Autor Tópico: Filme "Kardec"  (Lida 538 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Sdelareza

  • Nível 15
  • *
  • Mensagens: 378
Re:Filme "Kardec"
« Resposta #25 Online: 02 de Setembro de 2019, 19:46:08 »

Quase não vou ao cinema, mas resolvi abrir uma exceção, mas por curiosidade pelo assunto.

Visual bonito, mas filme fraco, feito estilo novela, onde os personagens (padres, pobres, espíritas) são muitos estereotipados.

Offline Marciano

  • Nível 21
  • *
  • Mensagens: 787
  • “Was mich nicht umbringt, macht mich stärker.”
Re:Filme "Kardec"
« Resposta #26 Online: 02 de Setembro de 2019, 22:16:26 »
Citar
Enfim, o filme é bem medíocre. Nada obstante, gostei da fotografia. E ele é bem mais palatável do que o infame NOSSO LAR.

Concordo. É quase um docudrama.

O roteiro também não é bom. Enfim...é um filme espírita feito para espíritas. O Wagner de Assis (diretor) já tem "Nosso Lar" e "Menina Índigo" dentre outros no curriculum. Deve vir mais chuchu da mesma horta no futuro.

-----

Já estou providenciando a sua carteirinha de membro. Em breve enviarei mensagem com informações para depósito da "jóia" do clube. Aceitamos bitcoins. :lol:

There's no such thing as a free lunch. :mrgreen:
𝕸𝖆𝖗𝖈𝖎𝖆𝖓𝖔

Offline Gorducho

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.816
  • Sexo: Masculino
Re:Filme "Kardec"
« Resposta #27 Online: 03 de Setembro de 2019, 18:14:24 »
Esta é a passagem representada no início do filme (eu desconhecia ou não me lembrava mais :vergonha:):
[Allan Kardec - Vol I escrito por Zêus Wantuil]
Com a lei de 1850, suprimiram-se vários entraves ao ensino livre, cujos mestres tiveram ampliadas suas garantias, mas o institutor tornou-se um subordinado do sacerdote: sob seus olhos vigilantes, ele recitava o catecismo, velava pela igreja e pela sacristia, numa cumulação de encargos por vezes incompatíveis com o seu modo de pensar. O pároco, como ministro do culto, tinha a fiscalização e a direção moral da escola; como delegado cantonal, podia até exercer a fiscalização e a direção pedagógicas. E de tal forma ficou constituída a administração geral do ensino primário e secundário, que, em qualquer desinteligência entre o pároco e o institutor, este quase sempre levaria a pior.
[...]
Certamente em virtude dessa lei, contrária aos seus sentimentos e à sua formação liberal, é que Rivail resolveu, como tantos outros velhos e respeitáveis institutores e "chefs d'institution", afastar-se do magistério após haver dedicado a ele trinta anos de sua existência. Ainda em 1850, cedia ao Sr. A. Pitolet, que posteriormente ocuparia em Paris o cargo de inspetor de ensino primário, a instituição conhecida pelo nome de Liceu Polimático, da qual era diretor.
SÓ QUE, SEGUNDO CONSTA, ele era o DIRETOR, e no filme pra mim aparentou ele ser um professor subordinado :?
(Referência citada por ZW):
[LA FRANCE
LITTÉRAIRE,

OU
DICTIONNAIRE BIBLIOGRAPHIQUE
DES SAVANTS , HISTORIENS ET GENS DE LETTRES DE LA FRANCE , AINSI
QUE DES LITTÉRATEURS ÉTRANGERS QUI ONT ÉCRIT EN FRANÇAIS, PLUS
PARTICULIÈREMENT PENDANT LES XVIIIe ET XIXe SIÈCLES.
PAR J.-M. QUÉRARD.
TOME DOUZIÈME.
DIX-NEUVIÈME SIÈCLE.
TOME DEUXIÈME.
M DCCC LIX - LXIV.]
RIVAIL (Hippolyte-Léon Denizart),
[...]
ancien directeur de l'institution connue sous le nom de Lycée polymalique, rue de Sèvres , n. 35, à Paris, que vers 1850, il céda à M. Pitolet;
:ok:
« Última modificação: 03 de Setembro de 2019, 18:59:10 por Gorducho »

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.213
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:Filme "Kardec"
« Resposta #28 Online: 03 de Setembro de 2019, 18:31:37 »
Filme sobre figuras espíritas e brasileiro numa tacada só. Tarefa dura.
Até onde eu sei eu não sei.

Offline Marciano

  • Nível 21
  • *
  • Mensagens: 787
  • “Was mich nicht umbringt, macht mich stärker.”
Re:Filme "Kardec"
« Resposta #29 Online: 04 de Setembro de 2019, 11:34:16 »
Citar
Filme sobre Allan Kardec atrai apenas os iniciados no espiritismo
Com tom panfletário, longa opta por um volume muito grande de coisas a relatar

Fonte: https://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2019/05/filme-sobre-allan-kardec-atrai-apenas-os-iniciados-no-espiritismo.shtml

𝕸𝖆𝖗𝖈𝖎𝖆𝖓𝖔

Offline Andarilho-terrestre

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 237
  • Sexo: Masculino
Re:Filme "Kardec"
« Resposta #30 Online: 09 de Setembro de 2019, 17:01:15 »
Assisti ao filme ontem.

No inicio colocaram Kardec como um cético total. Exageram demais na sua personalidade cientifica.

Ao ler Obras Póstumas tive a impressão de ser alguém mais crédulo e bem aberto a questões espirituais.

Não sabia que ele tinha "pedido demissão" do instituto Pestalozzi.


Offline Andarilho-terrestre

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 237
  • Sexo: Masculino
Re:Filme "Kardec"
« Resposta #31 Online: 09 de Setembro de 2019, 17:17:00 »
Palavras atribuidas a Kardec, no livro Obras Póstumas : "Compreendi, antes de tudo, a gravidade da exploração que ia empreender; percebi, naqueles fenômenos,
a chave do problema tão obscuro e tão controvertido do passado e do futuro da Humanidade, a solução que eu procurara em toda a minha vida."

Procurava essa solução em toda vida dele, percorreu pelos ambientes católico e protestante e nunca ouviu falar em espiritos etc.???

Offline Gorducho

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.816
  • Sexo: Masculino
Re:Filme "Kardec"
« Resposta #32 Online: 09 de Setembro de 2019, 18:34:17 »
PREJUDICADO
« Última modificação: 09 de Setembro de 2019, 18:44:01 por Gorducho »

Offline Gorducho

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.816
  • Sexo: Masculino
Re:Filme "Kardec"
« Resposta #33 Online: 09 de Setembro de 2019, 18:38:03 »
No inicio colocaram Kardec como um cético total. Exageram demais na sua personalidade cientifica.
Tanto que eles consultavam aquela sonâmbula magnética Mariette sobre a saúde da filhinha (provavelmente adotiva...) Louise deles que infelizmente veio a falecer em dezembro'43 se não me engano.
E a sonâmbula fazia psicometria com o cacho de cabelos, claro.
Citar
Não sabia que ele tinha "pedido demissão" do instituto Pestalozzi.
:bash: os sucessos se passam ~25+yr DEPOIS que ele se graduou em Yverdon. Expliquei [03 de Setembro de 2019, 18:14:24] qual o episódio real que (erroneamente então) parece inspirar o roteiro.
Citar
Procurava essa solução em toda vida dele, percorreu pelos ambientes católico e protestante e nunca ouviu falar em espiritos etc.???
Poderia ser. Veja que naquele ponto da cronologia a guerra interna entre os so to say "mesmeristas terapêuticos" e os adeptos da vertente mística (réintégration des êtres &c...) que desembocaria no espiritismo ainda não fora ganha pelos últimos (os espíritas).
Obs: se se sentir inseguro acerca do que tou dizendo, veja e.g. o Monroe [capítulo 2 pg. 64].
Então sim: o Kardec acreditava no magnetismo, acreditava em psicometrias como vimos acima, + quiçá ainda não associasse a "espíritos". Portanto ainda não descobrira a chave pra reforma do cristianismo que buscava desde adolescente :ok:
Note ainda que, quando as mesas começaram a se mexer, houve muito debate se seriam fluídos ou espíritos que animavam elas. Levou tempo pro paradigma espírita triunfar.
« Última modificação: 10 de Setembro de 2019, 08:29:42 por Gorducho »

Offline Gigaview

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.134
Re:Filme "Kardec"
« Resposta #34 Online: 09 de Setembro de 2019, 20:35:38 »
Citar
No inicio colocaram Kardec como um cético total. Exageram demais na sua personalidade cientifica.

Isso apenas ilustra a vontade espiritóide de acreditar que o espiritismo passou por um crivo terrivelmente cético apesar de toda a xaropada que eles insistem em ignorar acreditando.

Kardec foi iludido-mor da seita que ele inventou com a ajuda de seus fantasminhas amestrados.
Brandolini's Bullshit Asymmetry Principle: "The amount of effort necessary to refute bullshit is an order of magnitude bigger than to produce it".

Offline Andarilho-terrestre

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 237
  • Sexo: Masculino
Re:Filme "Kardec"
« Resposta #35 Online: 10 de Setembro de 2019, 08:28:11 »
Citar
No inicio colocaram Kardec como um cético total. Exageram demais na sua personalidade cientifica.

Isso apenas ilustra a vontade espiritóide de acreditar que o espiritismo passou por um crivo terrivelmente cético apesar de toda a xaropada que eles insistem em ignorar acreditando.

Kardec foi iludido-mor da seita que ele inventou com a ajuda de seus fantasminhas amestrados.

Eu tenho opinião pessoal que é a seguinte:  ele sempre teve a "vontade" de reformar o cristianismo. Aproveitou a oportunidade destes eventos para escrever seus livros e esquematizar algo.

Se importava mais com o "conteúdo" ao invés da identidade do "espírito". Há uma mensagem constante em 2 livros: uma ela é assinada pelo próprio Jesus e esta num capitulo que trata de mensagens apócrifas e no outro livro leva outra assinatura de espirito chamado de Verdade.

Tinha uma ENORME pretensão de que o espiritismo (ou melhor seus livros e ideias)  tivesse um alcance mundial. 

Também incentiva uma aproximação forte entre outras religiões, especialmente o Catolicismo, donde tentou "forçar" que ressurreição seria reencarnação, purgatório seria erraticidade etc etc




« Última modificação: 10 de Setembro de 2019, 08:35:00 por Andarilho-terrestre »

Offline Gorducho

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.816
  • Sexo: Masculino
Re:Filme "Kardec"
« Resposta #36 Online: 14 de Setembro de 2019, 11:12:18 »
[-1:36:43]
:ok:
Segundo H . SAUSSE:
—Ceci est une autre question : j'y croirai quand je le verrai, et quand on m'aura prouve qu'une table a un cerveau pour penser, des nerfs pour sentir, et qu’elle peut devenir somnambule ; jusque-la, permettez-moi de n’y voir qu’un conte a dormir debout.

[-1:27:33]
Mme Roger
RUE DU FAUBOURG-MONTMARTRE, 33 (tb. na zona da casa dele).

ATUALIZAÇÃO IMPORTANTE REF.[-1:43:00]
Conforme mostrou o CSI, a transferência do Liceu Polimático foi 10 anos antes
DÉLIBÉRATIONS DU CONSEIL ROYAL.
INSTITUTIONS ET PENSIONS.
Du 28 janvier 1840.
M. Pitolet est autorisé en qualité de maître de pension à Paris, en remplacement de M. Rivail.


Claro, era sabido conforme [Allan Kardec, escrito por Zêus Wantuil, pg. 152]
Tanto esta brochura, quanto duas outras subsequentes, do mesmo autor, [o Kardec] revelam que ele esteve residindo, pelo menos em 1847 e 1848, à rua Mauconseil n° 18.
+ não significava que ele não permanecesse na direção do Liceu, como aliás consta no Dicionário Bibliográfico, corretamente referido na obra de ZW.
+ na pg. 609 do Annuaire général du commerce, de l'industrie, de la magistrature et de l'administration :
ou almanach des 500.000 adresses de Paris, des départements et des pays étrangers
. 1850.
consta:
III. INSTITUTIONS DE DEMOISELLES.
École de commerce et pensionnat de demoiselles, Mauconseil, 18.

Então a cronologia é a mesma (circa 1850) e a causa seria a lei. Em termos do meu comentário acerca do roteiro nada muda, pois quando foi escrito isso não era conhecido :ok:

OBSERVAÇÕES COMPLEMENTARES
ESTIMO que esse local seria cerca dos atuais #16 e 18 da Étienne Marcel pertinho da Torre Jean-sans-peur. ACHO que esse trecho era parte da Mauconseil alargado pro norte (tanto que a torre não aparecia da rua...). O estabelecimento ficava no desembocar (na Mauconseil) do prolongamento da Mondétour que atravessara o prédio do Saint-Jacques aux Pèlerins, tb. orientado @S (como a citada vereda da EM).
Praticamente "do outro lado" do quarteirão, só que cruzando a rua (tb. orientado @S no caso) e um pouquinho pra E fica a célebre Tiquetone 12/14 (tem os 2 números... :?:). 

 



 
« Última modificação: 15 de Setembro de 2019, 10:58:02 por Gorducho »

Offline JungF

  • Nível 18
  • *
  • Mensagens: 547
Re:Filme "Kardec"
« Resposta #37 Online: 16 de Setembro de 2019, 17:40:43 »
Fato, no sentido de algo que aconteceu (pode ser roupa ou rebanho também) vem do latim, factum, feito, do verbo facere, fazer. "Fato real" seria pleonástico, redundante, tautológico, mas assim como outras locuções, tornou-se comum, como uma espécie de garantia de que realmente é um "fato".

O fato é que a expressão é de uso corrente. Assim como outras, tais como caligrafia bela (ou pior ainda, feia).

Deixemos o nitpicking de lado e vamos nos ater ao filme.

Ele é baseado no livro do "ateu" Souto Maior, que escreveu uma "biografia" de Rivail, a qual está mais para uma hagiografia, o que é muito curioso, partindo de um "ateu".

Não se sabe muita coisa sobre a vida (real) de Rivail. O filme (assim como o livro) é mera propaganda (mal) disfarçada do fundador do espiritismo e é endereçado aos crentes.

Não se pode esperar muita coerência de obras assim.

O que me impressiona é o fato de que as "médiuns" que foram essenciais para o "pentateuco" espírita não têm a menor importância, e isto é dito claramente pelo personagem. Se é verdade que ele disse isso (e deve ser), ficaria revoltado ao ver a importância que "médiuns" como cx, DPF, etc. têm hoje.
Duas coisinhas: "as médiuns não têm importância" é, digamos, uma forma de retirar do médium, méritos e responsabilidades... não menosprezo ao seu trabalho.
De um modo geral, obras e filmes espíritas são dirigidas aos espíritas, que consomem tais conteúdos quase com avidez.
Os produtores sabem que este tipo de material não funciona com qualquer poder de convencimento para céticos e ateus. Mas tem grande importância no movimento espírita pois, um considerável número de seus adeptos é quase totalmente ignorante em relação aos aspectos mais sérios da DE.
Gostam de fenômenos, tomar passe e frequentar as reuniões públicas.
« Última modificação: 16 de Setembro de 2019, 17:47:44 por JungF »

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!