é garantir que as pessoas sejam salvas em vez de ir para o inferno, esse guia tem que ser claríssimo e nunca deixar dúvidas.

Se cada um interpreta de um jeito, cada um será "guiado" por um caminho diferente e até em direções opostas.

Sem falar em que, se há tantas contradições, o livro não merece confiança.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.821
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Jesus Negou ou atestou sua messianidade?
« Resposta #28 Online: 10 de Novembro de 2018, 13:16:58 »
O sábado foi feito por causa do homem, e não o homem por causa do sábado.
o quer que os doutores da lei queiram proibir com a lei do sábado, Jesus desproíbe.
Mas, no fim das contas, Jesus não criou uma nova religião neste caso, apenas interpretou a Lei de Moisés a sua maneira.
Não criou não. Exatamente!

Na verdade transparece ainda que a ideia era mesmo questionar as religiões que na época haviam. Só colocaram Jesus supondo-o Judeu por alguma questão qualquer pontual, talvez para não ofender os pudores de ninguém da época. Possivelmente exatamente para não caracterizar uma nova religião.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.821
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Jesus Negou ou atestou sua messianidade?
« Resposta #29 Online: 10 de Novembro de 2018, 13:23:05 »
Na verdade a bíblia é coerente, sim, toda ela. Só não o é sob a ponto de vista dos religiosos, que pinçam aqui e ali partes fora de contexto para sustentarem suas crenças.
Pelo contrário, é um festival de contradições.
https://fernandosilvamultiply.blogspot.com/2008/06/contradicoes-biblicas.html
Dentro do escopo do que se propõe, ser 'um' livro para guiar pessoas pela fé,  não há nenhuma incoerência ou contraditórios, já que para o que é proposto  não é necessário rigor científico, inclusive com o universo bíblico como um todo admitindo personagens míticos e seres sobrenaturais.
Se a ideia é garantir que as pessoas sejam salvas em vez de ir para o inferno, esse guia tem que ser claríssimo e nunca deixar dúvidas.

Se cada um interpreta de um jeito, cada um será "guiado" por um caminho diferente e até em direções opostas.

Sem falar em que, se há tantas contradições, o livro não merece confiança.
É verdade, mas é aquele negócio,  fé, não se questiona, se confia.




Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.012
Re:Jesus Negou ou atestou sua messianidade?
« Resposta #30 Online: 10 de Novembro de 2018, 13:27:29 »
Na verdade transparece ainda que a ideia era mesmo questionar as religiões que na época haviam. Só colocaram Jesus supondo-o Judeu por alguma questão qualquer pontual, talvez para não ofender os pudores de ninguém da época. Possivelmente exatamente para não caracterizar uma nova religião.
Jesus era judeu, nascido de um pai da tribo de David e de uma mãe levita (a menos que alguém queira acreditar em que um fantasma a engravidou).

Viveu como um judeu e até ensinou na sinagoga, ainda que tivesse interpretações próprias para alguns trechos.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.821
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Jesus Negou ou atestou sua messianidade?
« Resposta #31 Online: 10 de Novembro de 2018, 13:32:02 »
Na verdade transparece ainda que a ideia era mesmo questionar as religiões que na época haviam. Só colocaram Jesus supondo-o Judeu por alguma questão qualquer pontual, talvez para não ofender os pudores de ninguém da época. Possivelmente exatamente para não caracterizar uma nova religião.
Jesus era judeu, nascido de um pai da tribo de David e de uma mãe levita (a menos que alguém queira acreditar em que um fantasma a engravidou).

Viveu como um judeu e até ensinou na sinagoga, ainda que tivesse interpretações próprias para alguns trechos.
Um possível Jesus histórico? Talvez. Mas nem é o caso.

Offline Andre Goes

  • Nível 01
  • *
  • Mensagens: 17
Re:Jesus Negou ou atestou sua messianidade?
« Resposta #32 Online: 11 de Novembro de 2018, 08:47:56 »
Um ato benevolente e talvez necessário não pode ser visto como trabalho, principalmente remunerado.
Ajudar o filho ou um boi dentro de um poço não pode ser visto como trabalho.
A lei fala de seis dias de trabalho, ou seja, de produção.
Bom, não importa, já que com essa afirmação, quanto ao sábado,
Citar
O sábado foi feito por causa do homem, e não o homem por causa do sábado.
o que quer que os doutores da lei queiram proibir com a lei do sábado, Jesus desproíbe.

Exatamente!!
Para Jesus o sábado era dia de repouso do trabalho remunerado, trabalho escravo ou qualquer outro que exigia a mesma carga de trabalho dos seis dias.
Por isso ele não era contra a cobrança de impostos, mas do abuso delas.
Jesus batia de frente com os preceitos religiosos de sua época. 
Ele refurtava os dogmas que não condiziam com a lei.
Não é a toa que ele disse que os escribas e fariseus sentaram na cadeira de moisés.
Ele realmente observava a Lei.
« Última modificação: 11 de Novembro de 2018, 08:50:14 por Andre Goes »

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.821
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Jesus Negou ou atestou sua messianidade?
« Resposta #33 Online: 11 de Novembro de 2018, 12:35:19 »
Sim, vá lá que pode ser, mas ver as coisas dessa forma tem uma carga interpretativa maior que o que o questionamento do sábado em si denota, que quem quiser fazer qualquer coisa faça-a não importando o dia e a hora.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!