Autor Tópico: Eleição presidencial no Brasil em 2022  (Lida 1995 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.497
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Eleição presidencial no Brasil em 2022
« Resposta #25 Online: 30 de Abril de 2019, 14:11:45 »
Meu candidato oficial é o Raphael Lima. Ia ser interessante um candidato jovem, com idéias arrojadas e com um perfil honesto. Seria o primeiro youtuber alçado à presidência  A coroação da notável força transformadora que é essa era das redes sociais.
Até onde eu sei eu não sei.

Offline Cinzu

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.245
Re:Eleição presidencial no Brasil em 2022
« Resposta #26 Online: 30 de Abril de 2019, 14:22:57 »
Sergiomgbr foi de reacionário para libertário?  :lol: :lol:
"Não é possível convencer um crente de coisa alguma, pois suas crenças não se baseiam em evidências; baseiam-se numa profunda necessidade de acreditar"

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.467
  • Sexo: Masculino
Re:Eleição presidencial no Brasil em 2022
« Resposta #27 Online: 30 de Abril de 2019, 14:27:30 »
Eu fico curioso com o que seria um plano de governo "sério" com anarquia como meta. Algo mais elaborado do que a música do Raul Seixas.

<a href="https://www.youtube.com/v/d3iI-ktX2WI" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/d3iI-ktX2WI</a>

Como funcionaria por exemplo o eventual abandono da moeda, e migração "espontânea" para "o que qualquer um quiser", dólar, ouro, bitcoin?

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.497
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Eleição presidencial no Brasil em 2022
« Resposta #28 Online: 30 de Abril de 2019, 14:32:59 »
Sergiomgbr foi de reacionário para libertário?  :lol: :lol:
Um reacionário é só alguém que reage a uma agressão qualquer sofrida.

E sim, eu ia querer ver o Raphael aprender na prática o quanto suas idéias são extremas, mas com juventude o bastante para se readequar. Acho eu que readequadas suas idéias tem muito potencial qualitativo.
Até onde eu sei eu não sei.

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.544
  • Sexo: Masculino
Re:Eleição presidencial no Brasil em 2022
« Resposta #29 Online: 30 de Abril de 2019, 14:33:39 »
Eu fico curioso com o que seria um plano de governo "sério" com anarquia como meta. Algo mais elaborado do que a música do Raul Seixas.


Como funcionaria por exemplo o eventual abandono da moeda, e migração "espontânea" para "o que qualquer um quiser", dólar, ouro, bitcoin?


Essa questão da moeda é fichinha, o problema russo mesmo é ter vários grupos armados,  sendo que os mais economicamente fortes também poderão ser os mais fortemente armados.


 :ar15:  :bandido:  :armado:  :lasergun:     :muculmano:     :facada:




 

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.467
  • Sexo: Masculino
Re:Eleição presidencial no Brasil em 2022
« Resposta #30 Online: 30 de Abril de 2019, 14:45:51 »
É só ter McDonald's em todos os bairros.

https://en.wikipedia.org/wiki/Capitalist_peace




Sergiomgbr foi de reacionário para libertário?  :lol: :lol:
Um reacionário é só alguém que reage a uma agressão qualquer sofrida.

Politicamente, é mais específico ao que os indivíduos sentem como agressões aos seu estado emocional, e não necessariamente uma agressão propriamente dita, física ou verbal.

Offline JungF

  • Nível 19
  • *
  • Mensagens: 573
Re:Eleição presidencial no Brasil em 2022
« Resposta #31 Online: 30 de Abril de 2019, 16:18:15 »
Fui um dos primeiros, aqui no FCC, a dizer que Bolsonaro tinha tudo para ganhar as eleições de 18; votei nele. Não me arrependi, pois não havia opção, mas não votaria outra vez.
 
Um bom candidato seria o Flavio Rocha, aliás,bom não, muito bom.

Simplesmente escolher um candidato porque tenha perfil honesto e programa de governo compatível com os anseios da nação, seria reeleger outro populista. Estes, sem o traquejo da Política, se perdem no emaranhado das negociações com essa raça de víboras e entraríamos numa rota de estagnação ou recessão.
Por outro lado, um empresário bem sucedido, com forte personalidade. muito idealismo e nenhuma ideologia - Flavio Rocha, 2022.
Leiam o artigo da Veja, sobre ele: "Previdência ou Morte"

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.467
  • Sexo: Masculino
Re:Eleição presidencial no Brasil em 2022
« Resposta #32 Online: 30 de Abril de 2019, 16:27:44 »
Flávio Rocha me pareceu consideravelmente melhor que Bolsonaro, um Bolsonaro sem mitadas e provavelmente mais genuinamente economicamente liberal, porém, acho muito duvidoso e preocupante todo esse oportunismo em cima de onda conservadora (anti-liberal e retrógrada) e seletividade anti-corrupção. Mesmo o oba-oba "liberal" econômico tem tudo para continuar capitalismo de compadres, só sem o branding socialista.

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.497
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Eleição presidencial no Brasil em 2022
« Resposta #33 Online: 30 de Abril de 2019, 16:29:16 »
É só ter McDonald's em todos os bairros.

https://en.wikipedia.org/wiki/Capitalist_peace




Sergiomgbr foi de reacionário para libertário?  :lol: :lol:
Um reacionário é só alguém que reage a uma agressão qualquer sofrida.

Politicamente, é mais específico ao que os indivíduos sentem como agressões aos seu estado emocional, e não necessariamente uma agressão propriamente dita, física ou verbal.
"Uma agressão verbal não é uma agressão à um estado emocional"

- Buckaroo Banzai
Até onde eu sei eu não sei.

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 13.459
Re:Eleição presidencial no Brasil em 2022
« Resposta #34 Online: 30 de Abril de 2019, 17:29:25 »
Flávio Rocha é um péssimo nome a candidatura presidencial. Ele se diz um "liberal", mas foi um parasita do BNDES. Além disso, já pus um link aqui de outra parasitagem dele, a doação recebida de um imóvel do governo estadual do Rio Grande do Norte. Enfim, ele é a caricatura do liberal da figura do esquerdista caricato, que segundo o mesmo, o liberalismo defende o Estado máximo para os ricos.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.467
  • Sexo: Masculino
Re:Eleição presidencial no Brasil em 2022
« Resposta #35 Online: 30 de Abril de 2019, 18:12:46 »
É só ter McDonald's em todos os bairros.

https://en.wikipedia.org/wiki/Capitalist_peace




Sergiomgbr foi de reacionário para libertário?  :lol: :lol:
Um reacionário é só alguém que reage a uma agressão qualquer sofrida.

Politicamente, é mais específico ao que os indivíduos sentem como agressões aos seu estado emocional, e não necessariamente uma agressão propriamente dita, física ou verbal.
"Uma agressão verbal não é uma agressão à um estado emocional"

- Buckaroo Banzai

Talvez tenha ficado ambíguo, pretendi contrastar a pessoa simplesmente se sentir atacada (como se sentir atacada por haver direito de gays se casarem, atacada por haver educação sexual em escolas públicas, biologia, etc), e de fato ser alvo de um ataque deliberado, mesmo que apenas verbal ("temos que acabar com essa direita/esquerda/elite criminosa/bandidagem favelada de uma vez por todas").

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.467
  • Sexo: Masculino
Re:Eleição presidencial no Brasil em 2022
« Resposta #36 Online: 30 de Abril de 2019, 18:22:51 »
Propinas e "facilidades" são apenas uma das consequência do poder que o cargo gera. Por isso digo que a maioria se candidata pelo poder e visibilidade do cargo.

Quanto ao Luciano Huck. Você acha mesmo que alguém que há tanto tempo recebe um salário extremamente fora do comum já não possui patrimônio mais que suficiente para ter uma vida de luxo sem precisar mais trabalhar?

Não tem alguns (Dória, talvez Amoedo) que até dizem abdicar do salário no cargo público?




Existe alguma figura pública que fosse meio que um híbrido de Amoêdo e Boulos, no sentido de soluções mais social-liberais, mas de uma origem mais popular (combinado a maior ênfase no discurso em coisas como impostos progressivos, habitação), em vez de ter mais dinheiro do que a maioria das pessoas deve ter mesmo somadas as "riquezas" de praticamente dos os familiares e amigos conhecidos?

Mesmo que não tenha sido candidato ou ativista propriamente dito, podendo ser alguma semi-celebridade.

Offline Cinzu

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.245
Re:Eleição presidencial no Brasil em 2022
« Resposta #37 Online: 30 de Abril de 2019, 21:06:31 »
Propinas e "facilidades" são apenas uma das consequência do poder que o cargo gera. Por isso digo que a maioria se candidata pelo poder e visibilidade do cargo.

Quanto ao Luciano Huck. Você acha mesmo que alguém que há tanto tempo recebe um salário extremamente fora do comum já não possui patrimônio mais que suficiente para ter uma vida de luxo sem precisar mais trabalhar?

Não tem alguns (Dória, talvez Amoedo) que até dizem abdicar do salário no cargo público?

O Zema está fazendo isso. Afirmou que não receberá o salário de governador enquanto tiverem servidores públicos com salário atrasado.

Se não me engano, o Trump nos EUA também não recebe salário.

Existe alguma figura pública que fosse meio que um híbrido de Amoêdo e Boulos, no sentido de soluções mais social-liberais, mas de uma origem mais popular (combinado a maior ênfase no discurso em coisas como impostos progressivos, habitação), em vez de ter mais dinheiro do que a maioria das pessoas deve ter mesmo somadas as "riquezas" de praticamente dos os familiares e amigos conhecidos?

Mesmo que não tenha sido candidato ou ativista propriamente dito, podendo ser alguma semi-celebridade.

Tem sim. Nosso atual presidente, Jair Bolsonaro.
"Não é possível convencer um crente de coisa alguma, pois suas crenças não se baseiam em evidências; baseiam-se numa profunda necessidade de acreditar"

Offline Cinzu

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.245
Re:Eleição presidencial no Brasil em 2022
« Resposta #38 Online: 30 de Abril de 2019, 21:09:22 »
Teve a Marina + Eduardo Jorge, também. E o PSDB.

O que você descreve é basicamente um plano social-democrata estilo FHC, não muito diferente do que o Macron está fazendo na França.

Eu diria que até o Lula I foi assim.
"Não é possível convencer um crente de coisa alguma, pois suas crenças não se baseiam em evidências; baseiam-se numa profunda necessidade de acreditar"

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.467
  • Sexo: Masculino
Re:Eleição presidencial no Brasil em 2022
« Resposta #39 Online: 30 de Abril de 2019, 21:29:47 »
Existe alguma figura pública que fosse meio que um híbrido de Amoêdo e Boulos, no sentido de soluções mais social-liberais, mas de uma origem mais popular (combinado a maior ênfase no discurso em coisas como impostos progressivos, habitação), em vez de ter mais dinheiro do que a maioria das pessoas deve ter mesmo somadas as "riquezas" de praticamente dos os familiares e amigos conhecidos?

Mesmo que não tenha sido candidato ou ativista propriamente dito, podendo ser alguma semi-celebridade.

Tem sim. Nosso atual presidente, Jair Bolsonaro.

Nada a ver. O marketing todo do Bolsonaro sempre foi em torno de kit-gay, mamadeira de piroca, etc. Acho que salário de 30 mil reais por 30 anos como "funcionário" público (fora possíveis empreendimentos paralelos com suco de laranja) também desqualifica tanto no aspecto de algo mais popular, como do aspecto mais liberal.



Marina Silva talvez se aproxime na parte "popular" (no sentido de "origem no povo", apenas/principalmente), mas embora os petistas a ataquem como liberal, talvez seja aquém do PSDB nesse quesito. Também talvez tenha tido maior carreira no estado do que na inciativa privada, não sei. E em termos de popularidade, acho que só fica um pouco adiante do Alckmin.

Eu estava ampliando as possibilidades inclusive para figuras como comediantes e celebridades, como se viesse algum "outro" Luciano Huck, de repente. Só que de perfil significativamente menos playba.


Offline Muad'Dib

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.758
Re:Eleição presidencial no Brasil em 2022
« Resposta #40 Online: 01 de Maio de 2019, 08:45:50 »
2022 está tão longe e a situação hoje está de tal forma confusa que tentar adivinhar quem terá força lá na frente é impossível.

O Olavismo pode se radicalizar e virar uma força política de verdade ou pode virar piada e morrer até o fim do ano; o Bolsonaro pode fazer um monte de merda e reviver o PT das cinzas ou fazer um monte de merda e os radicais de direita podem vir com o bom e velho "...Bolsonaro não era conservador de verdade..." e botar outro louco salvador no estilo mito lá na presidência; o Kim kataguiri e a fábrica de memes do MBL podem distorcer a visão do povo de tal forma que o Kim seja o próximo salvador ou ele pode começar a ser visto como o oportunista pau no cu que sempre foi...

Até mesmo o Alexandre Frota está se consolidando como força política no Brasil.

Se a população não amadurecer com o uso da internet e as fake news, pós verdade e algorítmos malandrinhos continuarem a exercer a força que estão exercendo tudo pode acontecer. Desde um novo Hitler até mais um Stalin. Só duvido que venha alguem moderado.

Offline Muad'Dib

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.758
Re:Eleição presidencial no Brasil em 2022
« Resposta #41 Online: 01 de Maio de 2019, 08:46:34 »
Sério mesmo que tem quem ache que o ancap tem que ser presidente do Brasil.

Maravilha.

Offline Muad'Dib

  • Nível 34
  • *
  • Mensagens: 2.758
Re:Eleição presidencial no Brasil em 2022
« Resposta #42 Online: 01 de Maio de 2019, 08:54:29 »

Cuba e Coreia do norte são mais justas...

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.544
  • Sexo: Masculino
Re:Eleição presidencial no Brasil em 2022
« Resposta #43 Online: 01 de Maio de 2019, 09:58:25 »
2022 está tão longe e a situação hoje está de tal forma confusa que tentar adivinhar quem terá força lá na frente é impossível.

O Olavismo pode se radicalizar e virar uma força política de verdade ou pode virar piada e morrer até o fim do ano; o Bolsonaro pode fazer um monte de merda e reviver o PT das cinzas ou fazer um monte de merda e os radicais de direita podem vir com o bom e velho "...Bolsonaro não era conservador de verdade..." e botar outro louco salvador no estilo mito lá na presidência; o Kim kataguiri e a fábrica de memes do MBL podem distorcer a visão do povo de tal forma que o Kim seja o próximo salvador ou ele pode começar a ser visto como o oportunista pau no cu que sempre foi...

Até mesmo o Alexandre Frota está se consolidando como força política no Brasil.

Se a população não amadurecer com o uso da internet e as fake news, pós verdade e algorítmos malandrinhos continuarem a exercer a força que estão exercendo tudo pode acontecer. Desde um novo Hitler até mais um Stalin. Só duvido que venha alguem moderado.



"O Olavismo pode se radicalizar e virar uma força política de verdade ou pode virar piada e morrer até o fim do ano"


O olavismo pode se manter entre o atual grupo de radicais extremistas, mas não passará disso, radicais extremistas existem até nos EUA,  só que eles não crescem, eles são contidos.
E assim também não considero que irá virar piada e morrer até o fim do ano.


"o Bolsonaro pode fazer um monte de merda e reviver o PT das cinzas"


O Bolsonaro irá  fazer um monte de m____ , mas o PT não renascerá das cinzas por causa disso, mesmo porque não virou cinza, na eleição de 2018  fez a maior bancada na câmara federal, e elegeu governadores, o PT reduziu e assim deverá continuar como um partido com força regional, não terá a força nacional que teve antes, não renascerá forte.



"o Kim kataguiri e a fábrica de memes do MBL podem distorcer a visão do povo de tal forma que o Kim seja o próximo salvador "


O Kim Kataguiri não será o próximo salvador, ele  não  terá nem idade para ser candidato a Presidente, ele tem 23 anos, e para ser candidato a Presidente da República é necessário ter 35 anos, ou seja só poderá    tentar    daqui a 12 anos.   E duvido que conseguirá destaque suficiente para isso, o mais provável é  que continue como Deputados Federal por vários mandatos.


"Até mesmo o Alexandre Frota está se consolidando como força política no Brasil."


Alexandre Frota tem o seu nicho de  forma semelhante a que o Bolso naro  teve.



"Se a população não amadurecer com o uso da internet e as fake news, pós verdade e algorítmos malandrinhos continuarem a exercer a força que estão exercendo tudo pode acontecer. Desde um novo Hitler até mais um Stalin. Só duvido que venha alguem moderado."



Mesmo com grande parte continuando do jeito que está  (relativamente burra)  eu considero  improvável  que algum  novo   extremista  ganhará em 2022  ( talvez o já velho extremista Bolso possa até ganhar, mas nem nisso eu aposto).


« Última modificação: 01 de Maio de 2019, 12:26:40 por JJ »

Offline Entropia

  • Nível 22
  • *
  • Mensagens: 845
  • Sexo: Masculino
Re:Eleição presidencial no Brasil em 2022
« Resposta #44 Online: 01 de Maio de 2019, 11:15:51 »
Mano haha, que afobacao. Ninguém previa Bolsonaro Presidente em 2015, nem gente como Haddad se candidatando. Vou esperar 2022 mesmo.

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.544
  • Sexo: Masculino
Re:Eleição presidencial no Brasil em 2022
« Resposta #45 Online: 01 de Maio de 2019, 12:46:26 »
Com olho em 2022, João Doria se afasta das crises do governo Bolsonaro



Publicado por Douglas Fernandes em Notícias às 9:55



Estadão Conteúdo – Eleito em outubro passado com um forte discurso antipetista e na esteira do bolsonarismo, o governador João Doria (PSDB) passou a modular suas ações e declarações na tentativa de influir no debate nacional. O tucano parou de criticar sistematicamente o PT, se aproximou de governadores de esquerda e adotou uma distância regulamentar em relação a Jair Bolsonaro – e das crises provocadas pelo presidente.


Doria também enxergou uma janela de oportunidade na recente crise entre Executivo e Legislativo – que teve como ápice o tiroteio verbal entre Bolsonaro e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ) – e adaptou sua agenda à temperatura do momento. Neste caso, a estratégia escolhida foi a de se apresentar como uma voz moderada. Um dia depois do bate-boca entre Maia e Bolsonaro, por exemplo, Doria recebeu no Palácio dos Bandeirantes o vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB). No dia 23 de março, um sábado, o próprio Maia foi a São Paulo visitar o governador em sua residência. Nas últimas semanas, o tucano também recebeu o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM), jantou na ala residencial com três ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) – Dias Toffoli, Alexandre Moraes e Ricardo Lewandowski – e, diariamente, se reúne com comitivas de deputados de vários partidos.


O novo figurino destoa do Doria prefeito que chegou a aparecer em eventos públicos com roupa de gari ou bota de carpinteiro – o que gerou críticas mesmo de aliados. A iniciativa de deixar o cargo para disputar o Palácio dos Bandeirantes, a despeito das promessas de que terminaria seu mandato à frente da Prefeitura de São Paulo, foi outra ameaça à imagem de “gestor” confiável que ele sempre ressalta em suas intervenções.


Planalto


Aliados não escondem que no horizonte de Doria está a sucessão presidencial em 2022, tema sobre o qual ele diz não ser o momento de discutir. Nesse trajeto, além da mudança de estilo, Doria quer garantir o controle político do PSDB. O governador deve fazer o novo presidente nacional do partido – o ex-deputado federal Bruno Araújo (PE), no lugar do ex-governador Geraldo Alckmin.


Tenta ainda influir na condução nacional da sigla de forma a dar uma guinada à direita, mirando parte dos eleitores que garantiram a eleição de Bolsonaro à Presidência. A iniciativa tem a oposição de Alckmin e de outros caciques do PSDB, como o expresidente Fernando Henrique Cardoso. Na relação com Bolsonaro, ao mesmo tempo em que se apresenta como aliado leal do presidente e defensor de projetos como a reforma da Previdência – Doria diz que vai se empenhar para que a bancada federal do PSDB paulista vote a favor do projeto apresentado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes -, tem mantido uma distância regulamentar do presidente. Em relação à própria reforma, a tese que Doria tem defendido nas conversas com políticos e empresários é que a mudança da Previdência tem de ser articulada com ou sem o Palácio do Planalto.



[...]




https://blogs.ne10.uol.com.br/jamildo/2019/03/31/com-olho-em-2022-joao-doria-se-afasta-das-crises-do-governo-bolsonaro/





« Última modificação: 01 de Maio de 2019, 12:52:28 por JJ »

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.467
  • Sexo: Masculino
Re:Eleição presidencial no Brasil em 2022
« Resposta #46 Online: 01 de Maio de 2019, 15:27:50 »
:?: Parlamentarismo seria algo menos negativamente afetado por populismo e notícias falsas usadas como arma política/propaganda?













Cuba e Coreia do norte são mais justas...

Justiça restitutiva nesses moldes pode ser algo que faz muito sentido, mas é um problema trezentas vezes maior não haver o monopólio da força em si, que seria o que impõe a isso.

Sem isso, o que se teria em uma parte muito grande do tempo provavelmente seria mais um cenário geral de feudos de sangue (ou pilhagem, vandalismo, onde ainda não houver vítimas fatais), onde os melhor armados (mais ricos) essencialmente imporiam sua vontade. Seria na prática também um monopólio da força, porém com a desvantagem de atender o interesse público mais apenas na extensão necessária para sua própria sobrevivência ante uma eventual revolta massiva que o ameaçasse. Basicamente aprimoramento de tudo de pior que há monopólio da força estatal, que ao menos em tese tem uma estrutura republicana.

É um daqueles casos onde a solução "anarquista" da iniciativa privada, na melhor das hipóteses, recriaria um estado, só que se esperando que funcionasse melhor.


Offline Cinzu

  • Nível 26
  • *
  • Mensagens: 1.245
Re:Eleição presidencial no Brasil em 2022
« Resposta #47 Online: 01 de Maio de 2019, 17:05:14 »
:?: Parlamentarismo seria algo menos negativamente afetado por populismo e notícias falsas usadas como arma política/propaganda?

Não sei, mas não haveria a tal "articulação política" do executivo com o congresso e não ficaríamos dependentes de uma única figura.
"Não é possível convencer um crente de coisa alguma, pois suas crenças não se baseiam em evidências; baseiam-se numa profunda necessidade de acreditar"

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.544
  • Sexo: Masculino
Re:Eleição presidencial no Brasil em 2022
« Resposta #48 Online: 20 de Maio de 2019, 11:02:20 »

“Estão mexendo com aquele rapaz da Rede Globo”



Brasil  20.05.19 07:45


Cesar Maia, em entrevista para o Estadão, disse que o campo bolsonarista tem dois candidatos para 2022: Sergio Moro e o próprio Jair Bolsonaro.

E o outro lado?



“Eles estão mexendo com aquele rapaz da Rede Globo, como é mesmo o nome dele?”

O jornal respondeu:

“Luciano Huck.”

Cesar Maia completou:

“Eles estão mexendo com alguém que tenha capacidade eleitoral.”


https://www.oantagonista.com/brasil/estao-mexendo-com-aquele-rapaz-da-rede-globo/




Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.544
  • Sexo: Masculino
Re:Eleição presidencial no Brasil em 2022
« Resposta #49 Online: 20 de Maio de 2019, 11:11:39 »
.
« Última modificação: 20 de Maio de 2019, 11:14:48 por JJ »

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!