Autor Tópico: Homem × Mulher: O tópico  (Lida 63564 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Guinevere

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.861
  • Sexo: Feminino
Re: Mulheres céticas
« Resposta #125 Online: 16 de Maio de 2006, 14:09:46 »
Mede o raciocinio logico de uma pessoa, que é provadamente inato.

Eu perguntei o que é, e não o que mede. Isso você já tinha falado.

Me diga o que voce entende por testes de QI. Nao me parece que voce e as outras pessoas neste tópico estejamos falando da mesma coisa.


Offline v3n0w

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 102
Re: Mulheres céticas
« Resposta #126 Online: 16 de Maio de 2006, 14:13:39 »
Mede o raciocinio logico de uma pessoa, que é provadamente inato.

Eu perguntei o que é, e não o que mede. Isso você já tinha falado.

Me diga o que voce entende por testes de QI. Nao me parece que voce e as outras pessoas neste tópico estejamos falando da mesma coisa.



É um teste que mede... Ou "Quociente de inteligência (abreviado para QI, de uso geral) é uma medida derivada da divisão da idade mental pela idade cronológica, obtida por meio de testes desenvolvidos para avaliar as capacidades cognitivas (inteligência) de um sujeito, em comparação ao seu grupo etário."

E leia mais esse textinho sobre o politicamente correto:

"É importante ter em mente que o uso de eufemismos para mascarar determindas deficiências não diminui as gravidade das deficiências propriamente ditas. Por outro lado também é importante ter em mente que palavras desestimulantes (como as classificações nominais propostas inicialmente por Terman, como "idiota", "imbecil" etc.) podem ter efeitos traumáticos e prejudicar o desempenho, a sociabilização e a autoestima. Alguns educadores e psicólogos pecam pelo excesso de cuidados ao tentar evitar o uso de termos ou sentenças que possam ser encarados como "politicamente incorretos", enquanto outros pecam por agir da maneira oposta. O ideal é procurar compreender como são fatos, de forma nua e crua, quando se lida com dados científicos, e procurar ser sensível quando se comunica estes fatos às pessoas envolvidas. Crianças que necessitam de atenção especial para acompanhar o ritmo dos colegas de mesma idade é porque possuem menor aptidão para o aprendizado, e isso é um fato bastante evidente. Porém ao lidar com os pais destas crianças pode ser mais apropriado atenuar a gravidade do problema, na medida que isto for possível e desde que isso não implique prejuízos para a criança. Em casos de QI abaixo de 70 ou abaixo de 60, é praticamente impossível mascarar o problema sem causar prejuízos à criança, já que esta criança terá seríssimas dificuldades para acompanhar o ritmo normal e poderia ter um acompanhamento mais apropriado se estudasse numa instituição especializada."

Offline Diegojaf

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 24.204
  • Sexo: Masculino
  • Bu...
Re: Mulheres céticas
« Resposta #127 Online: 16 de Maio de 2006, 14:14:13 »
Como foi com a gorila?!? Chegaram no meio do bando e pediram "Aqui, preenche esse formulário por favor..." ou ela foi intensivamente treinada antes de se submeter aos testes?

O tal Philip naceu em uma tribo, mas ele cresceu e foi educado nessa mesma tribo? (o nome não parece tribal)

Que eu me lembre, o teste de Q.I. é tão polêmico visto seu constante uso anterior para provar supremacias raciais, étnicas e justificar alguns atos passados...:?
"De tanto ver triunfar as nulidades; de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça. De tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar-se da virtude, a rir-se da honra e a ter vergonha de ser honesto." - Rui Barbosa

http://umzumbipordia.blogspot.com - Porque a natureza te odeia e a epidemia zumbi é só a cereja no topo do delicioso sundae de horror que é a vida.

Offline Guinevere

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.861
  • Sexo: Feminino
Re: Mulheres céticas
« Resposta #128 Online: 16 de Maio de 2006, 14:21:06 »
Citar
É um teste que mede... Ou "Quociente de inteligência (abreviado para QI, de uso geral) é uma medida derivada da divisão da idade mental pela idade cronológica, obtida por meio de testes desenvolvidos para avaliar as capacidades cognitivas (inteligência) de um sujeito, em comparação ao seu grupo etário."
falou falou e nao respondeu o que eu perguntei.

Citar
leia mais esse textinho sobre o politicamente correto:
Porque eu deveria ler isso?


Offline v3n0w

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 102
Re: Mulheres céticas
« Resposta #129 Online: 16 de Maio de 2006, 14:21:11 »
Como foi com a gorila?!? Chegaram no meio do bando e pediram "Aqui, preenche esse formulário por favor..." ou ela foi intensivamente treinada antes de se submeter aos testes?

O tal Philip naceu em uma tribo, mas ele cresceu e foi educado nessa mesma tribo? (o nome não parece tribal)

Que eu me lembre, o teste de Q.I. é tão polêmico visto seu constante uso anterior para provar supremacias raciais, étnicas e justificar alguns atos passados...:?

É, como eu já tinha dito ele é polemico mesmo, a verdade é polemica, ou voce acha que um teste que mostra a mulher mais burra que o homem ia ser normal? As mulheres caem matando no teste, e os politicamente corretos tambem. Mas como mostra a ultima frase do textos, as evidencias sao inegaveis.

Offline Guinevere

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.861
  • Sexo: Feminino
Re: Mulheres céticas
« Resposta #130 Online: 16 de Maio de 2006, 14:22:17 »
Mas como mostra a ultima frase do textos, as evidencias sao inegaveis.
Até agora não vi evicência nenhuma.

Offline v3n0w

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 102
Re: Mulheres céticas
« Resposta #131 Online: 16 de Maio de 2006, 14:22:26 »
Citar
É um teste que mede... Ou "Quociente de inteligência (abreviado para QI, de uso geral) é uma medida derivada da divisão da idade mental pela idade cronológica, obtida por meio de testes desenvolvidos para avaliar as capacidades cognitivas (inteligência) de um sujeito, em comparação ao seu grupo etário."
falou falou e nao respondeu o que eu perguntei.

Citar
leia mais esse textinho sobre o politicamente correto:
Porque eu deveria ler isso?



Voce ta querendo me irritar só porque leu os textos e nao quer dar o braço a torcer... No fundo voce sabe quem ta certo.... hehe

Offline Guinevere

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.861
  • Sexo: Feminino
Re: Mulheres céticas
« Resposta #132 Online: 16 de Maio de 2006, 14:23:55 »
Não.

Você está cuspindo textos fora do tema em discussao e quer que eu leia, e não responde o que eu pergunto.

Citar
No fundo voce sabe quem ta certo.... hehe
essa frase merecia cartão, mas vou ficar calada.

Offline v3n0w

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 102
Re: Mulheres céticas
« Resposta #133 Online: 16 de Maio de 2006, 14:24:07 »
Mas como mostra a ultima frase do textos, as evidencias sao inegaveis.
Até agora não vi evicência nenhuma.
O pior cego é aquele que nao quer enxergar... ;)

Offline Guinevere

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.861
  • Sexo: Feminino
Re: Mulheres céticas
« Resposta #134 Online: 16 de Maio de 2006, 14:24:48 »
Mas como mostra a ultima frase do textos, as evidencias sao inegaveis.
Até agora não vi evicência nenhuma.
O pior cego é aquele que nao quer enxergar... ;)
Voce é kardecista?

Offline v3n0w

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 102
Re: Mulheres céticas
« Resposta #135 Online: 16 de Maio de 2006, 14:26:02 »
Não.

Você está cuspindo textos fora do tema em discussao e quer que eu leia, e não responde o que eu pergunto.

Citar
No fundo voce sabe quem ta certo.... hehe
essa frase merecia cartão, mas vou ficar calada.

Cuspindo texto? Eu to discutindo aqui faz 4 paginas sem postar texto nenhum, e o povo só duvidando de mim, dai quando posto um textinho que deixa evidente a coisa nego fala que o texto nao tem nada haver....

Voce é mulher?

Offline Guinevere

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.861
  • Sexo: Feminino
Re: Mulheres céticas
« Resposta #136 Online: 16 de Maio de 2006, 14:27:55 »
Voce é mulher?
Não sei. É sério.

Por que a pergunta?

Offline v3n0w

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 102
Re: Mulheres céticas
« Resposta #137 Online: 16 de Maio de 2006, 14:30:23 »
Voce é mulher?
Não sei. É sério.

Por que a pergunta?

Porque achei que fosse homem até eu ler "calada"

Offline Guinevere

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.861
  • Sexo: Feminino
Re: Mulheres céticas
« Resposta #138 Online: 16 de Maio de 2006, 14:32:06 »
Porque achei que fosse homem até eu ler "calada"
Jura? eu escrevo que nem homem???? Oh, nãoooooo....

 :chorao: :chorao: :chorao: :chorao: :chorao:

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.511
  • Sexo: Masculino
Re: Mulheres céticas
« Resposta #139 Online: 16 de Maio de 2006, 14:33:16 »
Mas como esse cara acha que pode exisitir um teste de intenligência que não possa ser aprendido se inteligencia depende da capacidade de aprender???

Aff cara para de viajar, o teste de QI provou sua validade sendo INATO. Medir uma coisa que se aprende qualquer professor faz.
Antes de a gente continuar, será que voce poderia esclarecer o que é que voce entende por testes de QI???

Mede o raciocinio logico de uma pessoa, que é provadamente inato. 
Quem provou que o raciocínio lógico é inato e com que?

Offline v3n0w

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 102
Re: Mulheres céticas
« Resposta #140 Online: 16 de Maio de 2006, 14:37:11 »
Mas como esse cara acha que pode exisitir um teste de intenligência que não possa ser aprendido se inteligencia depende da capacidade de aprender???

Aff cara para de viajar, o teste de QI provou sua validade sendo INATO. Medir uma coisa que se aprende qualquer professor faz.
Antes de a gente continuar, será que voce poderia esclarecer o que é que voce entende por testes de QI???

Mede o raciocinio logico de uma pessoa, que é provadamente inato. 
Quem provou que o raciocínio lógico é inato e com que?

Provou mostrando que o estudo nao altera o resultado do teste. Quem provou? Foram feitos diversos testes em relacao a isso e por diversas pessoas.

Offline LIAN

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 1.991
  • Sexo: Feminino
  • Darwin 1 X 0 Deus
Re: Mulheres céticas
« Resposta #141 Online: 16 de Maio de 2006, 14:39:25 »
Olha, com treinamento com certeza o índice de raciocínio lógico de qualquer um aumenta! O que um cético baseado em ciência como você não percebe é que não existem verdades absolutas!

Você defende esse teste com uma fé cega, que confesso só vejo em religiosos fundamentalistas! Não lembra que todo exame testa apenas uma coisa característica, não várias ao mesmo tempo! Que eu saiba por enquanto não foi criado um teste que mensure a complexidade do cérebro humano!

E acho que você não mostrou qualquer cacife intelectual que prove sua superioridade cerebral perante qualquer mulher, principalmente as presentes.
"Não consigo me convencer de que um Deus caridoso e onipotente teria propositalmente criado vespas parasitas com a intenção expressa de alimentá-las dentro de corpos vivos de lagartas." Charles Darwin

Offline v3n0w

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 102
Re: Mulheres céticas
« Resposta #142 Online: 16 de Maio de 2006, 14:39:37 »
Porque achei que fosse homem até eu ler "calada"
Jura? eu escrevo que nem homem???? Oh, nãoooooo....

 :chorao: :chorao: :chorao: :chorao: :chorao:

Nao por isso, mas pelo nick, apesar que tem indicando mulher la, mas nem reparo direito.

Offline Guinevere

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.861
  • Sexo: Feminino
Re: Mulheres céticas
« Resposta #143 Online: 16 de Maio de 2006, 14:42:01 »
MAs Guinevere é nome de mulher!! Nossa, eu sou um fracasso, mesmo! Acho que vou mudar meu nick pra "Maria"...

Você não respondeu se é kardecista.

Offline v3n0w

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 102
Re: Mulheres céticas
« Resposta #144 Online: 16 de Maio de 2006, 14:43:31 »
Olha, com treinamento com certeza o índice de raciocínio lógico de qualquer um aumenta! O que um cético baseado em ciência como você não percebe é que não existem verdades absolutas!

Você defende esse teste com uma fé cega, que confesso só vejo em religiosos fundamentalistas! Não lembra que todo exame testa apenas uma coisa característica, não várias ao mesmo tempo! Que eu saiba por enquanto não foi criado um teste que mensure a complexidade do cérebro humano!

E acho que você não mostrou qualquer cacife intelectual que prove sua superioridade cerebral perante qualquer mulher, principalmente as presentes.

Voce leu os textinho que eu postei pra sua amiga? A cultura da pessoa pode fazer uma diferença de 5% no teste, mas nada que seja relevante.

E estou longe de fazer isso, e pela milesima vez eu digo que é uma media e nao uma regra, portanto é perfeitamente normal que voce seja mais inteligente que eu. E eu nao ligaria que fosse, mas que voce tem certa dificultade de dar o braço a torce como a sua amiga, aaa tem...

Offline v3n0w

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 102
Re: Mulheres céticas
« Resposta #145 Online: 16 de Maio de 2006, 14:45:10 »
MAs Guinevere é nome de mulher!! Nossa, eu sou um fracasso, mesmo! Acho que vou mudar meu nick pra "Maria"...

Você não respondeu se é kardecista.

Eu nem sei oque é isso...

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.511
  • Sexo: Masculino
Re: Mulheres céticas
« Resposta #146 Online: 16 de Maio de 2006, 15:35:58 »
Citar
Além disso, pessoas que nasceram em tribos, como Philip Emeagwali, alcançam escores acima de 180 e até acima de 190 em testes baseados em cultura diferente daquela em que eles nasceram e cresceram.
Isso demonstra grandemente que o QI não é em grande parte biologicamente herdado.

Se ele nasceu numa tribo, como explicar que os outros indivíduos da tribo não tenham QI aproximado, ao mesmo tempo em que se tenta sustentar grande determinação biológica?

E para confrontar mais ainda com o que quer sustentar, diferentemente do que esse texto indica (texto que, diga-se de passagem, está na wikipédia, que qualquer um pode editar e teoricamente colocar qualquer sandice lá, e que de qualquer modo, está marcado como controverso e imparcial), pode-se achar que Emeagwali é geólogo e "cientista de computadores", ele fez faculdade nos EUA. Não é exatamente um bom exemplo de cultura não influenciando o QI.

Fora isso, achei uma citaão dele: "Henri Poincare, considered one of the world's greatest mathematicians, had an extremely low IQ"... não sei qual era o QI do Poincaré, de qualquer forma...

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 38.511
  • Sexo: Masculino
Re: Mulheres céticas
« Resposta #147 Online: 16 de Maio de 2006, 15:36:17 »
Mas como esse cara acha que pode exisitir um teste de intenligência que não possa ser aprendido se inteligencia depende da capacidade de aprender???

Aff cara para de viajar, o teste de QI provou sua validade sendo INATO. Medir uma coisa que se aprende qualquer professor faz.
Antes de a gente continuar, será que voce poderia esclarecer o que é que voce entende por testes de QI???

Mede o raciocinio logico de uma pessoa, que é provadamente inato.  
Quem provou que o raciocínio lógico é inato e com que?

Provou mostrando que o estudo nao altera o resultado do teste. Quem provou? Foram feitos diversos testes em relacao a isso e por diversas pessoas.
Cite referências, conheço testes diversos indicando o oposto, e esse parece ser o mais consensual, sem falar, de que é o mais simples de se explicar.

Vou tentar esclarecer uma coisa, não estou acompanhando toda a discussão, então talvez seja redundante.

QI não é inato, pela simples razão que muda no decorrer da vida, ou seja, exige desenvolvimento. Tudo que exige desenvolvimento está suscetível a variações do meio ambiente no qual esse desenvolviemnto ocorre. Assim o desenvolvimento afeta sim o QI, a menos que o desenvolvimento do cérebro fosse algo mágico, isolado do mundo exterior de alguma forma.

E na realidade, as capacidades cerebrais são justamente as mais suscetíveis a influência ambiental do que qualquer outra. Por exemplo, um brasileiro tende a falar português, e chineses tendem a falar mandarim. Mas isso não está determinado no cérebro de nenhum deles, se troca-se os bebês, o chinês criado no Brasil fala português sem sotaque, e idem o brasileiro na China. Outra coisa. Pode-se ensinar a ler e a escrever qualquer idioma até certa idade com consideravel facilidade. Até mais de um idioma. Mas passada uma certa idade, a pessoa tem maior dificuldade em se alfabetizar ou aprender um segundo idioma. Ou seja, é como se houvesse uma janela temporal para o desenvolvimento de um "QI lingüístico". Assim gêmeos, se criados diferentemente, terão habildades lingüísticas diferentes.

Há outras coisas como, estudos estatísitcos demonstrando que o QI varia numa família de acordo com a quantidade de filhos de modo peculiar. Quanto menos irmãos, de modo geral, mais inteligente são; e os últimos filhos tendem a ter os QIs mais baixos. Isso é inexplicável geneticamente, ou por QI inato de qualquer outra forma. Teria que se dizer que os gametas com genes para menor QI tendem a ser produzidos mais tarde, mas não há mecanismo possível para algo assim. O que isso sugere  principalmente é a diferença de inteligência como resultado de diferentes divisôes de recursos por pessoa, incluindo alimentação, atenção dos pais, etc. Porque é algo que diminui progressivamente conforme se tem mais filhos, e ao mesmo tempo, os filhos que nasceram primeiro são beneficiados por mais tempo, como se largassem na frente.

Não estou dizendo que QI não tenha qualquer influência genética, que a hereditariedade seja totalmente cultural. Assim como há variações extremas de inteligência (e outras características) certamente atribuíveis a algum fator genético, não há porque supor que houvesse simplesmente ou anomalias totalmente restritivas (retardamento puro), benéficas (como as de superdotados), as meio-a-meio (superdotados com deficiências em outras áreas), tendo base genética e toda o restante da variação genética modal não influenciar em absolutamente nada o desenvolvimento da inteligência. Assim como a altura: há anões e gigantes, em boa parte geneticamente determinados, a variação da altura normal das populações também é em boa parte geneticamente herdada. Mas mesmo aí, não apenas. Nutrição também influencia muito. Os genes não tem como forçar uma determinada altura apesar do organismo ser desnutrido, a determinação genética não é algo como "tenha  1,80m de altura", ou "tenha QI 130". O resultado de um gene que influencie a altura ou a inteligência é de certa forma apenas incidental, depende de todos os demais genes e fatores ambientais influentes no desenvolvimento se manterem consideravelmente iguais.

Assim, uma pessoa pode ter genes genes que a predisporiam a ser alta e forte, mas ela pode mesmo assim ser baixa e fraca se não se nutrir e exercitar. E uma pessoa com uma genética simplesmente normal ou até pouco desfavorável nesse sentido pode acabar sendo mais alta e mais forte. Casos raros, de qualquer forma, podem alterar mais fundamentalmente a coisa e ou comprometer ou favorecer a força e altura de forma muito mais determinante - mas sempre necessitando de variáveis ambientais mínimas satisfeitas. Com inteligência, é muitp provavelmente o mesmo na maior parte do tempo, ou seja, não é porque alguém é inteligente que teria um "gene para inteligência" ou porque é burro que teria um "gene para burrice". Pode até ser o oposto, dentro da faixa mais modal de variação genética, e mesmo casos mais extremados podem ter forte influência do desenvolvimento, de aprendizado, simplesmente porque é assim que o cérebro funciona. Não existe inteligência totalmente inata, existem potenciais inatos para a inteligência, que podem ou não ser desenvolvidos.

Offline v3n0w

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 102
Re: Mulheres céticas
« Resposta #148 Online: 16 de Maio de 2006, 16:15:54 »
Mas como esse cara acha que pode exisitir um teste de intenligência que não possa ser aprendido se inteligencia depende da capacidade de aprender???

Aff cara para de viajar, o teste de QI provou sua validade sendo INATO. Medir uma coisa que se aprende qualquer professor faz.
Antes de a gente continuar, será que voce poderia esclarecer o que é que voce entende por testes de QI???

Mede o raciocinio logico de uma pessoa, que é provadamente inato. 
Quem provou que o raciocínio lógico é inato e com que?

Provou mostrando que o estudo nao altera o resultado do teste. Quem provou? Foram feitos diversos testes em relacao a isso e por diversas pessoas.
Cite referências, conheço testes diversos indicando o oposto, e esse parece ser o mais consensual, sem falar, de que é o mais simples de se explicar.

Vou tentar esclarecer uma coisa, não estou acompanhando toda a discussão, então talvez seja redundante.

QI não é inato, pela simples razão que muda no decorrer da vida, ou seja, exige desenvolvimento. Tudo que exige desenvolvimento está suscetível a variações do meio ambiente no qual esse desenvolviemnto ocorre. Assim o desenvolvimento afeta sim o QI, a menos que o desenvolvimento do cérebro fosse algo mágico, isolado do mundo exterior de alguma forma.

E na realidade, as capacidades cerebrais são justamente as mais suscetíveis a influência ambiental do que qualquer outra. Por exemplo, um brasileiro tende a falar português, e chineses tendem a falar mandarim. Mas isso não está determinado no cérebro de nenhum deles, se troca-se os bebês, o chinês criado no Brasil fala português sem sotaque, e idem o brasileiro na China. Outra coisa. Pode-se ensinar a ler e a escrever qualquer idioma até certa idade com consideravel facilidade. Até mais de um idioma. Mas passada uma certa idade, a pessoa tem maior dificuldade em se alfabetizar ou aprender um segundo idioma. Ou seja, é como se houvesse uma janela temporal para o desenvolvimento de um "QI lingüístico". Assim gêmeos, se criados diferentemente, terão habildades lingüísticas diferentes.

Há outras coisas como, estudos estatísitcos demonstrando que o QI varia numa família de acordo com a quantidade de filhos de modo peculiar. Quanto menos irmãos, de modo geral, mais inteligente são; e os últimos filhos tendem a ter os QIs mais baixos. Isso é inexplicável geneticamente, ou por QI inato de qualquer outra forma. Teria que se dizer que os gametas com genes para menor QI tendem a ser produzidos mais tarde, mas não há mecanismo possível para algo assim. O que isso sugere  principalmente é a diferença de inteligência como resultado de diferentes divisôes de recursos por pessoa, incluindo alimentação, atenção dos pais, etc. Porque é algo que diminui progressivamente conforme se tem mais filhos, e ao mesmo tempo, os filhos que nasceram primeiro são beneficiados por mais tempo, como se largassem na frente.

Não estou dizendo que QI não tenha qualquer influência genética, que a hereditariedade seja totalmente cultural. Assim como há variações extremas de inteligência (e outras características) certamente atribuíveis a algum fator genético, não há porque supor que houvesse simplesmente ou anomalias totalmente restritivas (retardamento puro), benéficas (como as de superdotados), as meio-a-meio (superdotados com deficiências em outras áreas), tendo base genética e toda o restante da variação genética modal não influenciar em absolutamente nada o desenvolvimento da inteligência. Assim como a altura: há anões e gigantes, em boa parte geneticamente determinados, a variação da altura normal das populações também é em boa parte geneticamente herdada. Mas mesmo aí, não apenas. Nutrição também influencia muito. Os genes não tem como forçar uma determinada altura apesar do organismo ser desnutrido, a determinação genética não é algo como "tenha  1,80m de altura", ou "tenha QI 130". O resultado de um gene que influencie a altura ou a inteligência é de certa forma apenas incidental, depende de todos os demais genes e fatores ambientais influentes no desenvolvimento se manterem consideravelmente iguais.

Assim, uma pessoa pode ter genes genes que a predisporiam a ser alta e forte, mas ela pode mesmo assim ser baixa e fraca se não se nutrir e exercitar. E uma pessoa com uma genética simplesmente normal ou até pouco desfavorável nesse sentido pode acabar sendo mais alta e mais forte. Casos raros, de qualquer forma, podem alterar mais fundamentalmente a coisa e ou comprometer ou favorecer a força e altura de forma muito mais determinante - mas sempre necessitando de variáveis ambientais mínimas satisfeitas. Com inteligência, é muitp provavelmente o mesmo na maior parte do tempo, ou seja, não é porque alguém é inteligente que teria um "gene para inteligência" ou porque é burro que teria um "gene para burrice". Pode até ser o oposto, dentro da faixa mais modal de variação genética, e mesmo casos mais extremados podem ter forte influência do desenvolvimento, de aprendizado, simplesmente porque é assim que o cérebro funciona. Não existe inteligência totalmente inata, existem potenciais inatos para a inteligência, que podem ou não ser desenvolvidos.

Sem duvidas amigo, até concordo com voce, mas acredito eu que esse desenvolvimento nao traria uma diferença substancial para a tendencia inata, como voce citou.

De qualquer forma eu me prendi mais ao termo inato para dizer que o teste nao apresenta diferença substancial quando se estuda para fazer ele. Isso que eu afirmo é um fato.

Agora o fato de ser estritamente inato talvez nao seja verdade, mas deixei minha intençao clara.

Voce quer mais fontes? Eu nao tenho mais fontes, alias nunca tinha visto oque o wikipedia falava, c vc  quiser eu posso procurar, mas é um coisa que voce tambem pode fazer, e posso te asseguarar que nenhuma vai diferir mto doque diz o wikipedia.

Quanto ao matematico "low QI", eu odeio que citem fatos isolados em um forum, oque só acaba gerando discucao, e desviando do assunto.

Agora se vc quiser matematico bom com QI alto, eu te posto todos os bons que eu conheco pelo fato de que todos tem QI alto.

Offline v3n0w

  • Nível 10
  • *
  • Mensagens: 102
Re: Mulheres céticas
« Resposta #149 Online: 16 de Maio de 2006, 16:24:35 »
Citar
Além disso, pessoas que nasceram em tribos, como Philip Emeagwali, alcançam escores acima de 180 e até acima de 190 em testes baseados em cultura diferente daquela em que eles nasceram e cresceram.
Isso demonstra grandemente que o QI não é em grande parte biologicamente herdado.

Se ele nasceu numa tribo, como explicar que os outros indivíduos da tribo não tenham QI aproximado, ao mesmo tempo em que se tenta sustentar grande determinação biológica?

E para confrontar mais ainda com o que quer sustentar, diferentemente do que esse texto indica (texto que, diga-se de passagem, está na wikipédia, que qualquer um pode editar e teoricamente colocar qualquer sandice lá, e que de qualquer modo, está marcado como controverso e imparcial), pode-se achar que Emeagwali é geólogo e "cientista de computadores", ele fez faculdade nos EUA. Não é exatamente um bom exemplo de cultura não influenciando o QI.

Fora isso, achei uma citaão dele: "Henri Poincare, considered one of the world's greatest mathematicians, had an extremely low IQ"... não sei qual era o QI do Poincaré, de qualquer forma...

Só pq ele é da mesma tribo ele nao pode ter uma tendencia inata diferente???
Ah cara se voce continuar tirando esse tipo de conclusao vai ficar dificil de discutir.
« Última modificação: 16 de Maio de 2006, 16:26:13 por v3n0w »

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!