Autor Tópico: O Brasil estaria melhor se Haddad tivesse sido eleito?  (Lida 1206 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.600
Re:O Brasil estaria melhor se Haddad tivesse sido eleito?
« Resposta #25 Online: 06 de Maio de 2019, 23:03:19 »
Mesmo sendo um prefeito de São Paulo ótimo, o eleitorado paulistano só deu 16,70% dos votos válidos para Haddad. Que coisa. Que gênio injustiçado. Logo o eleitor paulista, esse ser tão intolerante com o "rouba, mas faz". A seis meses da eleição de 2018, por exemplo, Lula, segundo o Ibope, liderava a pesquisa presidencial com margem de 8 pontos percentuais sobre Jair Bolsonaro em São Paulo.
« Última modificação: 07 de Maio de 2019, 00:14:47 por -Huxley- »

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.600
Re:O Brasil estaria melhor se Haddad tivesse sido eleito?
« Resposta #26 Online: 07 de Maio de 2019, 00:41:59 »

É claro, agora a desculpa do século é essa: Culpa do PT...

 ::)

Quando todos sabemos que tudo de ruim na história desse país desde a abertura democrática até o golpe contra a presidenta Dilma foi herança maldita de FHC. A partir do golpe, foi tudo ou culpa do golpista Temer, ou da atual ditadura fascista.

O único "erro" do PT, como lembrou Lula na entrevista recente, foi ter sido demasiadamente generoso com a mídia golpista, que eventualmente teve sucesso em sua empreitada anti-democrática.

Que tenha servido de lição. Na luta pela volta da democracia, a imprensa golpista não pode mais ser ignorada. Golpe de estado não é liberdade de imprensa.



Vale ressaltar que na esquerda petista também há ladrões, mas a diferença é que lá há uma preocupação especial com o social. Mas Lula provavelmente não pode ser enquadrado nessa turma de ladrões, pois ele sofreu perseguição política-judicial com um processo totalmente tendencioso e errôneo que nada descobriu de prova concreta contra ele.

O grande "erro" de Lula para os responsáveis pela destruição de sua imagem foi dizer ao pobre que ele tinha direito a ter três refeições diárias. E também não praticar o entreguismo do petróleo brasileiro com os ianques no caso Pré-Sal. Ele acabou sendo condenado por Sérgio "CIA" Moro, a mesma CIA que é representante  dos interesses dos barões americanos do petróleo, espionou  a Petrobrás e  forjou provas contra Lula para facilitar a sua privatização num governo pós-PT. Dilma pós-reeleição tem culpa também, pois praticou a mesma política econômica neoliberal que Aécio praticaria. Traiu Lula e acabou destruindo o legado do ex-operário que tirou 50 milhões da pobreza. Antes de Lula 2003, o Brasil foi destruído por governos ultradireitistas, como o de FHC. Antes de 2003, o Brasil era sem forma e vazio; e havia trevas sobre a face do abismo, mas o Espírito de Lula pairava sobre a face das águas.
« Última modificação: 07 de Maio de 2019, 00:59:21 por -Huxley- »

Offline EuSouOqueSou

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.976
  • Sexo: Masculino
  • Question not thy god, for thy god doth not respond
Re:O Brasil estaria melhor se Haddad tivesse sido eleito?
« Resposta #27 Online: 07 de Maio de 2019, 01:02:06 »

É claro, agora a desculpa do século é essa: Culpa do PT...

 ::)

Quando todos sabemos que tudo de ruim na história desse país desde a abertura democrática até o golpe contra a presidenta Dilma foi herança maldita de FHC. A partir do golpe, foi tudo ou culpa do golpista Temer, ou da atual ditadura fascista.

O único "erro" do PT, como lembrou Lula na entrevista recente, foi ter sido demasiadamente generoso com a mídia golpista, que eventualmente teve sucesso em sua empreitada anti-democrática.

Que tenha servido de lição. Na luta pela volta da democracia, a imprensa golpista não pode mais ser ignorada. Golpe de estado não é liberdade de imprensa.



Vale ressaltar que na esquerda petista também há ladrões, mas a diferença é que lá há uma preocupação especial com o social. Mas Lula provavelmente não pode ser enquadrado nessa turma de ladrões, pois ele sofreu perseguição política-judicial com um processo totalmente tendencioso e errôneo que nada descobriu de prova concreta contra ele.

O grande "erro" de Lula para os responsáveis pela destruição de sua imagem foi dizer ao pobre que ele tinha direito a ter três refeições diárias. E também não praticar o entreguismo do petróleo brasileiro com os ianques no caso Pré-Sal. Ele acabou sendo condenado por Sérgio "CIA" Moro, a mesma CIA que é representante  dos interesses dos barões americanos do petróleo, espionou  a Petrobrás e  forjou provas contra Lula para facilitar a sua privatização num governo pós-PT. Dilma pós-reeleição tem culpa também, pois praticou a mesma política econômica neoliberal que Aécio praticaria. Traiu Lula e acabou destruindo o legado do ex-operário que tirou 50 milhões da pobreza. Antes de Lula 2003, o Brasil foi destruído por governos ultradireitistas, como o de FHC. Antes de 2003, o Brasil era sem forma e vazio; e havia trevas sobre a face do abismo, mas o Espírito de Lula pairava sobre a face das águas.


Qualquer sistema de pensamento pode ser racional, pois basta que as suas conclusões não contrariem as suas premissas.

Mas isto não significa que este sistema de pensamento tenha correspondência com a realidade objetiva, sendo este o motivo pelo qual o conhecimento científico ser reconhecido como a única forma do homem estudar, explicar e compreender a Natureza.

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 14.758
Re:O Brasil estaria melhor se Haddad tivesse sido eleito?
« Resposta #28 Online: 07 de Maio de 2019, 02:09:03 »
Apertem os cintos. A esposa do poste será candidata à Prefeitura de São Paulo. Será o poste do poste.
Brandolini's Bullshit Asymmetry Principle: "The amount of effort necessary to refute bullshit is an order of magnitude bigger than to produce it".

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.933
  • Sexo: Masculino
Re:O Brasil estaria melhor se Haddad tivesse sido eleito?
« Resposta #29 Online: 07 de Maio de 2019, 07:39:31 »
No Foro de São Paulo, não interessava tanto as assembléias, mas sim as reuniões discretas onde Lula, Fidel, Chávez e companhia construíram a aliança de unidade estratégica socialista latino-americana, que é confirmada pelas recentes descobertas da Lava Jato que mostram os tentáculos do Petrolão e da Odebrecht nos países em que o Brasil tinha o papel de financiar ditadores amigos.

Esse hipotético e indefinido plano não é "confirmado", é apenas superficialmente compatível com a realidade. Até por ser uma hipótese que não pode ser demonstrada falsa.

Ou seria objetivamente sabido que os contatos com a Odebrecht vieram direto de Lula ou de algum petista, em vez da empresa ter tido outro canal de prospecção desses clientes? (A eventual coordenação de crimes por parte de membros do FSP de qualquer foram não faz mais do FSP uma "organização criminosa" do que o eventual uso de mensagens privadas ou outros recursos nesse fórum para o mesmo fim faria dele uma organização criminosa).


O Foro de São Paulo já tinha Sarney como um membro secreto?

https://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2016/03/26/esquema-de-propina-da-odebrecht-funcionava-desde-governo-sarney.htm

O Foro de São Paulo já estava infiltrado no regime militar?

https://www.bbc.com/portuguese/brasil-38337544 "Pagamento de propinas por empreiteiras se consolidou durante ditadura, diz historiador"

Bem, segundo o mestre Olavo, talvez sim; isso explica perfeitamente que eles "entregaram o país ao comunismo" -- tudo se encaixa!

("comunismo" na acepção mais abrangente, isso é, incluindo tudo que não é comunista, pois esta é uma limitação semântica dos idiotas)

O perigo é que ainda agora o país talvez continue nas mãos dos comunistas, apesar da tentativa de disfarçar:



Citação de:
https://piaui.folha.uol.com.br/herald/2019/02/01/mec-emite-nota-raivosa-ligando-mourao-kgb/

Após afirmar que o colunista d’O Globo Ancelmo Gois teria sido treinado pela KGB – o antigo serviço secreto comunista –, o Ministério da Educação fez uma segunda denúncia. Em comunicado publicado hoje pela manhã, o MEC cravou que o general Hamilton Mourão, vice-presidente da República, também teria feito cursos de terrorismo marxista na organização russa. “Esse vice falante já se manifestou a favor do aborto, do Lula e da imprensa”, reclamou o aiatolá-em-chefe do MEC, Ricardo Vélez Rodríguez. “Agora só falta defender a educação para todos!”

Leia a íntegra da nota, escrita em Caps Lock, que, segundo o MEC, é a única tipografia sem ideologia de gênero: “O VICE-PRESIDENTE HAMILTON GRAMSCI MOURÃO TENTOU LUDIBRIAR OS ELEITORES DE BEM DO PAÍS, MANIPULANDO INFORMAÇÕES, E DEFENDENDO BANDEIRAS TÍPICAS DO GLOBALISMO SOVIÉTICO, COMO O ABORTO, A REDE GLOBO E O JEANWYLLYANISMO, QUE ERAM PRÓPRIOS DE ORGANIZAÇÕES COMO A KGB. QUANDO DE SUA FUGA DA RÚSSIA PARA O BRASIL, NOS ANOS 1960, O BOLCHEVIQUE DIMITRI MOUROVSKY ADOTOU NOVO NOME, E ENTROU PARA AS FORÇAS ARMADAS NO INTUITO EVIDENTE DE CHEGAR À VICE-PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA, PARA ENTÃO ASSUMIR O PODER E PERPETRAR O PLANO FINAL, A SABER: TIRAR DO AR TODOS OS VÍDEOS DO GRÃO MESTRE OLAVO DE CARVALHO.”

Procurado pela reportagem, o general negou todas as acusações, e respondeu, de forma indignada: “нечего там видеть!”





Mas é claro que tem boa parte dos jornalistinhas de meia tigela da grande mídia para bradar "teoria da conspiração". São os mesmos que noticiaram que Haddad rechaçou definitivamente o plano de governo de Lula anunciado por Dirceu baseado na autodeclaração do sincero e não dissimulado Fernando Haddad.

Como menciona o Piauí Herald, esses "jornalistinhas" não podem ser subestimados, pois tudo indica que muitos tenham tido treino pela KGB:

https://www.msn.com/pt-br/noticias/politica/em-resposta-a-reportagem-mec-diz-que-jornalista-foi-treinado-pela-kgb/ar-BBSZWXA?li=AA520y&%25252525253Bocid=oa-BeautifulBeaches




Por acaso sabe-se como foi que Olavo de Carvalho "descobriu" a existência da organização criminosa secreta? Teria ele algum informante interno? Era ele mesmo espião? :hein:















Mesmo sendo um prefeito de São Paulo ótimo, o eleitorado paulistano só deu 16,70% dos votos válidos para Haddad. Que coisa. Que gênio injustiçado. Logo o eleitor paulista, esse ser tão intolerante com o "rouba, mas faz". A seis meses da eleição de 2018, por exemplo, Lula, segundo o Ibope, liderava a pesquisa presidencial com margem de 8 pontos percentuais sobre Jair Bolsonaro em São Paulo.

Eu não disse ser "ótimo", apenas acho bem plausível que o eleitorado possa ser suscetível a populismo, ao mesmo tempo em que não é algo muito evidente a qualidade (boa ou má) de uma administração, poderá ser algo bastante subjetivo (a menos que tenha sido imediatamente beneficiado de maneira óbvia... se bem que nem isso tira totalmente a subjetividade), sujeito a diversos "primings" psicológicos e tudo mais. Daniel Kahneman diz que comumente as pessoas respondem perguntas difíceis com aproximações mais fáceis minimamente relacionadas, uma heurística que é também uma auto-tapeação de que nem nos damos conta.

Fundamentalmente o mesmo tipo de coisa por trás da popularidade de Lula mesmo durante o ápice do mensalão, só que num cenário mais desfavorável.

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.600
Re:O Brasil estaria melhor se Haddad tivesse sido eleito?
« Resposta #30 Online: 07 de Maio de 2019, 10:00:56 »
A comparação com Sarney é ridícula. Acontece que os delatores da Lava Jato denunciaram envolvimento direto do petismo com as propinas recebidas pelos políticos chavistas: https://www.oantagonista.com/brasil/o-pt-faturou-alto-com-o-chavismo/ Tem gente que acha que Lula e companhia faz favor de graça para os amigos bolivarianos, como se não houvesse qualquer aliança estratégica ideológica. Os amigos bolivarianos devem ser bons de conversa, deve ser só isso.

A questão de Lula liderar em São Paulo uma pesquisa presidencial não tem como ser justificado com a desculpa: "Os pesquisados responderam uma pergunta mais difícil respondendo outra mais fácil". Pois os vieses cognitivos também atuam no dia das eleições. Se você não acredita em má avaliação em pesquisa por causa dos processos automáticos de bacamarte mental, então não acredita em má avaliação de nada e deveria suspender juízo sobre tudo de avaliação popular de político, mesmo a do dia das eleições.
« Última modificação: 07 de Maio de 2019, 10:44:35 por -Huxley- »

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.933
  • Sexo: Masculino
Re:O Brasil estaria melhor se Haddad tivesse sido eleito?
« Resposta #31 Online: 07 de Maio de 2019, 10:55:39 »
Apontar a existência de esquemas de propinas em torno das mesmas empresas antecedendo o Foro de São Paulo apenas demonstra como este não é a única "explicação" possível para a origem desses esquemas; não é uma negação de haver relações de cumplicidade criminosa entre indivíduos dos partidos presentes nos Foros de São Paulo -- não necessariamente/conhecidamente estabelecidas através destas reuniões. E que, mesmo sendo confirmadamente o caso, ainda não caracteriza os foros como uma organização criminosa. É só algo com um "nome", que ajuda a bicho-paponização por livre-associação, mais do que se houvessem as mesmas teias de relações (ou mesmo SÓ relações criminosas, mais "invisíveis") de maneira mais dispersa, esporádica, não "oficializadas" em encontros anuais com um nome.

O segundo parágrafo está um tanto confuso, inicialmente não tinha nada a ver com Lula. Mas sim, não acho que a avaliação popular dos políticos de modo geral, mesmo nas eleições (ou talvez particularmente nas eleições quando as pessoas são mais sujeitas a propaganda desequilibrada), valha lá grande coisa como uma "métrica" acurada dos seus méritos. É suscetível a populismo e vieses psicológicos diversos, que poderão distorcer a percepção popular do político, favorável ou desfavoravelmente, quase independentemente do trabalho dele.

Não é por outra razão que Lula é o primeiro colocado em todas as pesquisas como melhor presidente da história do país, absurdamente adiante do segundo colocado.

Offline Pedro Reis

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.448
Re:O Brasil estaria melhor se Haddad tivesse sido eleito?
« Resposta #32 Online: 07 de Maio de 2019, 11:25:23 »
Apontar a existência de esquemas de propinas em torno das mesmas empresas antecedendo o Foro de São Paulo apenas demonstra como este não é a única "explicação" possível para a origem desses esquemas;

Ninguém vai demover o Huxley e o Arcanjo dessa ideia de "conspiração URSAL" porque simplesmente é uma ideia boa demais para não ser verdade.  Para eles.

Mas na verdade o conjunto dos fatos não parece apoiar a teoria de uma conspiração ideológica bolivariana. Eu já postei aqui, mais de uma vez, não opiniões, mas documentos. Ele provavelmente viu, mas não faz diferença.

- A conduta da administração petista, se associando a banqueiros e empresários, para o enriquecimento pessoal ilícito, em detrimento dos interesses nacionais e do povo, chegando mesmo a favorecer empresários norte-americanos quando lesaram o patrimônio público da Petrobras naquela operação que o Cerveró classificou como a "iria arrumar a vida de todo mundo". E com todo o mundo ele certamente não estava se referindo ao povo latino-americano, estas condutas não são compatíveis com socialistas idealistas. Ou não se faz mais comunista como antigamente: porque Prestes viu muito dinheiro passar pela mão dele a vida toda, mas viveu e morreu como homem de classe média baixa.

- Se a cúpula do partido tivesse um projeto bolivariano, não teriam começado este projeto pelo Brasil, que seria muito mais fácil? Por que financiar ditadores bolivarianos por aí, em vez de usar este dinheiro para a reforma agrária, por exemplo? Que durante décadas o PT prometeu ao seu cão mais fiel, o MST, mas que os números mostram que proporcionalmente o FHC assentou muito mais famílias que as administrações petistas.

- Na verdade cada centavo dos empréstimos do BNDES foram parar nos cofres de empresas brasileiras. Não por coincidências empresas envolvidas nos esquemas da Lava Jato. Nem um centavo para escolas e hospitais na Bolívia, cada centavo do BNDES acabava na carteira de empresas como a Odebrechet.

- Eles omitem que estes empréstimos não foram feitos apenas para projetos em países bolivarianos. Conforme comprova a prestação de contas anual do próprio BNDES.

- Eu já postei aqui a prestação de contas anual do BNDES mostrando que esse golpe já existia antes do PT. Pelo menos desde o FHC. Empresas brasileiras pagavam propina para obter estes empréstimos, que por sua vez viabilizavam negócios destas empresas nestes países. Corrupção pura e simples.

- O que aconteceu na Venezuela, e está nos depoimentos, é que a Odebrecht deu $35 milhões ao Maduro para a campanha. Foi a conta que o Maduro apresentou do marqueteiro da campanha, que era um brasileiro. Mas como bom socialista bolivariano, Maduro ficou com esse dinheiro, porque o marqueteiro levou calote e não viu um tostão. Mas essa propina viabilizou eles ganharem a concorrência do metrô de Caracas, em um projeto bolivarianamente superfaturado, para o bem do povo venezuelano, em 400 milhões de dólares. Porém, logo em seguida veio a crise, e a Odebrecht ( tá tudo na Lava Jato ) procurou o governo federal preocupada com o fato de que não iria receber o acordado. Como sempre, rolou mais uma graninha aqui, e o governo brasileiro mais uma vez acionou o BNDES, que garantiu os pagamentos muito bolivarianamente.


Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.600
Re:O Brasil estaria melhor se Haddad tivesse sido eleito?
« Resposta #33 Online: 07 de Maio de 2019, 11:47:52 »
Foro de São Paulo não é meramente o nome das assembleias, as assembleias são só a ponta do iceberg de algo mais profundo inferido indiretamente. Como mostra o link de O Antagonista, os delatores levaram a indícios que apontam o envolvimento do PT como elo entre as transnacionais brasileiras amigas do rei e o financiamento dos políticos chavistas. Não há denúncia ou indícios que apontam Sarney como o tipo de elo de que falei.

Quanto ao contra-exemplo citando Lula para retirar os méritos da avaliação popular de políticos, o Buckaroo não está fazendo a distinção entre epistemologia positiva e epistemologia negativa. Como mostra a estrutura de pensamento popperiana, nós não somos tão bons em saber o que funciona, mas somos relativamente bons  saber o que não funciona. A boa avaliação de mandatos de políticos incompetentes não desmente a tese de que o povo geralmente tem razão quando avalia significativamente mal o mandato de um político.
« Última modificação: 07 de Maio de 2019, 11:50:44 por -Huxley- »

Offline Pedro Reis

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.448
Re:O Brasil estaria melhor se Haddad tivesse sido eleito?
« Resposta #34 Online: 07 de Maio de 2019, 11:56:05 »
Foro de São Paulo não é meramente o nome das assembleias, as assembleias são só a ponta do iceberg de algo mais profundo inferido indiretamente. Como mostra o link de O Antagonista, os delatores levaram a indícios que apontam o envolvimento do PT como elo entre as transnacionais brasileiras amigas do rei e o financiamento dos políticos chavistas.

Não eram apenas indícios.

E cada transação dessas ajudou a lesar um suposto projeto bolivariano tanto aqui como lá. Para grande benefício destas transacionais.

Como você encaixa na conspiração URSAL o BNDES emprestando dinheiro para o governo não bolivariano do Uruguai para comprar ônibus de empresas brasileiras durante o governo não bolivariano do FHC?

Porque BNDES deveria ser Banco NACIONAL de Desenvolvimento Econômico e Social. Empréstimos para projetos de desenvolvimento em outros países não deveriam acontecer, isto parece completamente irregular e fora de propósito.

« Última modificação: 07 de Maio de 2019, 11:59:29 por Pedro Reis »

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.723
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:O Brasil estaria melhor se Haddad tivesse sido eleito?
« Resposta #35 Online: 07 de Maio de 2019, 12:11:35 »
Apontar a existência de esquemas de propinas em torno das mesmas empresas antecedendo o Foro de São Paulo apenas demonstra como este não é a única "explicação" possível para a origem desses esquemas;

Ninguém vai demover o Huxley e o Arcanjo dessa ideia de "conspiração URSAL" porque simplesmente é uma ideia boa demais para não ser verdade.  Para eles.

Mas na verdade o conjunto dos fatos não parece apoiar a teoria de uma conspiração ideológica bolivariana. Eu já postei aqui, mais de uma vez, não opiniões, mas documentos. Ele provavelmente viu, mas não faz diferença.

- A conduta da administração petista, se associando a banqueiros e empresários, para o enriquecimento pessoal ilícito, em detrimento dos interesses nacionais e do povo, chegando mesmo a favorecer empresários norte-americanos quando lesaram o patrimônio público da Petrobras naquela operação que o Cerveró classificou como a "iria arrumar a vida de todo mundo". E com todo o mundo ele certamente não estava se referindo ao povo latino-americano, estas condutas não são compatíveis com socialistas idealistas. Ou não se faz mais comunista como antigamente: porque Prestes viu muito dinheiro passar pela mão dele a vida toda, mas viveu e morreu como homem de classe média baixa.

- Se a cúpula do partido tivesse um projeto bolivariano, não teriam começado este projeto pelo Brasil, que seria muito mais fácil? Por que financiar ditadores bolivarianos por aí, em vez de usar este dinheiro para a reforma agrária, por exemplo? Que durante décadas o PT prometeu ao seu cão mais fiel, o MST, mas que os números mostram que proporcionalmente o FHC assentou muito mais famílias que as administrações petistas.

- Na verdade cada centavo dos empréstimos do BNDES foram parar nos cofres de empresas brasileiras. Não por coincidências empresas envolvidas nos esquemas da Lava Jato. Nem um centavo para escolas e hospitais na Bolívia, cada centavo do BNDES acabava na carteira de empresas como a Odebrechet.

- Eles omitem que estes empréstimos não foram feitos apenas para projetos em países bolivarianos. Conforme comprova a prestação de contas anual do próprio BNDES.

- Eu já postei aqui a prestação de contas anual do BNDES mostrando que esse golpe já existia antes do PT. Pelo menos desde o FHC. Empresas brasileiras pagavam propina para obter estes empréstimos, que por sua vez viabilizavam negócios destas empresas nestes países. Corrupção pura e simples.

- O que aconteceu na Venezuela, e está nos depoimentos, é que a Odebrecht deu $35 milhões ao Maduro para a campanha. Foi a conta que o Maduro apresentou do marqueteiro da campanha, que era um brasileiro. Mas como bom socialista bolivariano, Maduro ficou com esse dinheiro, porque o marqueteiro levou calote e não viu um tostão. Mas essa propina viabilizou eles ganharem a concorrência do metrô de Caracas, em um projeto bolivarianamente superfaturado, para o bem do povo venezuelano, em 400 milhões de dólares. Porém, logo em seguida veio a crise, e a Odebrecht ( tá tudo na Lava Jato ) procurou o governo federal preocupada com o fato de que não iria receber o acordado. Como sempre, rolou mais uma graninha aqui, e o governo brasileiro mais uma vez acionou o BNDES, que garantiu os pagamentos muito bolivarianamente.



Quanto ao BNDES, o financimento só pode ser feito se for para favorecer empresas brasileiras. A concepção do BNDES é muito boa, ainda por cima sendo um banco que subsidia os juros e dá lucro. O erro foi usar o banco e outras estatais para beneficiar o caixa dois dos partidos, de todos os partidos, inclusive do atual presidente da republica, que deu dinheiro de caixa dois ao seu partido confessadamente, e todos que eram oposição ao PT. Sim, o PT fica com a conta, mais que justo por ser governo.

Offline Pedro Reis

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.448
Re:O Brasil estaria melhor se Haddad tivesse sido eleito?
« Resposta #36 Online: 07 de Maio de 2019, 12:46:12 »
Mas várias destas operações foram feitas sob condições que davam prejuízo. O que mais que sugere propina envolvida.

BNDES emprestou recursos em condições de pai para filho para a não bolivariana Argentina. E levou calote do não bolivariano Moçambique.

Sempre em empreendimentos em que estavam envolvidas notórias empresas brasileiras citadas na Lava Jato como agentes de corrupção ativa.

Offline homemcinza

  • Nível 22
  • *
  • Mensagens: 856
Re:O Brasil estaria melhor se Haddad tivesse sido eleito?
« Resposta #37 Online: 07 de Maio de 2019, 12:55:53 »





(*"Soube de fontes confiaveis" = eu vi num grupo de uatzap)

Pois é, existe gente mais doente que os petistas fundamentalistas.
Olavo tem ração!

Offline Pedro Reis

  • Nível 37
  • *
  • Mensagens: 3.448
Re:O Brasil estaria melhor se Haddad tivesse sido eleito?
« Resposta #38 Online: 07 de Maio de 2019, 13:10:08 »
Exemplo de "fonte confiável".


Só não entendo porque, se existe mesmo uma conspiração marxista internacional, precisam inventar toneladas de fraudes toscas como essa.

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.600
Re:O Brasil estaria melhor se Haddad tivesse sido eleito?
« Resposta #39 Online: 07 de Maio de 2019, 18:49:59 »
O depoimento de Mônica Moura não disse que a Odebrecht/Andrade Gutierrez meramente executou a corrupção em conluio com os políticos chavistas, ela disse que os líderes do PT foram o ELO da relação corrupto/corruptor entre Odebrecht/Andrade Gutierrez e o chavismo:



A informação acima é do site O Antagonista:

https://jornalivre.com/2017/05/11/campanha-milionaria-de-hugo-chavez-foi-bancada-com-grana-da-odebrecht-e-da-andrade-gutierrez/

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.933
  • Sexo: Masculino
Re:O Brasil estaria melhor se Haddad tivesse sido eleito?
« Resposta #40 Online: 08 de Maio de 2019, 09:52:01 »
Quanto ao contra-exemplo citando Lula para retirar os méritos da avaliação popular de políticos, o Buckaroo não está fazendo a distinção entre epistemologia positiva e epistemologia negativa. Como mostra a estrutura de pensamento popperiana, nós não somos tão bons em saber o que funciona, mas somos relativamente bons  saber o que não funciona. A boa avaliação de mandatos de políticos incompetentes não desmente a tese de que o povo geralmente tem razão quando avalia significativamente mal o mandato de um político.

Qualquer pormenor válido, FHC é absurdamente mais mal-avaliado que Lula.


Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.600
Re:O Brasil estaria melhor se Haddad tivesse sido eleito?
« Resposta #41 Online: 08 de Maio de 2019, 12:24:35 »
Quanto ao contra-exemplo citando Lula para retirar os méritos da avaliação popular de políticos, o Buckaroo não está fazendo a distinção entre epistemologia positiva e epistemologia negativa. Como mostra a estrutura de pensamento popperiana, nós não somos tão bons em saber o que funciona, mas somos relativamente bons  saber o que não funciona. A boa avaliação de mandatos de políticos incompetentes não desmente a tese de que o povo geralmente tem razão quando avalia significativamente mal o mandato de um político.

Qualquer pormenor válido, FHC é absurdamente mais mal-avaliado que Lula.



Ambas as avaliações de mandato de Lula são positivas, portanto têm valor nulo ou quase isso. Humanos são normalmente ruins em detectar o positivamente verdadeiro (o que funcionou) em domínios com muita opacidade. Já quanto as avaliações negativas, mesmo quando os humanos erram na avaliação da intensidade do que não funcionou, eles normalmente estão certos quando estabelecem que um político foi incompetente (o que não funcionou).
« Última modificação: 08 de Maio de 2019, 12:36:38 por -Huxley- »


Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.263
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:O Brasil estaria melhor se Haddad tivesse sido eleito?
« Resposta #43 Online: 08 de Maio de 2019, 13:39:48 »
13 anos de desgoverno petista quase nos levou ao caos e criou o maior esquema de corrupção da história mundial.

Tem que ter coragem pra perguntar se o país estaria melhor com a continuidade disso.
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 14.444
  • Sexo: Masculino
Re:O Brasil estaria melhor se Haddad tivesse sido eleito?
« Resposta #44 Online: 08 de Maio de 2019, 13:50:33 »
Corrupção é algo normal no Brasil  há mais de cem anos, e não concordo que o nível ou grau de corrupção  foi maior, o que ocorreu é que houve fortalecimento das leis e das das instituições  para descobrir, investigar e punir . E por isso  a corrupção  foi descoberta, investigada e divulgada. Mas, sempre teve de forma e nível semelhante.   A crença de que houve um nível de corrupção anormal tem a  ver com a grande divulgação midiática conjugada com o já existente  ódio ao PT.  O ódio mais a propaganda midiática massiva da investigação "moralizadora"  é que foram  os grandes alimentadores e infladores dessa crença.


E a crise  foi e é causada principalmente pela política monetária  estúpida que enriquece um grupelho e empobrece grande parte da população há vários anos,  e foi causada também pela forte  crise de confiança  que a espalhafatosa investigação e operação policial judiciária gerou.
« Última modificação: 08 de Maio de 2019, 14:02:58 por JJ »

Offline -Huxley-

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.600
Re:O Brasil estaria melhor se Haddad tivesse sido eleito?
« Resposta #45 Online: 08 de Maio de 2019, 13:51:33 »
Então o povo avalia corretamente a incompetência de FHC, e só infla a competência de Lula?

Okay, que legal.

Não para a segunda asserção. O indivíduo ordinário não tem competência sequer de julgar bem as proposições positivas de avaliação de presidente.

O que não funcionou? O segundo mandato de FHC. O povo acertou.

O que funcionou? A pergunta "o que funcionou?" não é aplicável a quem não tem competência para julgar. Saber se algo é verdadeiro em um evento humano e social é bem difícil até para os poucos e verdadeiros intelectuais, quanto mais para o indivíduo ordinário.
« Última modificação: 08 de Maio de 2019, 14:04:06 por -Huxley- »

Offline JJ

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 14.444
  • Sexo: Masculino
Re:O Brasil estaria melhor se Haddad tivesse sido eleito?
« Resposta #46 Online: 08 de Maio de 2019, 14:09:36 »




Para o vô do alho é fácil.       :biglol:





Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 27.820
  • Sexo: Masculino
Re:O Brasil estaria melhor se Haddad tivesse sido eleito?
« Resposta #47 Online: 08 de Maio de 2019, 15:55:36 »
Quanto ao contra-exemplo citando Lula para retirar os méritos da avaliação popular de políticos, o Buckaroo não está fazendo a distinção entre epistemologia positiva e epistemologia negativa. Como mostra a estrutura de pensamento popperiana, nós não somos tão bons em saber o que funciona, mas somos relativamente bons  saber o que não funciona. A boa avaliação de mandatos de políticos incompetentes não desmente a tese de que o povo geralmente tem razão quando avalia significativamente mal o mandato de um político.
Qualquer pormenor válido, FHC é absurdamente mais mal-avaliado que Lula.

Isto só ocorre entre os mau-caráter, os ignorantes e os desinformados.
Foto USGS

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.933
  • Sexo: Masculino
Re:O Brasil estaria melhor se Haddad tivesse sido eleito?
« Resposta #48 Online: 08 de Maio de 2019, 16:48:20 »
Então o povo avalia corretamente a incompetência de FHC, e só infla a competência de Lula?

Okay, que legal.

Não para a segunda asserção. O indivíduo ordinário não tem competência sequer de julgar bem as proposições positivas de avaliação de presidente.

O que não funcionou? O segundo mandato de FHC. O povo acertou.

O que funcionou? A pergunta "o que funcionou?" não é aplicável a quem não tem competência para julgar. Saber se algo é verdadeiro em um evento humano e social é bem difícil até para os poucos e verdadeiros intelectuais, quanto mais para o indivíduo ordinário.

Não é "o que/quem funcionou" ou não que as pessoas de fato respondem, mas "quando tinham a impressão de suas vidas serem melhores," uma falácia "com ele, logo por causa dele." O que em si já pode ser alvo de distorções diversas, deste até mesmo a memória sobre quando era um governante ou outro, como por coisas como estado de espírito da pessoa no momento, o quanto se sente segura ou amedrontada, etc.

Citar
[...] Ao mesmo tempo em que é determinante, o funcionamento cerebral pode ser modificado de forma que o posicionamento mude também. Há um trabalho clássico da Yale University (EUA) demonstrando isto. Os cientistas praticamente transformaram um conservador em um liberal. Para isto, bastou induzir os participantes a imaginarem um contexto no qual estariam totalmente protegidos de danos físicos ou psicológicos. Seguros, tornaram-se mais maleáveis e empáticos em relação a assuntos como imigração e direitos dos homossexuais, assemelhando-se às pessoas de esquerda [...]

https://istoe.com.br/de-direita-ou-de-esquerda/

Mesmo realizações e propostas provavelmente serão ignoradas em boa parte do tempo. Um Spotniks da vida pode provavelmente fazer questionários sobre o histórico de um político infame em que a tendência das pessoas seja a de sempre suporem o pior, seja em fracassos em algo bom ou implementação efetiva de políticas ruins, condenando o político, mas concordando com propostas e efeitos práticos, ao menos na medida em que não se dão conta do fator "pegadinha" do questionário.

<a href="https://www.youtube.com/v/sx2scvIFGjE" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/sx2scvIFGjE</a>
<a href="https://www.youtube.com/v/N6m7pWEMPlA" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/N6m7pWEMPlA</a>

Também me parece claro que a percepção das pessoas sobre um candidato possa ser contaminada pela rejeição ao partido, especialmente em meio a grandes escândalos, boatos, e noções simplistas de políticas ("quanto maior a velocidade das rodovias, melhor") apenas colaboram com a possibilidade de elevar uma rejeição popular independentemente de uma análise fria de verdadeiros erros e acertos. Coisa que raramente qualquer um faz, a última coisa em mente deverá ser o principal determinante da resposta. Junto com cobertura naturalmente negativa de escândalos associados a um partido e o natural "viés de negatividade."

A percepção popular negativa pode até ser mais confiável que a positiva, mas não pode ser tomada imediatamente como correta.
 

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 36.933
  • Sexo: Masculino
Re:O Brasil estaria melhor se Haddad tivesse sido eleito?
« Resposta #49 Online: 08 de Maio de 2019, 17:12:11 »
Quanto ao contra-exemplo citando Lula para retirar os méritos da avaliação popular de políticos, o Buckaroo não está fazendo a distinção entre epistemologia positiva e epistemologia negativa. Como mostra a estrutura de pensamento popperiana, nós não somos tão bons em saber o que funciona, mas somos relativamente bons  saber o que não funciona. A boa avaliação de mandatos de políticos incompetentes não desmente a tese de que o povo geralmente tem razão quando avalia significativamente mal o mandato de um político.
Qualquer pormenor válido, FHC é absurdamente mais mal-avaliado que Lula.

Isto só ocorre entre os mau-caráter, os ignorantes e os desinformados.

"Isso acomete a[os]" ficaria um pouco melhor do que "só", que é um pouco sugestivo de uma quantidade mínima.  ::)

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!