Autor Tópico: Novo instituto combaterá gastos do SUS com pseudociências como homeopatia  (Lida 773 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 7.367
Citar
Novo instituto combaterá gastos públicos em 'pseudociências'

Órgão observará 29 práticas contempladas pelo SUS cuja eficiência não é comprovada, como homeopatia e dança de roda

Combater o gasto de dinheiro público em práticas sem eficácia comprovada marcará o início do trabalho do primeiro instituto brasileiro dedicado à defesa da sociedade contra pseudociências, denominação que engloba tudo aquilo que se veste de científico embora fracasse em provar eficiência. São 29 casos, que vão da homeopatia a banhos inspirados em práticas dos homens das cavernas ao observar animais feridos e hoje pagas pelo Sistema Único de Saúde (SUS). O Instituto Questão de Ciência (IQC) será lançado na quinta-feira, em São Paulo, e reúne integrantes da comunidade científica e dos hospitais Albert Einstein e Sírio-Libanês, dos pró-reitores de pesquisa de USP, Unesp e Unicamp.
[...]
A meta inicial é convencer o governo a deixar de obrigar o SUS a pagar por 29 práticas alternativas, como imposição de mãos, dança circular e homeopatia. O IQC lançará um manual de informação sobre essas práticas com orientações de como detectar quando uma terapia não consegue cumprir aquilo o que promete. A inspiração são entidades dos EUA (Center for Inquiry) e Reino Unido (Sense about Science).

— Faltam recursos para diminuir as filas de atendimento de pacientes com câncer, doenças cardíacas e diabetes, ou para melhorar as emergências. Mas há dinheiro para pagar por métodos incapazes de provar que funcionam (essas práticas). Isso é socialmente injusto — condena Taschner.
[...]
O Brasil tem seguido na direção contrária. Há 12 anos o SUS paga pelas chamadas práticas integrativas. Em março deste ano o então ministro da Saúde, o engenheiro Ricardo Barros, anunciou a inclusão de mais dez práticas ao SUS e disse que o Brasil era líder na área, com 29 práticas integrativas oferecidas pelo SUS em 9.350 estabelecimentos em 3.173 municípios.

De fato, só o Brasil tem na lista das práticas pagas pelo poder público o uso de lama para facilitar o contato com o “Eu interior” (geoterapia), dança de roda (dança circular) e passes “para a transferência de energia vital (Qi, prana) por meio das mãos” (imposição de mãos), por exemplo.

O Brasil já financiou também pesquisas com a fosfoetanolamina, que fracassou ao ser testada em tratamento contra o câncer. O caso é emblemático, observa Taschner, porque os pacientes que recorreram a essa substância deixaram de receber terapias adequadas.
https://oglobo.globo.com/sociedade/novo-instituto-combatera-gastos-publicos-em-pseudociencias-1-23247547

Offline Gorducho

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.876
  • Sexo: Masculino
Re:Novo instituto combaterá gastos do SUS com pseudociências como homeopatia
« Resposta #1 Online: 21 de Novembro de 2018, 13:01:25 »
E afinal o NHS parou de fundear :?:
A última notícia que tenho é a decisão de 5 junho. Mas como sempre tem recursos, &c...
:?:

Offline Entropia

  • Nível 22
  • *
  • Mensagens: 835
  • Sexo: Masculino
Re:Novo instituto combaterá gastos do SUS com pseudociências como homeopatia
« Resposta #2 Online: 24 de Novembro de 2018, 21:45:40 »
Torcendo pra baterem de frente com psicanálise.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.279
Re:Novo instituto combaterá gastos do SUS com pseudociências como homeopatia
« Resposta #3 Online: 25 de Novembro de 2018, 20:59:58 »
Torcendo pra baterem de frente com psicanálise.

Pegando carona numa metáfora Zen e na idéia do estoque de vento da presidenta Dilma, diria que para refutar a psicanálise é preciso capturar o vento com uma caixa, que é diferente de refutar ar estagnado.

Então, como refutar a psicanálise? Como medir a eficácia de uma "terapia" de natureza tão subjetiva? Qual é a metodologia a ser empregada?

Por incrível que pareça, muita gente gosta desse "ventinho" e não se pode negar que o ato de desabafar faz bem a muita gente que pode pagar o preço da "terapia" e que se identifica com o papo furado freudiano.
Brandolini's Bullshit Asymmetry Principle: "The amount of effort necessary to refute bullshit is an order of magnitude bigger than to produce it".

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.209
  • Sexo: Masculino
Re:Novo instituto combaterá gastos do SUS com pseudociências como homeopatia
« Resposta #4 Online: 04 de Outubro de 2019, 16:20:56 »
:?: Esse instituto também fará/faz oposição a contratação de serviços de magos, psíquicos, alquimistas, astrólogos, dançarinos de chuva, etc?

Infelizmente acho que só quando contratado pelo SUS.

:/

Bem, pelo menos cirurgias mediúnicas devem ser evitadas, então.











Sobre psicanálise:

Citar
World Psychiatry. 2003 Jun; 2(2): 73–80.

Psychoanalysis today

PETER FONAGY


ABSTRACT
The paper discusses the precarious position of psychoanalysis, a therapeutic approach which historically has defined itself by freedom from constraint and counted treatment length not in terms of number of sessions but in terms of years, in today's era of empirically validated treatments and brief structured interventions. The evidence that exists for the effectiveness of psychoanalysis as a treatment for psychological disorder is reviewed. The evidence base is significant and growing, but less than might meet criteria for an empirically based therapy. The author goes on to argue that the absence of evidence may be symptomatic of the epistemic difficulties that psychoanalysis faces in the context of 21st century psychiatry, and examines some of the philosophical problems faced by psychoanalysis as a model of the mind. Finally some changes necessary in order to ensure a future for psychoanalysis and psychoanalytic therapies within psychiatry are suggested.


[...]


https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC1525087/






O instituto já tem seu sítio virtual em linha:

https://iqc.org.br/

Citar

O Instituto Questão de Ciência é uma associação sem fins econômicos, lucrativos, político-partidários ou religiosos.

É o primeiro instituto no país voltado para a defesa do uso de evidência científica nas políticas públicas. Seu lançamento ocorreu em 22 novembro de 2018 e contou com participação de grandes cientistas.

A função primordial do Instituto é trazer a ciência para os grandes diálogos nacionais e globais em torno da formulação de políticas públicas.

Ciência e tecnologia formam os alicerces da vida contemporânea. Por causa disso, questões de ciência estão por toda parte no mundo moderno, e têm papel crucial na alocação responsável de recursos públicos ou privados.

Desde as pequenas decisões pessoais na vida do cidadão comum até a formulação de políticas públicas, somos influenciados por evidências ou opiniões. Nossa missão é demonstrar que as evidências asseguram o desenvolvimento de um país, e que praticamente tudo envolve alguma questão de ciência.

O IQC conta com três frentes de atuação: Educação Científica, Jornalismo Científico e Advocacy Científico.


Por essa descrição, talvez vão combater também contratações de dançarinos da chuva e similares!  :yahoo:


Eles tem uma newsletter, revista, clipping, e outros conteúdos.

A página-lar do fCC poderia ter textos/introduções provenientes alimentações de sumários em texto rico (RSS), se eles fornecerem isso. Ou de outros sítios com similar temática.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!