Autor Tópico: Argumentos teístas freqüentes e suas refutações.  (Lida 124597 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline n/a

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.699
Argumentos teístas freqüentes e suas refutações.
« Online: 23 de Abril de 2005, 14:41:17 »
Alegações cristãs padrão e respostas adequadas.

Devido à freqüencia em que teístas postam os mesmos argumentos, o fórum agora oferece respostas básicas e resumidas para a maioria deles neste tópico fixo. Antes de questionar algo, leia este tópico. Se ainda não estiver satisfeito, abra outro questionando.

Segue a lista de perguntas e respostas.

A: Um evento xyz no futuro provará que o cristianismo é verdadeiro.
R: Evidências anunciadas para o futuro não servem como evidência no
presente.

A: A ciência se baseia em fé.
R: A ciência assume que as leis da natureza são constantes.
A ciência se baseia em observações e experiências.
Fé é crença sem evidência. A ciência trabalha com evidências.

A: A ciência está cheia de lacunas.
R: Qualquer ciência tem lacunas, que vão sendo preenchidas por novas
descobertas e teorias melhores. À medida em que a ciência faz novas
descobertas, aparecem novas lacunas e mistérios, a serem resolvidos
pela ciência do futuro. Todas as teorias científicas são provisórias e
incompletas.
Se você quer VERDADES ABSOLUTAS, fique com a má filosofia e a
teologia.

A: A evolução tem muitas lacunas.
R: Apenas uma porcentagem mínima dos seres vivos se fossiliza. Olhe
em volta enquanto anda e repare nos seres vivos. Quantos deles vão
se fossilizar e ser um dia descobertos por cientistas? Tente achar um
fóssil de uma espécie moderna. A falta de fósseis não significa falta
de formas de vida. Quanto mais fósseis são achados, mais lacunas
são criadas.

A: A ciência não sabe tudo. Ainda não descobriu xxx.
R: A ciência sabe mais a cada ano, corrigindo teorias anteriores.
Todas as teorias científicas são aproximações experimentais. Os
cristãos vivem tentando destruir o ensino da ciência mas depois
se queixam de que a ciência é lenta demais em seu avanço para
satisfazê-los. Pense nos problemas difíceis que a ciência resolveu
no passado, tudo sem recorrer a atos de deuses ou milagres.

A: A Segunda Lei da Termodinâmica impede a evolução, já que diz que
tudo se torna cada vez mais desorganizado com o tempo.
R: A versão científica (ao contrário da versão dos fundamentalistas), diz
que a Segunda Lei descreve as condições num sistema fechado. Em tal
sistema, a energia se dissipa com o tempo. Não diz NADA que impeça que
a evolução ocorra. A Terra não é um sistema fechado, já que a energia
solar está sempre entrando.

A: A ciência tem fraudes e erros, como os Homens de Piltdown e Nebraska.
R: A ciência tem métodos para detectar e corrigir fraudes e erros. A longa
história de previsões acertadas da ciência valida suas teorias e métodos.

A: A ciência não sabe qual a origem do Big Bang.
R: A ciência observou os resultados do Big Bang no universo em expansão,
os 2,7 graus de radiação de microondas e a proporção de isótopos leves.
A origem do Big Bang ainda é um mistério científico.
A expressão "antes do Big Bang" não tem significado científico já que o
tempo é um resultado do Big Bang. "Causa" não se aplica ao Big Bang
em si, já que causa pressupõe leis e passagem de tempo.
Ambos são produtos do Big Bang, há 13,7 bilhões de anos.

A: A ciência não conhece a origem das primeiras células.
R: Há mistérios na ciência. Um dia, eles são desvendados pelos avanços
da ciência. Químicos e biólogos estão trabalhando neste problema. A
superfície original da Terra foi intensamente bombardeada durante a
fase da evolução química. Isto destruiu evidências de traços biológicos,
deixando apenas carbono.
A proporção entre carbono 13 e carbono 12 nos diz que ele já foi um dia
parte de um sistema vivo. As células das plantas têm preferência pelo
carbono 12 quando absorvem dióxido de carbono. Leia a edição de
março de 1998 da National Geographic Magazine para mais detalhes
sobre a origem da vida.

A: A evolução não é válida como ciência.
R: A comunidade científica e a Suprema Corte americana decidiram que
a evolução é válida como ciência e que o criacionismo é religião.
Nenhuma publicação científica profissional contesta que a evolução é
fato. Nenhuma evidência física contradiz a realidade da evolução. A
continuidade genética é uma lei da biologia. Ancestrais comuns são
um fato na biologia. Cada período geológico teve espécies diferentes,
todas derivadas de espécies de períodos anteriores. A evolução não
foi provada, foi confirmada.

A: A ciência encontrou a Arca de Noé.
R: Nenhuma arca foi encontrada. Não há menção a nenhuma montanha
da região do Ararat.

A: A ciência descobriu provas do dilúvio de Noé.
R: A ciência não faz nenhuma referência ao dilúvio de Noé. Não há vestígios
desta inundação em nenhum lugar. Nem a história nem a ciência falam
do dilúvio mundial de Noé.

A: É preciso muito mais fé para se acreditar na evolução que em Deus.
R: A evolução é a variação genética ao longo das gerações de num
determinado grupo. Isto foi observado. Não se observou nenhum deus.

A: Muitos cientistas, agora e no passado, acreditavam em Deus e tinham
uma religião.
R: As escolhas religiosas dos cientistas não têm nenhuma validade
científica. O valor da opinião de um cientista é proporcional às evidências
que ele apresenta. Cientistas também se deixam iludir por religiões.

A: A ciência confirma o Gênesis.
R: A única semelhança entre os fatos científicos e o Gênesis é que ambos têm
um começo. O Gênesis fala em plantas na Terra antes da criação do Sol, da
Lua e das estrelas. No Gênesis há uma cobra que anda e fala, gente e bichos
sem pais. Não houve chuva até que o homem apareceu e então houve um
dilúvio universal. Diz que os pássaros foram os primeiros animais terrestres.
Tudo isto foi refutado pelas observações científicas.

A: Foi tudo um milagre de Deus.
R: Qualquer história, por mais maluca que seja, pode ser explicada como milagre
de Deus.

A: Quando você nega a Bíblia, você está chamando Deus de mentiroso.
R: Humanos falíveis escreveram, editaram e selecionaram os textos da Bíblia,
não Deus. A Bíblia tem alguns fatos históricos mas também tem muitos erros.

A: A evolução e o Big Bang são apenas teorias que não foram provadas.
R: As teorias científicas são explicações aceitas para fatos observados. Todas
as teorias científicas são tentativas de explicar as coisas, e são aproximações.
Teorias científicas nunca são provadas; provas só existem em matemática.
Mostre-nos evidências físicas para as teorias do criacionismo.

A: A ciência não pode lhe dar vida eterna no céu ou evitar a vida eterna no
inferno.
R: Não há evidências de céu, inferno e vida eterna. O que a ciência pode fazer
é dar uma vida mais longa e saudável na terra.

A: Não há evidências da evolução.
R: Cada era geológica tem espécies diferentes, começando pelas bactérias
procariotes do Pré-Cambriano, há 3,5 bilhões de anos, no Apex Chert,
Austrália. A continuidade genética é uma lei, que diz que animais e plantas
SEMPRE descendem de organismos mais antigos, a partir do momento em
que se formaram as primeiras células. A similaridade de estrutura física,
genética e proteínas das formas de vida mostra que elas têm ancestrais
comuns. A comunidade científica aceita a evolução como ciência válida.

A: Deus criou as pessoas.
R: Os humanos evoluíram durante milhões de anos. Deixaram fósseis e
ferramentas das etapas intermediárias. As pessoas sempre descendem de
um pai e uma mãe. Misturar Deus com ciência nunca melhora a ciência e
só serve para aumentar a complexidade.

A: Deus inventou a ciência.
R: A ciência é um processo para solucionar mistérios. Deus supostamente
já conhece tudo e não teria nenhuma aplicação para a ciência. Foram
pessoas curiosas que desenvolveram a ciência ao longo dos séculos.

A: Tudo pode ser explicado pelo Projeto Inteligente.
R: Não há sinais de projeto na natureza. Histórias sobre projeto pressupõem
um Projetista. Projeto Inteligente é apenas outro modo de dizer "Deus criou".

A: É lógico acreditar em Deus. Você não pode provar que ele não existe.
R: Provas só existem em matemática. Todos os deuses se baseiam igualmente
na fé. Todos os deuses se mantêm em silêncio e invisíveis, a menos que
você considere que coisas físicas como planetas e vulcões são deuses.
A Bíblia e outros Livros Sagrados divergem bastante sobre a natureza e
a vontade de seus deuses. As pessoas inventam os deuses e eles são
tão variados quanto a imaginação humana. Processos lógicos seguem
o princípio de que "se entra lixo, sai lixo",
Falei com muitos especialistas em Deus. Eles divergem entre si.
O ateísmo, se considerado como ausência de crença em deuses, é
racional, já que não se vêem deuses. Não é possível provar que deuses
não existem. Mas podemos deixar de acreditar neles. Qualquer deus pode
ser apoiado pela fé, popularidade e emoções.

A: As leis da probabilidade indicam que a vida não poderia ter surgido por
si só, sem Deus.
R: Já que o processo químico que levou à vida é desconhecido, a matemática
não pode ser aplicada de forma útil. O melhor que os cientistas podem dizer,
com um mínimo de certeza científica, é que eles ainda não conhecem o
processo.

A: Tudo tem uma causa, portanto o Big Bang foi causado. Por Deus.
R: A ciência ainda não tem explicações para o Big Bang. Está além da
ciência atual. O que causa o decaimento atômico e as partículas virtuais?
Incluir Deus na ciência nunca melhora uma teoria científica e só serve
para aumentar a complexidade.
O que causou Deus?

A: Pasteur provou que a vida não pode surgir da ausência de vida.
R: Pasteur mostrou apenas que um caldo de cultura mantido em ambiente
esterilizado permanecia estéril. Sua experiência não se aplica à origem da
vida no ambiente do Pré-Cambriano, num período de milhões de anos.

A: Foram encontrados fósseis no topo de montanhas, provando que o dilúvio
de Noé ocorreu.
R: As montanhas foram no passado o fundo do mar, com fósseis marinhos,
empurradas para cima pelas colisões das placas continentais, como o
Himalaia e os Andes. Fósseis são formas de vida extintas. As enchentes
modernas não depositam resíduos marinhos com fósseis de espécies
extintas.

A: As camadas geológicas não existem em lugar nenhum da Terra. São ficção.
R: Cada lugar na Terra tem uma história única, com formações diferentes, com
diferentes períodos, profundidades e composições. Há em torne de 25 locais
onde amostras de todos os períodos são encontradas. O sistema de colunas
foi desenvolvido muito antes de Darwin escrever seu livro.

A: Os cientistas já pensaram que a Terra era plana.
R: Aristóteles e outros gregos antigos viram que a Terra era esférica, ao observar
a sombra dela na Lua. Você conhece algum cientista que defenda que a Terra
é plana?

A: A ciência afirma que tudo aconteceu por acaso.
R: A ciência explica as coisas pela ação das leis naturais. "Acaso" é uma medida
da ignorância humana, não a falta de leis físicas agindo.

Fonte primária: http://www.grahamkendall.net/Main_Files/B1-BibleA.txt

Sintam-se livres para pedir a modificação e a inclusão de outras perguntas. Basta postar aqui e será editado.

Offline Snake

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.049
  • Sexo: Masculino
Re.: Argumentos teístas freqüentes e suas refutações.
« Resposta #1 Online: 23 de Abril de 2005, 15:40:57 »
Eu acho esse texto meio preconceituoso*. É conciso, mas não é um boa propaganda para o ateísmo.

* no sentido de que pode dar visões erradas.
Newton's Law of Gravitation:
What goes up must come down. But don't expect it to come down where you can find it. Murphy's Law applies to Newton's.

Unbedeutend_F_Organisch

  • Visitante
Re.: Argumentos teístas freqüentes e suas refutações.
« Resposta #2 Online: 23 de Abril de 2005, 19:20:08 »
seria melhor que fizéssemos nossos próprios textos.. :roll:

Offline n/a

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.699
Re.: Argumentos teístas freqüentes e suas refutações.
« Resposta #3 Online: 23 de Abril de 2005, 19:21:46 »
Veja isso como texto base. Você pode modificar o que quiser, adcionar o que quiser.  :wink:

Offline Snake

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.049
  • Sexo: Masculino
Re.: Argumentos teístas freqüentes e suas refutações.
« Resposta #4 Online: 23 de Abril de 2005, 19:26:56 »
Esse tópico poderia servir só como uma referência para a fundamentação de argumentos.
Newton's Law of Gravitation:
What goes up must come down. But don't expect it to come down where you can find it. Murphy's Law applies to Newton's.

rizk

  • Visitante
Re.: Argumentos teístas freqüentes e suas refutações.
« Resposta #5 Online: 24 de Abril de 2005, 01:44:18 »
Primeiro, o que é ciência, e porque argumento vale mais que crença.
Aliás, quem conseguir provar isso pra mim, de modo absoluto e irrefutável, pode pedir o que quiser (visa incluso, a do Marco não valeu).

Já disse que PROTESTO, né? Ok.

Offline n/a

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.699
Re.: Argumentos teístas freqüentes e suas refutações.
« Resposta #6 Online: 24 de Abril de 2005, 01:46:39 »
Querem que apague, afinal?

Unbedeutend_F_Organisch

  • Visitante
Re: Re.: Argumentos teístas freqüentes e suas refutações.
« Resposta #7 Online: 24 de Abril de 2005, 02:09:07 »
Citação de: rizk
Primeiro, o que é ciência, e porque argumento vale mais que crença.
Aliás, quem conseguir provar isso pra mim, de modo absoluto e irrefutável, pode pedir o que quiser (visa incluso, a do Marco não valeu).

Já disse que PROTESTO, né? Ok.


Não citarás meu nome em vão

[...]Se você quer VERDADES ABSOLUTAS, fique com a filosofia e a
teologia. [...]

má adcionado por mim

Offline n/a

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.699
Re.: Argumentos teístas freqüentes e suas refutações.
« Resposta #8 Online: 24 de Abril de 2005, 09:37:04 »
Por que não gosta que citem teu nome?

E a filosofia não busca verdades?

Offline Snake

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.049
  • Sexo: Masculino
Re: Re.: Argumentos teístas freqüentes e suas refutações.
« Resposta #9 Online: 24 de Abril de 2005, 11:37:17 »
Citação de: Ricardo Mioto
E a filosofia não busca verdades?


Não necessariamente. Algumas correntes, como o ceticismo filosófico, até são contra isso.
Newton's Law of Gravitation:
What goes up must come down. But don't expect it to come down where you can find it. Murphy's Law applies to Newton's.

Offline n/a

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.699
Re.: Argumentos teístas freqüentes e suas refutações.
« Resposta #10 Online: 24 de Abril de 2005, 11:53:11 »
Ok, mudei.  :)

Unbedeutend_F_Organisch

  • Visitante
Re: Re.: Argumentos teístas freqüentes e suas refutações.
« Resposta #11 Online: 24 de Abril de 2005, 21:13:42 »
Citação de: Ricardo Mioto
Por que não gosta que citem teu nome?

E a filosofia não busca verdades?


Depende da situação, meu caro.Preocupo como e onde meu nome é usado, preocupo-me quando uma pessoa começa a citar meu nome algumas vezes mais do que o necessário...

Verdades + absoluta = Verdade absoluta que é diferente de verdade

Vai lá e lê direito, senhor moderador, daí vai entender tudinho... :roll:

Offline DDV

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 9.724
  • Sexo: Masculino
Re: Re.: Argumentos teístas freqüentes e suas refutações.
« Resposta #12 Online: 25 de Abril de 2005, 14:44:03 »
Citação de: rizk
Primeiro, o que é ciência, e porque argumento vale mais que crença.
Aliás, quem conseguir provar isso pra mim, de modo absoluto e irrefutável, pode pedir o que quiser (visa incluso, a do Marco não valeu).

Já disse que PROTESTO, né? Ok.





Ciência é a busca sistemática de teorias cada vez mais amplas, explicativas, precisas e simples sobre o funcionamento do universo. A ciência aspira confessadamente à verdade, por isso se baseia em métodos que visam eliminar ou pelo menos minorar a subjetividade na escolha e avaliação de teorias. As teorias não são consideradas verdades intocáveis, mas ao contrário, são (ou pelo menos devem) estar sujeitas à crítica e à refutação para que haja dessa forma um contínuo aperfeiçoamento das mesmas em direção à verdade.
Argumento vale mais do que crença porque a crença em algo não implica necessariamente que esse algo é verdadeiro. Através de crenças, qualquer coisa pode ser considerada válida, inclusive idéias contraditórias entre si.
Não acredite em quem lhe disser que a verdade não existe.

"O maior vício do capitalismo é a distribuição desigual das benesses. A maior virtude do socialismo é a distribuição igual da miséria." (W. Churchill)

Offline Luis Dantas

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 15.195
  • Sexo: Masculino
  • Morituri Delendi
    • DantasWiki
Re.: Argumentos teístas freqüentes e suas refutações.
« Resposta #13 Online: 27 de Abril de 2005, 17:08:28 »
Há na Wikipedia um tópico dos argumentos a favor da existência de Deus.  Quem tiver interesse pode conferi-lo e atualizá-lo (aliás, ele está bem sumário no momento).

http://pt.wikipedia.org/wiki/Argumentos_pela_existência_de_Deus
Wiki experimental | http://luisdantas.zip.net
The stanza uttered by a teacher is reborn in the scholar who repeats the word

Em 18 de janeiro de 2010, ainda não vejo motivo para postar aqui. Estou nos fóruns Ateus do Brasil, Realidade, RV.  Se a Moderação reconquistar meu respeito, eu volto.  Questão de coerência.

Offline Snake

  • Nível 31
  • *
  • Mensagens: 2.049
  • Sexo: Masculino
Re.: Argumentos teístas freqüentes e suas refutações.
« Resposta #14 Online: 27 de Abril de 2005, 21:45:21 »
Isso é um argumento circular?
Newton's Law of Gravitation:
What goes up must come down. But don't expect it to come down where you can find it. Murphy's Law applies to Newton's.

Offline Südenbauer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.297
  • Sexo: Masculino
Re: Re.: Argumentos teístas freqüentes e suas refutações.
« Resposta #15 Online: 27 de Abril de 2005, 22:07:54 »
Citação de: Snake
Isso é um argumento circular?

Um argumento circular é quando a própria premissa é a conclusão. Vejamos:
Proposição - Deus existe.
Premissa - Deus existe por si mesmo, não teve causa, sempreexistiu, existe por si mesmo.
Conclusão - Deus existe.

Tendo em vista uma premissa isolada para provar a existência de Deus. Sim, é uma falácia, mas tendo em vista o argumento somente para argumentar sobre a natureza de Deus, é aceitável, mesmo não tendo lógica.

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.004
Re: Re.: Argumentos teístas freqüentes e suas refutações.
« Resposta #16 Online: 30 de Abril de 2005, 14:17:10 »
Citação de: Fernando
Tendo em vista uma premissa isolada para provar a existência de Deus. Sim, é uma falácia, mas tendo em vista o argumento somente para argumentar sobre a natureza de Deus, é aceitável, mesmo não tendo lógica.


Argumentos partem de premissas para chegar a conclusões. Se as premissas forem falsas ou incompletas ou irrelevantes, as conclusões serão falaciosas, por mais bem elaborada que seja a lógica usada.

Por mais lógica que pareça uma argumentação, a realidade tem preferência. Se nossa lógica leva a resultados que não se confirmam na prática, temos que rever nossas premissas ou nossa lógica.

Este é o caso de argumentos para provar a existência de Deus. Que premissas nós temos? São confiáveis? Como podemos afirmar que nosso conhecimento das coisas é suficiente ou correto?

Por mais lógico que pareça, por exemplo, o argumento da Primeira Causa, cadê as evidências de que Deus existe mesmo?

A lógica pode mostrar que a existência de uma coisa é possível, mas ainda é preciso encontrar essa coisa na prática.

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.004
Re: Re.: Argumentos teístas freqüentes e suas refutações.
« Resposta #17 Online: 30 de Abril de 2005, 14:31:11 »
Citação de: Wellington Zangari
Mas, minha única questão é que as teorias científicas também são um conjunto de crenças, mas crenças empiricamente testáveis e testadas. A diferencça é que as crenças religiosas geralmente não são testáveis. Por isso, não temos que ter medo de afirmar que, como cientistas, temos crenças! Mas, sempre temos que enfatizar o aspecto que o Dono da Verdade apresentou: "As teorias não são consideradas verdades intocáveis, mas ao contrário, são (ou pelo menos devem) estar sujeitas à crítica e à refutação para que haja dessa forma um contínuo aperfeiçoamento das mesmas em direção à verdade."


A crença do cientista é mais uma convicção de que as coisas se comportam sempre de uma determinada maneira, dentro de determinadas condições. E ele chega a esta convicção depois de muitas experiências com resultados semelhantes.

Mas ele sabe que sua conclusão pode ser apenas um caso particular de uma coisa maior, assim como o universo descrito por Newton é um caso particular do universo relativístico.

Para os não-cientistas, o que importam são os resultados práticos, as aplicações da tecnologia no dia-a-dia. Cada vez mais gente usa celulares, mas pouquíssimos têm idéia de como funciona.

Até mesmo os cientistas, a partir de uma teoria incorreta, podem chegar a um produto útil, mesmo que a explicação sobre seu funcionamento tenha que ser corrigida mais tarde.

E o que foi que a religião inventou até hoje? Vacinas? Televisão? Carros, aviões, computadores, tomografia? Tudo o que ela nos dá são promessas não comprovadas, aceitas apenas pela fé.

Offline Fernando Silva

  • Conselheiros
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 6.004
Re: Re.: Argumentos teístas freqüentes e suas refutações.
« Resposta #18 Online: 01 de Maio de 2005, 13:25:06 »
Citação de: Wellington Zangari
Como não-teísta e psicólogo, indago-me muito em relação às questões que você fez ao final de sua mensagem. Minha resposta provisória é de que, apesar de a religião não ter "inventado" nada do que você menciona ela tem um outro atrativo, cuja natureza não podemos desprezar: a religião oferece sentido para a vida. OK, não é o sentido que eu procuro, nem você, nem muitos de nós aqui na lista... mas sabemos que isso não pode ser oferecido pela ciência, ao menos da maneira categórica que é dado pelas religiões. Claro, é um sentido que parte de premissas não testáveis e, portanto, não se tornam jamais "demonstráveis". No entanto, são absolutamente suficientes para a maior parte da população."Sentido" é tudo que querem, sobretudo aqueles que se angustiam demasiadamente com o "não-saber", com a dúvida, com o questionamento. Creio ser essa um dos "trunfos" mais exitosos da religião e das tradições (como o Budismo, que não pode ser enquadrado "meramente" como religião [seria um etnocentrismo reducionista]).


Sim, a religião pode ser como um Prozac. Ajuda a pessoa a suportar a vida. Pode ser melhor que a bebida, as drogas ou o desespero, mas, assim como o Prozac e outras drogas anti-depressivas, é uma coisa perigosa.

Na dose certa, tudo bem. Quando há excessos, por uma tendência natural de algumas pessoas, vem o fundamentalismo, que pode prejudicar apenas o crente mas também os que o cercam e até a sociedade.

Assim como um médico deve acompanhar o caso de quem precisa de Prozac, a sociedade deve se organizar para manter sob controle a tendência ao fundamentalismo.

Offline BlehXP

  • Nível 00
  • *
  • Mensagens: 9
Re.: Argumentos teístas freqüentes e suas refutações.
« Resposta #19 Online: 24 de Maio de 2005, 21:07:15 »
A: Os cientistas já pensaram que a Terra era plana.
R: Está aí uma prova de que a ciência está sempre evoluindo.  :)

Offline Alenônimo

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.545
  • Sexo: Masculino
    • Alenônimo.com.br
Re: Re.: Argumentos teístas freqüentes e suas refutações.
« Resposta #20 Online: 24 de Maio de 2005, 22:32:30 »
Citação de: blehxp
A: Os cientistas já pensaram que a Terra era plana.
R: Está aí uma prova de que a ciência está sempre evoluindo.  :)
Não se esqueça da proposição Lamarkcista à evolução. Ela pregava que as espécies se mutavam de acordo com o ambiente. O certo é a Darwiniana que diz que os animais que nascem mais aptos é que vivem melhor no ambiente.

Ambas já foram muito bem consideradas cientificamente, mas a Lamarkcista perdeu terreno por falta de evidências...
“A ciência não explica tudo. A religião não explica nada.”

Offline Südenbauer

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 10.297
  • Sexo: Masculino
Re.: Argumentos teístas freqüentes e suas refutações.
« Resposta #21 Online: 24 de Maio de 2005, 22:56:22 »
Os cientistas já pensaram que a Terra era plana? Isso tinha base na metodologia científica?

Tarcísio

  • Visitante
Re.: Argumentos teístas freqüentes e suas refutações.
« Resposta #22 Online: 13 de Dezembro de 2005, 23:00:08 »
Por que vocês não dão tanta atenção aos argumentos muçulmanos quanto aos cristãos?

Offline Oceanos

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.924
  • Sexo: Masculino
Re: Re.: Argumentos teístas freqüentes e suas refutações.
« Resposta #23 Online: 13 de Dezembro de 2005, 23:16:13 »
Citação de: Tarcísio
Por que vocês não dão tanta atenção aos argumentos muçulmanos quanto aos cristãos?

Imagino que seja porque o cristianismo é a religião com mais adeptos onde a maioria dos membros aqui moram.

Offline Alenônimo

  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 8.545
  • Sexo: Masculino
    • Alenônimo.com.br
Re: Re.: Argumentos teístas freqüentes e suas refutações.
« Resposta #24 Online: 13 de Dezembro de 2005, 23:35:08 »
Citação de: Tarcísio
Por que vocês não dão tanta atenção aos argumentos muçulmanos quanto aos cristãos?
Porque não tem nenhum muçulmano por aqui tentando provar algo? Porque os teístas que lêem este fórum são na maioria cristãos?
“A ciência não explica tudo. A religião não explica nada.”

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!