Autor Tópico: A segurança do voto na urna brasileira  (Lida 38113 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 28.104
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #300 Online: 18 de Setembro de 2014, 23:45:26 »
E vamos voltar para as infalíveis urnas de lona e as cédulas de papéis, que ao contrário das urnas eletrônicas nunca foram fraudadas. Para vai...

Não.

Vamos imprimir cada voto feito em cada urna eletrônica e depois fazer verificações aleatórias sob os auspícios de auditores independentes.

Foto USGS

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 37.815
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #301 Online: 19 de Setembro de 2014, 02:58:06 »
E vamos voltar para as infalíveis urnas de lona e as cédulas de papéis, que ao contrário das urnas eletrônicas nunca foram fraudadas. Para vai...

É, porque é isso que quem critica a segurança das urnas sugere, é sim.

Da mesma forma que, quem critica o SUS é porque acha que com a mesma verba dava para sanar 100% de todos os problemas de saúde do Brasil e do mundo duas vezes. Porque são só essas as duas alternativas; ou está se fazendo já o máximo possível com os recursos disponíveis, ou se tem ideais delirantes.


Vocês não conseguem não usar espantalhos para defender o governo?

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 37.815
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #302 Online: 19 de Setembro de 2014, 03:47:45 »
Então, eu não gosto de bater nesta tecla, mas lá vai: o mensalão! A oposição tinha a faca e o queijo na mão para, ao menos, pedir o impeachment do Lula, mas não o fizeram. Por que?
Agora eu tô vendo o mesmo caso das urnas eletrônicas, se é tão escancarado esse problema e a galinha dos ovos de ouro pode ir, novamente, para o PT, por que ninguém faz nada?

Trocando em miúdos: por que até agora não apareceu uma reportagem de capa da Veja com o seguinte título: Fraudes na urna eleitoral! Um esquema fraudulento que manteve o PT doze anos no poder é descoberto!


Bem, para começar, nem necessariamente isso ocorreu, e mesmo se hipoteticamente tivesse ocorrido, não necessariamente qualquer grupo jornalístico já teria descoberto e em posse de provas suficientes.

Isso não quer dizer que não existam fraudes em menor escala, como as sugeridas no início do tópico, de vitórias indo contra as pesquisas em cidades pequenas (ainda que as pesquisas em si possam ter sido compradas), e que não possa haver influência não-desprezível de fraudes mesmo para as eleições grandes, como sugerido pelas fraudes "propriamente ditas" noticiadas. Só que mesmo assim não necessariamente seria configurado um esquema "federal" dirigindo tudo. Até porque possivelmente é desnecessário e mais arriscado do que a atuação de células independentes, que caíssem sozinhas, se apanhadas. Não havendo lei anticorrupção para partidos, só para empresas.

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.866
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #303 Online: 19 de Setembro de 2014, 07:27:56 »
E vamos voltar para as infalíveis urnas de lona e as cédulas de papéis, que ao contrário das urnas eletrônicas nunca foram fraudadas. Para vai...

É, porque é isso que quem critica a segurança das urnas sugere, é sim.

Da mesma forma que, quem critica o SUS é porque acha que com a mesma verba dava para sanar 100% de todos os problemas de saúde do Brasil e do mundo duas vezes. Porque são só essas as duas alternativas; ou está se fazendo já o máximo possível com os recursos disponíveis, ou se tem ideais delirantes.


Vocês não conseguem não usar espantalhos para defender o governo?

Então querem voltar a um sistema que era trabalhoso, demorado, mais custoso, e do qual as evidências de fraudes eram concretas e muito mais fácil de ser cometida por qualquer um, principalmente por quem hoje os conspiracionistas apontam. Não da pra entender, pois depois de contados os votos, eletronicamente ou não, eles são todos inseridos em um sistema informatizado, o que não mudaria exatamente nada.

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 28.104
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #304 Online: 19 de Setembro de 2014, 08:49:09 »
E vamos voltar para as infalíveis urnas de lona e as cédulas de papéis, que ao contrário das urnas eletrônicas nunca foram fraudadas. Para vai...

É, porque é isso que quem critica a segurança das urnas sugere, é sim.

Da mesma forma que, quem critica o SUS é porque acha que com a mesma verba dava para sanar 100% de todos os problemas de saúde do Brasil e do mundo duas vezes. Porque são só essas as duas alternativas; ou está se fazendo já o máximo possível com os recursos disponíveis, ou se tem ideais delirantes.


Vocês não conseguem não usar espantalhos para defender o governo?
Então querem voltar a um sistema que era trabalhoso, demorado, mais custoso, e do qual as evidências de fraudes eram concretas e muito mais fácil de ser cometida por qualquer um, principalmente por quem hoje os conspiracionistas apontam. Não da pra entender, pois depois de contados os votos, eletronicamente ou não, eles são todos inseridos em um sistema informatizado, o que não mudaria exatamente nada.

Como não muda nada?

Se existe a possibilidade da contagem eletrônica ser fraudada antes de ser enviada ao sistema de totalização se deve, no mínimo, agir para que este problema seja minorado. E isto se faz pela impressão de cada voto e pela análise amostral e aleatória sob supervisão de esquipes de auditores independentes.
Foto USGS

Offline Pregador

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.049
  • Sexo: Masculino
  • "Veritas vos Liberabit".
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #305 Online: 19 de Setembro de 2014, 09:17:50 »
E vamos voltar para as infalíveis urnas de lona e as cédulas de papéis, que ao contrário das urnas eletrônicas nunca foram fraudadas. Para vai...

Não é isso. A questão é aumentar o controle, como auditorias, melhorar o sistema, etc. Mudar a postura do TSE.

E sim, eu desconfio demais do governo do PT e não confio em absolutamente nada do que eles fazem ou dizem, ainda mais com Toffoli presidente do Tribunal.
"O crime é contagioso. Se o governo quebra a lei, o povo passa a menosprezar a lei". (Lois D. Brandeis).

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.098
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #306 Online: 19 de Setembro de 2014, 13:41:07 »
Eu acredito que muitas decisões para o mundo todo são deliberadas com muita antecedência por um mesmo grupo restrito de pessoas já a algum tempo, e se o Brasil for um desses países que tendem a precisar mais corda para ser amarrado num esquema qualquer, o fato de as urnas eletrônicas serem uma forma de manipulação é um achado e tanto para quem realmente quer controlar o mundo.
Até onde eu sei eu não sei.

Offline SnowRaptor

  • Webmaster
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 17.962
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #307 Online: 19 de Setembro de 2014, 13:46:23 »
Eu acredito que muitas decisões para o mundo todo são deliberadas com muita antecedência por um mesmo grupo restrito de pessoas já a algum tempo, e se o Brasil for um desses países que tendem a precisar mais corda para ser amarrado num esquema qualquer, o fato de as urnas eletrônicas serem uma forma de manipulação é um achado e tanto para quem realmente quer controlar o mundo.

Elton Carvalho

Antes de me apresentar sua teoria científica revolucionária, clique AQUI

“Na fase inicial do processo [...] o cientista trabalha através da
imaginação, assim como o artista. Somente depois, quando testes
críticos e experimentação entram em jogo, é que a ciência diverge da
arte.”

-- François Jacob, 1997

Offline Sergiomgbr

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 11.098
  • Sexo: Masculino
  • uê?!
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #308 Online: 19 de Setembro de 2014, 14:04:58 »
Eu acredito que muitas decisões para o mundo todo são deliberadas com muita antecedência por um mesmo grupo restrito de pessoas já a algum tempo, e se o Brasil for um desses países que tendem a precisar mais corda para ser amarrado num esquema qualquer, o fato de as urnas eletrônicas serem uma forma de manipulação é um achado e tanto para quem realmente quer controlar o mundo.


Gosto muito dessa poesia toda. E esse símbolo em forma de triângulo é muito belo.

Quanto a real situação de comandantes x comanadados, basta ver que no Brasil, certas figurinhas oligarcas são as mesmas de sempre, assim como na maioria dos players globais. Não há coincidência nisso!
Até onde eu sei eu não sei.

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 37.815
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #309 Online: 19 de Setembro de 2014, 18:39:53 »
E vamos voltar para as infalíveis urnas de lona e as cédulas de papéis, que ao contrário das urnas eletrônicas nunca foram fraudadas. Para vai...

É, porque é isso que quem critica a segurança das urnas sugere, é sim.

Da mesma forma que, quem critica o SUS é porque acha que com a mesma verba dava para sanar 100% de todos os problemas de saúde do Brasil e do mundo duas vezes. Porque são só essas as duas alternativas; ou está se fazendo já o máximo possível com os recursos disponíveis, ou se tem ideais delirantes.


Vocês não conseguem não usar espantalhos para defender o governo?

Então querem voltar a um sistema que era trabalhoso, demorado, mais custoso, e do qual as evidências de fraudes eram concretas e muito mais fácil de ser cometida por qualquer um, principalmente por quem hoje os conspiracionistas apontam. Não da pra entender, pois depois de contados os votos, eletronicamente ou não, eles são todos inseridos em um sistema informatizado, o que não mudaria exatamente nada.

Não, necessariamente, críticas à segurança do sistema das urnas eletrônicas não apresentam como solução únicamente seu abandono e volta a usar só cédulas de papel.

Apesar de ser argumentável que, se a escolha fosse realmente limitada entre "eletrônica-tal-como-é ou de papel", a de papel ainda levaria vantagem em segurança, apesar de sim, não ser impossível de ser fraudada.

Offline Luiz F.

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.747
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #310 Online: 21 de Setembro de 2014, 18:06:02 »
E vamos voltar para as infalíveis urnas de lona e as cédulas de papéis, que ao contrário das urnas eletrônicas nunca foram fraudadas. Para vai...

É, porque é isso que quem critica a segurança das urnas sugere, é sim.

Da mesma forma que, quem critica o SUS é porque acha que com a mesma verba dava para sanar 100% de todos os problemas de saúde do Brasil e do mundo duas vezes. Porque são só essas as duas alternativas; ou está se fazendo já o máximo possível com os recursos disponíveis, ou se tem ideais delirantes.


Vocês não conseguem não usar espantalhos para defender o governo?

Então querem voltar a um sistema que era trabalhoso, demorado, mais custoso, e do qual as evidências de fraudes eram concretas e muito mais fácil de ser cometida por qualquer um, principalmente por quem hoje os conspiracionistas apontam. Não da pra entender, pois depois de contados os votos, eletronicamente ou não, eles são todos inseridos em um sistema informatizado, o que não mudaria exatamente nada.

A impressão dos votos não mudaria em nada a agilidade na apuração dos resultados, tal como é hoje. A impressão tem como objetivo apenas:

- Tornar a votação mais transparente para os eleitores, visto que ele pode conferir na hora se o voto dele foi corretamente contabilizado. A urna eletrônica imprime o voto, o eleitor confere e coloca em uma urna após sair da cabina de votação;

-Evitar fraudes físicas nas urnas, já que o número de votos eletrônicos deve ser necessariamente igual ao número de votos impressos. Isso evita alguns pontos levantados por especialistas sobre a vulnerabilidade das urnas se pessoas com más intenções conseguirem ter acesso físico a elas. Rever postagens anteriores.

- Permitir recontagem. Os votos de papel seriam um 'negativo' dos votos eletrônicos e qualquer discrepância entre os números seriam facilmente detectadas.

A adoção do uso de impressão dos votos aumenta a transparência das eleições e todos se beneficiam, desde os eleitores, partidos, até próprio TSE que pararia de receber críticas sobre a segurança do sistema.

Dizer que de alguma forma a adoção do voto impresso é voltar ao sistema antigo é um espantalho. Os votos continuarão a ser contabilizados de forma eletrônica e os votos impressos só serão contados em caso de alguém pedir recontagem.(não sei se todos os defensores da impressão concordam nesse ponto, pois acho que alguns gostariam que os votos fossem todos contados para depois sair o resultado 'verdadeiro', sendo os votos de papel é que 'valem' e os votos eletrônicos apenas uma prévia. Pra mim isso não tem lógica), e em possíveis auditorias da sociedade civil, órgãos da justiça, órgãos internacionais e mesmo dos partidos.(mais um ponto na questão da transparência)

Sobre a questão dos custos, acho que o aumento não seria significativo visto os benefícios na segurança que isso traria. Seria um custo que valeria a pena. Mas se houver alguma choradeira quanto a isso, pode-se economizar uma caralhada de dinheiro unificando as eleições municipais com o resto.
"Você realmente não entende algo se não consegue explicá-lo para sua avó."
Albert Einstein

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 37.815
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #311 Online: 21 de Setembro de 2014, 19:47:59 »
Votos impressos ou um "backup" tradicional deveriam ser contados paralelamente de qualquer jeito, não só sob caso de "suspeita".


Eu acho impressionante como os petistas simplesmente acreditam, "o governo disse que as urnas eletrônicas são mais seguras, então devem ser mesmo, o governo não mentiria para nós" e passam a repetir isso com uma fé inabalável.

Offline Gabarito

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 5.594
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #312 Online: 21 de Setembro de 2014, 20:45:19 »
Citar
Publicado em 18/09/2014

Debate "Polêmicas Contemporâneas" - FACED/UFBA - 15/09/2014
Parte do debate, com a exposição da Dra. Maria Aparecida R. Cortiz (advogada eleitoral).
Entre os temas abordados estão as Fases do Processo de Votação no Brasil (desenvolvimento e apresentação dos programas a serem instalados nas urnas, geração de mídias, inseminação das urnas, votação, totalização de votos etc.) e as VULNERABILIDADES que foram encontradas nos programas que serão utilizados nas urnas eletrônicas nas eleições de 2014.


<a href="https://www.youtube.com/v/zZiysJxvNlI" target="_blank" class="new_win">https://www.youtube.com/v/zZiysJxvNlI</a>

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.866
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #313 Online: 21 de Setembro de 2014, 22:37:45 »
E vamos voltar para as infalíveis urnas de lona e as cédulas de papéis, que ao contrário das urnas eletrônicas nunca foram fraudadas. Para vai...

É, porque é isso que quem critica a segurança das urnas sugere, é sim.

Da mesma forma que, quem critica o SUS é porque acha que com a mesma verba dava para sanar 100% de todos os problemas de saúde do Brasil e do mundo duas vezes. Porque são só essas as duas alternativas; ou está se fazendo já o máximo possível com os recursos disponíveis, ou se tem ideais delirantes.


Vocês não conseguem não usar espantalhos para defender o governo?

Então querem voltar a um sistema que era trabalhoso, demorado, mais custoso, e do qual as evidências de fraudes eram concretas e muito mais fácil de ser cometida por qualquer um, principalmente por quem hoje os conspiracionistas apontam. Não da pra entender, pois depois de contados os votos, eletronicamente ou não, eles são todos inseridos em um sistema informatizado, o que não mudaria exatamente nada.

A impressão dos votos não mudaria em nada a agilidade na apuração dos resultados, tal como é hoje. A impressão tem como objetivo apenas:

- Tornar a votação mais transparente para os eleitores, visto que ele pode conferir na hora se o voto dele foi corretamente contabilizado. A urna eletrônica imprime o voto, o eleitor confere e coloca em uma urna após sair da cabina de votação;

-Evitar fraudes físicas nas urnas, já que o número de votos eletrônicos deve ser necessariamente igual ao número de votos impressos. Isso evita alguns pontos levantados por especialistas sobre a vulnerabilidade das urnas se pessoas com más intenções conseguirem ter acesso físico a elas. Rever postagens anteriores.

- Permitir recontagem. Os votos de papel seriam um 'negativo' dos votos eletrônicos e qualquer discrepância entre os números seriam facilmente detectadas.

A adoção do uso de impressão dos votos aumenta a transparência das eleições e todos se beneficiam, desde os eleitores, partidos, até próprio TSE que pararia de receber críticas sobre a segurança do sistema.

Dizer que de alguma forma a adoção do voto impresso é voltar ao sistema antigo é um espantalho. Os votos continuarão a ser contabilizados de forma eletrônica e os votos impressos só serão contados em caso de alguém pedir recontagem.(não sei se todos os defensores da impressão concordam nesse ponto, pois acho que alguns gostariam que os votos fossem todos contados para depois sair o resultado 'verdadeiro', sendo os votos de papel é que 'valem' e os votos eletrônicos apenas uma prévia. Pra mim isso não tem lógica), e em possíveis auditorias da sociedade civil, órgãos da justiça, órgãos internacionais e mesmo dos partidos.(mais um ponto na questão da transparência)

Sobre a questão dos custos, acho que o aumento não seria significativo visto os benefícios na segurança que isso traria. Seria um custo que valeria a pena. Mas se houver alguma choradeira quanto a isso, pode-se economizar uma caralhada de dinheiro unificando as eleições municipais com o resto.

Se vai imprimir o voto e contá-lo, não faz sentido a urna eletrônica, pra que se vamos ter o mesmo trabalho de antes? E vai ser muito legal as fraudes, que são bem mais fáceis e certas de serem cometidas na contagem manual, colocarem em cheque todo o sistema eleitoral porque uma contagem não vai bater com a outra nem a pau.

 O que vocês querem é que se volte a um sistema que era muito mais falho e difícil de ser fiscalizado e que se cometia inúmeras fraudes e falhas, em nome de uma suposição de falha ou fraude, nunca comprovadas no sistema eletrônico, é pra cair o c da bunda. Antes até das eleições serem decididas, em 99% dos casos a gente já sabe qual vai ser o resultado devido às inúmeras pesquisas, como pode isso, ó meu pai?

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 28.104
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #314 Online: 21 de Setembro de 2014, 22:49:21 »
[...]
O que vocês querem é que se volte a um sistema que era muito mais falho e difícil de ser fiscalizado e que se cometia inúmeras fraudes e falhas, em nome de uma suposição de falha ou fraude, nunca comprovadas no sistema eletrônico, é pra cair o c da bunda. Antes até das eleições serem decididas, em 99% dos casos a gente já sabe qual vai ser o resultado devido às inúmeras pesquisas, como pode isso, ó meu pai?

É ainda uma suposição porque até hoje o Estado brasileiro (seja pelo TSE, seja pelo Executivo) não permitiu uma análise e inspeção total e completa por especialistas independentes.
Foto USGS

Offline Luiz F.

  • Nível 30
  • *
  • Mensagens: 1.747
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #315 Online: 21 de Setembro de 2014, 22:51:02 »
E vamos voltar para as infalíveis urnas de lona e as cédulas de papéis, que ao contrário das urnas eletrônicas nunca foram fraudadas. Para vai...

É, porque é isso que quem critica a segurança das urnas sugere, é sim.

Da mesma forma que, quem critica o SUS é porque acha que com a mesma verba dava para sanar 100% de todos os problemas de saúde do Brasil e do mundo duas vezes. Porque são só essas as duas alternativas; ou está se fazendo já o máximo possível com os recursos disponíveis, ou se tem ideais delirantes.


Vocês não conseguem não usar espantalhos para defender o governo?

Então querem voltar a um sistema que era trabalhoso, demorado, mais custoso, e do qual as evidências de fraudes eram concretas e muito mais fácil de ser cometida por qualquer um, principalmente por quem hoje os conspiracionistas apontam. Não da pra entender, pois depois de contados os votos, eletronicamente ou não, eles são todos inseridos em um sistema informatizado, o que não mudaria exatamente nada.

A impressão dos votos não mudaria em nada a agilidade na apuração dos resultados, tal como é hoje. A impressão tem como objetivo apenas:

- Tornar a votação mais transparente para os eleitores, visto que ele pode conferir na hora se o voto dele foi corretamente contabilizado. A urna eletrônica imprime o voto, o eleitor confere e coloca em uma urna após sair da cabina de votação;

-Evitar fraudes físicas nas urnas, já que o número de votos eletrônicos deve ser necessariamente igual ao número de votos impressos. Isso evita alguns pontos levantados por especialistas sobre a vulnerabilidade das urnas se pessoas com más intenções conseguirem ter acesso físico a elas. Rever postagens anteriores.

- Permitir recontagem. Os votos de papel seriam um 'negativo' dos votos eletrônicos e qualquer discrepância entre os números seriam facilmente detectadas.

A adoção do uso de impressão dos votos aumenta a transparência das eleições e todos se beneficiam, desde os eleitores, partidos, até próprio TSE que pararia de receber críticas sobre a segurança do sistema.

Dizer que de alguma forma a adoção do voto impresso é voltar ao sistema antigo é um espantalho. Os votos continuarão a ser contabilizados de forma eletrônica e os votos impressos só serão contados em caso de alguém pedir recontagem.(não sei se todos os defensores da impressão concordam nesse ponto, pois acho que alguns gostariam que os votos fossem todos contados para depois sair o resultado 'verdadeiro', sendo os votos de papel é que 'valem' e os votos eletrônicos apenas uma prévia. Pra mim isso não tem lógica), e em possíveis auditorias da sociedade civil, órgãos da justiça, órgãos internacionais e mesmo dos partidos.(mais um ponto na questão da transparência)

Sobre a questão dos custos, acho que o aumento não seria significativo visto os benefícios na segurança que isso traria. Seria um custo que valeria a pena. Mas se houver alguma choradeira quanto a isso, pode-se economizar uma caralhada de dinheiro unificando as eleições municipais com o resto.

Se vai imprimir o voto e contá-lo, não faz sentido a urna eletrônica, pra que se vamos ter o mesmo trabalho de antes? E vai ser muito legal as fraudes, que são bem mais fáceis e certas de serem cometidas na contagem manual, colocarem em cheque todo o sistema eleitoral porque uma contagem não vai bater com a outra nem a pau.

 O que vocês querem é que se volte a um sistema que era muito mais falho e difícil de ser fiscalizado e que se cometia inúmeras fraudes e falhas, em nome de uma suposição de falha ou fraude, nunca comprovadas no sistema eletrônico, é pra cair o c da bunda. Antes até das eleições serem decididas, em 99% dos casos a gente já sabe qual vai ser o resultado devido às inúmeras pesquisas, como pode isso, ó meu pai?
Nah. Eu ia responder, mas o mesmo espantalho é repetido e aparentemente você não leu (ou não entendeu) o que eu escrevi.
"Você realmente não entende algo se não consegue explicá-lo para sua avó."
Albert Einstein

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 37.815
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #316 Online: 22 de Setembro de 2014, 00:59:32 »
[...]
O que vocês querem é que se volte a um sistema que era muito mais falho e difícil de ser fiscalizado e que se cometia inúmeras fraudes e falhas, em nome de uma suposição de falha ou fraude, nunca comprovadas no sistema eletrônico, é pra cair o c da bunda. Antes até das eleições serem decididas, em 99% dos casos a gente já sabe qual vai ser o resultado devido às inúmeras pesquisas, como pode isso, ó meu pai?

É ainda uma suposição porque até hoje o Estado brasileiro (seja pelo TSE, seja pelo Executivo) não permitiu uma análise e inspeção total e completa por especialistas independentes.

Citar
[...]O Relatório FACTI-CENPRA foi desenvolvido por pesquisadores do CTI-MCT contratados pelo TSE em 2008 (Contrato TSE 032/2008) para avaliar e propor melhorias na segurança das urnas eletrônicas, mas seu conteúdo foi mantido secreto como declarado na Informação nº 002/2008-STI/TSE, que pode ser vista no Anexo 1 do Relatório CMind.
A Microbase, empresa que desenvolveu a solução de software da primeira urna eletrônica, modelo 1996, utilizada pelo TSE até 2006, considera que há elevado grau de insegurança na automação eleitoral brasileira e emitiu uma nota oficial36 que, entre outras informações, alerta que
"a legislação em vigor que exige a auditoria de todos os programas-fonte do Sistema de Eleições Eletrônicas nunca foi adequada e rigorosamente obedecida pelo TSE, de modo a dar a necessária e devida credibilidade ao processo de Assinatura Digital e de Lacração dos Sistemas para as Eleições Oficiais"
O Relatório UnB32 apresenta o resultado dos testes de segurança desenvolvido por uma equipe de professores e técnicos da Universidade de Brasília em março de 2012 no TSE, quando demonstraram que era possível ordenar os votos digitais gravados nos arquivos das urnas, quebrando a única defesa delas para garantir o sigilo do voto gravado. O relatório também cita outras vulnerabilidades do software que permitiriam adulterar o resultado da apuração eletrônica dos votos, mas informa que as regras impostas pelo TSE, não lhes permitiu desenvolver os testes necessários para fazer tal demonstração.[...]

http://pt.wikipedia.org/wiki/Urna_eletr%C3%B4nica_brasileira#Seguran.C3.A7a


Ah gente, quanto baixo astral, vamos sim confiar nas nossas urnas que afinal são tecnologia  BRA - SI - LEI - RA -- BRASIL-ZIL-ZIL-ZIL-ZIL!!!!!!!11

Quem acredita nessas bobagens de possibilidade de fraude é o tipo de gente que acredita em "mensalão" e essas coisas inventadas pelo PiG ou de outros países, com menos títulos de futebol, e até mesmo argentinos... irrc!

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.866
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #317 Online: 22 de Setembro de 2014, 10:07:51 »
Até que alguém aqui demonstre alguma evidência de fraude nas eleições brasileiras, a urna eletrônica tem sido muitas vezes mais confiável no que a uma contagem de votos manual qualquer. É pedir muito uma evidência de fraude ou de falha sistêmica nas eleições brasileiras que comprometam as urnas eletrônicas? Tipo pesquisas de boca de urna que apontem grandes discrepâncias, organismos independentes internacionais que apontem falhas...


Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 28.104
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #318 Online: 22 de Setembro de 2014, 10:11:27 »
Até que alguém aqui demonstre alguma evidência de fraude nas eleições brasileiras, a urna eletrônica tem sido muitas vezes mais confiável no que a uma contagem de votos manual qualquer. É pedir muito uma evidência de fraude ou de falha sistêmica nas eleições brasileiras que comprometam as urnas eletrônicas? Tipo pesquisas de boca de urna que apontem grandes discrepâncias, organismos independentes internacionais que apontem falhas...

Se já foi demonstrado que o TSE não permitiu a divulgação dos resultados de uma análise de vulnerabilidade feita em 2008, como é que você ainda pede que seja apresentado um "caso concreto"?
« Última modificação: 22 de Setembro de 2014, 11:22:15 por Geotecton »
Foto USGS

Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.866
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #319 Online: 22 de Setembro de 2014, 10:19:24 »
E vamos voltar para as infalíveis urnas de lona e as cédulas de papéis, que ao contrário das urnas eletrônicas nunca foram fraudadas. Para vai...

É, porque é isso que quem critica a segurança das urnas sugere, é sim.

Da mesma forma que, quem critica o SUS é porque acha que com a mesma verba dava para sanar 100% de todos os problemas de saúde do Brasil e do mundo duas vezes. Porque são só essas as duas alternativas; ou está se fazendo já o máximo possível com os recursos disponíveis, ou se tem ideais delirantes.


Vocês não conseguem não usar espantalhos para defender o governo?

Então querem voltar a um sistema que era trabalhoso, demorado, mais custoso, e do qual as evidências de fraudes eram concretas e muito mais fácil de ser cometida por qualquer um, principalmente por quem hoje os conspiracionistas apontam. Não da pra entender, pois depois de contados os votos, eletronicamente ou não, eles são todos inseridos em um sistema informatizado, o que não mudaria exatamente nada.

A impressão dos votos não mudaria em nada a agilidade na apuração dos resultados, tal como é hoje. A impressão tem como objetivo apenas:

- Tornar a votação mais transparente para os eleitores, visto que ele pode conferir na hora se o voto dele foi corretamente contabilizado. A urna eletrônica imprime o voto, o eleitor confere e coloca em uma urna após sair da cabina de votação;

-Evitar fraudes físicas nas urnas, já que o número de votos eletrônicos deve ser necessariamente igual ao número de votos impressos. Isso evita alguns pontos levantados por especialistas sobre a vulnerabilidade das urnas se pessoas com más intenções conseguirem ter acesso físico a elas. Rever postagens anteriores.

- Permitir recontagem. Os votos de papel seriam um 'negativo' dos votos eletrônicos e qualquer discrepância entre os números seriam facilmente detectadas.

A adoção do uso de impressão dos votos aumenta a transparência das eleições e todos se beneficiam, desde os eleitores, partidos, até próprio TSE que pararia de receber críticas sobre a segurança do sistema.

Dizer que de alguma forma a adoção do voto impresso é voltar ao sistema antigo é um espantalho. Os votos continuarão a ser contabilizados de forma eletrônica e os votos impressos só serão contados em caso de alguém pedir recontagem.(não sei se todos os defensores da impressão concordam nesse ponto, pois acho que alguns gostariam que os votos fossem todos contados para depois sair o resultado 'verdadeiro', sendo os votos de papel é que 'valem' e os votos eletrônicos apenas uma prévia. Pra mim isso não tem lógica), e em possíveis auditorias da sociedade civil, órgãos da justiça, órgãos internacionais e mesmo dos partidos.(mais um ponto na questão da transparência)

Sobre a questão dos custos, acho que o aumento não seria significativo visto os benefícios na segurança que isso traria. Seria um custo que valeria a pena. Mas se houver alguma choradeira quanto a isso, pode-se economizar uma caralhada de dinheiro unificando as eleições municipais com o resto.

Se vai imprimir o voto e contá-lo, não faz sentido a urna eletrônica, pra que se vamos ter o mesmo trabalho de antes? E vai ser muito legal as fraudes, que são bem mais fáceis e certas de serem cometidas na contagem manual, colocarem em cheque todo o sistema eleitoral porque uma contagem não vai bater com a outra nem a pau.

 O que vocês querem é que se volte a um sistema que era muito mais falho e difícil de ser fiscalizado e que se cometia inúmeras fraudes e falhas, em nome de uma suposição de falha ou fraude, nunca comprovadas no sistema eletrônico, é pra cair o c da bunda. Antes até das eleições serem decididas, em 99% dos casos a gente já sabe qual vai ser o resultado devido às inúmeras pesquisas, como pode isso, ó meu pai?
Nah. Eu ia responder, mas o mesmo espantalho é repetido e aparentemente você não leu (ou não entendeu) o que eu escrevi.

Entendi sim, a sua proposta é nula e não faz sentido do ponto de vista prático, seguindo a lógica conspiracionista, se é possível fraudar a urna eletrônica é possível fraudar os votos que ela imprime, ou dar outro resultados contrastantes para impressão e voto de fato. Se teremos que contar os votos impressos, voltaremos no tempo em que demoraríamos semanas ou meses para apurar a contagem dos votos, com um sem número de pessoas envolvidas onde o sistema era muito, mas muito mais vulnerável e sempre pipocavam denúncias de fraudes e falhas aqui e acolá, isso acabou e você propõe a volta desse sistema.


Offline _Juca_

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 12.866
  • Sexo: Masculino
  • Quem vê cara, não vê coração, fígado, estômago...
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #320 Online: 22 de Setembro de 2014, 10:27:06 »
Até que alguém aqui demonstre alguma evidência de fraude nas eleições brasileiras, a urna eletrônica tem sido muitas vezes mais confiável no que a uma contagem de votos manual qualquer. É pedir muito uma evidência de fraude ou de falha sistêmica nas eleições brasileiras que comprometam as urnas eletrônicas? Tipo pesquisas de boca de urna que apontem grandes discrepâncias, organismos independentes internacionais que apontem falhas...

Se já demonstrado que o TSE não permitiu a divulgação dos resultados de uma análise de vulnerabilidade feita em 2008, como é que você ainda pede que seja apresentado um "caso concreto"?

Discrepâncias sistêmicas em pesquisas de boca de urna de institutos sérios já seria uma boa evidência.

Offline Barata Tenno

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 16.283
  • Sexo: Masculino
  • Dura Lex Sed Lex !
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #321 Online: 22 de Setembro de 2014, 12:33:09 »
A impressão em duas vias seria apenas uma segurança a mais, poderia ser usada em auditorias numa porcentagem X e aleatória das urnas. Não vejo porque ser contra isso.
He who fights with monsters should look to it that he himself does not become a monster. And when you gaze long into an abyss the abyss also gazes into you. Friedrich Nietzsche

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #322 Online: 22 de Setembro de 2014, 12:54:26 »
"determination of the [election] result must be able to be examined by the citizen reliably and without any specialist knowledge of the subject".


Alguém discorda disso? Se sim, por quê?
Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline Gaúcho

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.274
  • Sexo: Masculino
  • República Rio-Grandense
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #323 Online: 22 de Setembro de 2014, 12:56:13 »
"Leve o celular no dia da votação e tire uma foto do comprovante, antes de deixá-lo na urna, provando que votou no sinhô, senão já sabe..."
"— A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras." Sérgio Moro

Offline Buckaroo Banzai

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 37.815
  • Sexo: Masculino
Re:A segurança do voto na urna brasileira
« Resposta #324 Online: 22 de Setembro de 2014, 18:59:23 »
Até que alguém aqui demonstre alguma evidência de fraude nas eleições brasileiras, a urna eletrônica tem sido muitas vezes mais confiável no que a uma contagem de votos manual qualquer. É pedir muito uma evidência de fraude ou de falha sistêmica nas eleições brasileiras que comprometam as urnas eletrônicas? Tipo pesquisas de boca de urna que apontem grandes discrepâncias, organismos independentes internacionais que apontem falhas...

Se já demonstrado que o TSE não permitiu a divulgação dos resultados de uma análise de vulnerabilidade feita em 2008, como é que você ainda pede que seja apresentado um "caso concreto"?

Discrepâncias sistêmicas em pesquisas de boca de urna de institutos sérios já seria uma boa evidência.

Por que as fraudes teriam que ser necessariamente também sistêmicas, e só feitas por quem estivesse em desvantagem gritante?

Eu não consigo entender essa fé; todo analista independente levanta problemas e pontos de melhora, mas não, vamos confiar só na versão oficial, que não tem casos comprovados de fraude, segundo ela mesma, que impede investigações independentes de fraude.

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!