Autor Tópico: Estudos sobre a Inquisição  (Lida 3620 vezes)

0 Membros e 1 Visitante estão vendo este tópico.

Offline Mental

  • Nível 12
  • *
  • Mensagens: 219
  • Sexo: Masculino
Re: Estudos sobre a Inquisição
« Resposta #25 Online: 03 de Fevereiro de 2007, 19:08:23 »
Nem sempre...

Offline Alegra

  • Nível 40
  • *
  • Mensagens: 4.453
  • Sexo: Feminino
Re: Estudos sobre a Inquisição
« Resposta #26 Online: 03 de Fevereiro de 2007, 20:11:26 »
http://www.spectrumgothic.com.br/ocultismo/inquisicao/torturas.htm   :susto:


Credo!!! :susto: :susto: Se eu vivesse nesta época eu seria a maior beata e até fazia certas abstinências em nome do Senhorrrr!!!!
Já sinto sua falta. Vá em paz meu lindo!

Offline Flush

  • Nível 13
  • *
  • Mensagens: 299
Re: Estudos sobre a Inquisição
« Resposta #27 Online: 07 de Fevereiro de 2007, 17:31:43 »
Recomendo vivamente um documentário excelente que passou muito ao lado nos países com mais censura religiosa. Tive de o encomendar de uma loja Australiana…

http://www.inquisitionproductions.com/home.html


Offline Flush

  • Nível 13
  • *
  • Mensagens: 299
Re: Estudos sobre a Inquisição
« Resposta #28 Online: 07 de Fevereiro de 2007, 17:35:37 »
O livro "O Martelo das Feiticeiras" (Malleus Maleficarum), escrito em 1484 pelos frades dominicanos Heirich Kramer e James Sprenger, é um manual de tortura encomendado pelo papa e adotado oficialmente durante pelo menos 250 anos, com imprimatur e tudo.
Que eu saiba, não foi revogado e é um caso típico de "batom na cueca": não dá para negar.

Recomendo também "A inquisição", de Michael Baigent, que descreve desde o surgimento até sua difusão pelas Américas.

Outro livro interessante, embora não fale especificamente da Inquisição, é o "Perseguições religiosas", de James A. Haught.

Exactamente.
E pode ser descarregado gratuitamente.
http://www.malleusmaleficarum.org/

Offline Flush

  • Nível 13
  • *
  • Mensagens: 299
Re: Estudos sobre a Inquisição
« Resposta #29 Online: 07 de Fevereiro de 2007, 17:43:17 »
Esqueci-me de referir um livro importantíssimo:

História e Origem da Inquisição em Portugal, 1859 de Alexandre Herculano

Offline João da Ega

  • Nível 21
  • *
  • Mensagens: 774
Re:Estudos sobre a Inquisição
« Resposta #30 Online: 07 de Janeiro de 2015, 12:55:25 »
(Seguindo a boa política de não criar tópicos novos quando já há algum ligado ao tema)

Quantas mortes podem ser atribuídas à Inquisição?

No release do livro O Martelo das Feiticeiras consta que [A inquisição] Levou à tortura e à morte mais de 100 mil mulheres.
Já o Reinaldo Azevedo, diz que Fidel Castro fuzilou, sozinho, muito mais do que o Santo Ofício ao longo da história: 17 mil pessoas.

http://cleofas.com.br/a-origem-da-inquisicao/ (nesse link o "Prof. Felipe Aquino" tenta justificar a inquisição)
http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/%E2%80%9Ce-os-milhoes-mortos-pela-santa-inquisicao%E2%80%9D-perguntam-e-eu-respondo/
http://www.veritatis.com.br/apologetica/artigospapaprimado/933-a-inquisicao-exterminou-30-milhoes-de-pessoas
http://pt.wikipedia.org/wiki/Inquisi%C3%A7%C3%A3o (Pelo que consta na wiki, os números tão mais próximos do que apontam Azevedo e Aquino)
"Nunca devemos admitir como causa daquilo que não compreendemos algo que entendemos menos ainda." Marquês de Sade

Offline Geotecton

  • Moderadores Globais
  • Nível Máximo
  • *
  • Mensagens: 28.298
  • Sexo: Masculino
Re:Estudos sobre a Inquisição
« Resposta #31 Online: 07 de Janeiro de 2015, 13:52:08 »
(Seguindo a boa política de não criar tópicos novos quando já há algum ligado ao tema)

Parabéns.

Acho correto.


Quantas mortes podem ser atribuídas à Inquisição?

Não há nenhuma certeza.

Mas há muita "meia-verdade" circulando como desinformação por aí. Primeiro de deve identificar as mortes causadas diretamente pela Inquisição, isto é, as pessoas que foram condenadas à morte, geralmente na fogueira, por causa de heresias, apostasias, "possessões" e outras causas. Possivelmente o número será da ordem de algumas dezenas de milhares de pessoas.

Depois devem ser identificadas as mortes causadas por atos praticados por pessoas, entidades e Estados sob patrocínio, influência ou ordem da ICAR naquela época, no contexto da Inquisição, como é o caso da "evangelização" dos povos nativos da América. Neste caso o número será da ordem de centenas de milhares a alguns milhões de pessoas.


No release do livro O Martelo das Feiticeiras consta que [A inquisição] Levou à tortura e à morte mais de 100 mil mulheres.

É possível. Mas li críticas afirmando que se trata de um exagero.


Já o Reinaldo Azevedo, diz que Fidel Castro fuzilou, sozinho, muito mais do que o Santo Ofício ao longo da história: 17 mil pessoas.

Este é o tipo de informação típica de contra-propaganda. Primeiro porque obteve o número de uma fonte oficiosa da ICAR (como bom católico que é) e, segundo, porque ignora a relação mortes/tamanho da população em cada contexto histórico.
 

http://cleofas.com.br/a-origem-da-inquisicao/ (nesse link o "Prof. Felipe Aquino" tenta justificar a inquisição)

É realmente patético os argumentos e as explicações apresentados pelo senhor Aquino, como este aqui

Citação de: Felipe Aquino
[...]
O povo e a autoridade civil, muito mais que a Igreja, se encarregavam de reprimir os hereges com violência; várias vezes os reis franceses, por iniciativa própria e contra a opinião dos bispos, condenaram à morte pregadores albigenses, por subverterem a ordem constituída. E o povo fazia o mesmo.

A população e o Estado faziam isto porque a ordem social na época era totalmente controlada pela ICAR. Quem fizesse algo que não fosse do agrado desta, seria rapidamente marginalizado.

Mas não surpreende, porque o senhor Aquino é um 'fiel soldado' da ICAR.


http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/%E2%80%9Ce-os-milhoes-mortos-pela-santa-inquisicao%E2%80%9D-perguntam-e-eu-respondo/

Já respondi antes. E reforço: Ele vai buscar dados em fontes essencialmente católicas. Se eu tiver paciência, depois comentarei sobre o texto dele.


http://www.veritatis.com.br/apologetica/artigospapaprimado/933-a-inquisicao-exterminou-30-milhoes-de-pessoas

Este é um dos sites mais conservadores dos fiéis da ICAR. E usa basicamente as mesmas fontes dos demais.


http://pt.wikipedia.org/wiki/Inquisi%C3%A7%C3%A3o (Pelo que consta na wiki, os números tão mais próximos do que apontam Azevedo e Aquino)

Sim, mas há muita controvérsia.
« Última modificação: 07 de Janeiro de 2015, 15:32:41 por Geotecton »
Foto USGS

Offline João da Ega

  • Nível 21
  • *
  • Mensagens: 774
Re:Estudos sobre a Inquisição
« Resposta #32 Online: 07 de Janeiro de 2015, 14:42:28 »
 :ok:
« Última modificação: 07 de Janeiro de 2015, 14:45:15 por João da Ega »
"Nunca devemos admitir como causa daquilo que não compreendemos algo que entendemos menos ainda." Marquês de Sade

Offline João da Ega

  • Nível 21
  • *
  • Mensagens: 774
Re:Estudos sobre a Inquisição
« Resposta #33 Online: 07 de Janeiro de 2015, 14:44:38 »
Não há nenhuma certeza.
Mas há muita "meia-verdade" circulando como desinformação por aí. Primeiro de deve identificar as mortes causadas diretamente pela Inquisição, isto é, as pessoas que foram condenadas à morte, geralmente na fogueira, por causa de heresias, apostasias, "possessões" e outras causas. Possivelmente o número será da ordem de algumas dezenas de milhares de pessoas.
Depois devem ser identificadas as mortes causadas por atos praticados por pessoas, entidades e Estados sob patrocínio, influência ou ordem da ICAR naquela época, no contexto da Inquisição, como é o caso da "evangelização" dos povos nativos da América. Neste caso o número será da ordem de centenas de milhares a alguns milhões de pessoas.
Não acho que mortes como a dos aborígenes americanos possam ser incluídas na conta da Inquisição, embora possam ser nas contas da ICAR. A ICAR abrangia a Inquisição, e não o inverso.

Este é o tipo de informação típica de contra-propaganda. Primeiro porque obteve o número de uma fonte oficiosa da ICAR (como bom católico que é) e, segundo, porque ignora a relação mortes/tamanho da população em cada contexto histórico.
A relação entre 17.000 mortos numa ilha com população como a de Cuba, em um período de algumas poucas dezenas de anos, comparando com um número qualquer menor que esse, em mais de 3 séculos, na população da Europa medieval, é por qualquer método comparativo é desfavorável ao primeiro (Cuba)
http://cleofas.com.br/a-origem-da-inquisicao/ (nesse link o "Prof. Felipe Aquino" tenta justificar a inquisição)

É realmente patético os argumentos e as explicações apresentados pelo senhor Aquino, como este aqui

Citação de: Felipe Aquino
[...]
O povo e a autoridade civil, muito mais que a Igreja, se encarregavam de reprimir os hereges com violência; várias vezes os reis franceses, por iniciativa própria e contra a opinião dos bispos, condenaram à morte pregadores albigenses, por subverterem a ordem constituída. E o povo fazia o mesmo.

A população e o Estado faziam isto porque a ordem social na época era totalmente controlada pela ICAR. Quem fizesse algo que não fosse do agrado desta, seria rapidamente marginalizado.

Mas não surpreende, porque o senhor Aquino é um 'fiel soldado' da ICAR.
Esse também é:
Citar
Se os inovadores (hereges) guardassem para si suas ideias, poderiam viver em paz. Mas quando começaram a doutrinar, dentro da Igreja, e atrair gente simples e desprevenida, a Igreja e o Estado passaram a agir em defesa da população e da ordem estabelecida, da mesma forma como hoje o Estado reprime os  revolucionários e fora da lei
Mas embora as fontes sejam ligadas à ICAR, e por isso se deva ficar com o pé atrás (ou com o dedo atrás, como prefere dizer um colega aqui) isso não é suficiente para declarar que são números falsos.

http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/%E2%80%9Ce-os-milhoes-mortos-pela-santa-inquisicao%E2%80%9D-perguntam-e-eu-respondo/

Já respondi antes. E reforço: Ele vai buscar dados em fontes essencialmente católicas. Se eu tiver paciência, depois comentarei sobre o texto dele.


http://www.veritatis.com.br/apologetica/artigospapaprimado/933-a-inquisicao-exterminou-30-milhoes-de-pessoas

Este é um dos sites mais conservadores dos fiéis da ICAR. E usa basicamente as mesmas fontes dos demais.


http://pt.wikipedia.org/wiki/Inquisi%C3%A7%C3%A3o (Pelo que consta na wiki, os números tão mais próximos do que apontam Azevedo e Aquino)

Sim, mas há muita controvérsia.

Me parece que essa inflação no número de mortes é semelhante ao que ocorreu com a historiografia da guerra do Paraguai - um historiador de esquerda interpretou os fatos para se adequar à sua ideologia e todos compraram a versão como se fato fosse.

Ah, feliz natal a todos do
« Última modificação: 07 de Janeiro de 2015, 14:48:12 por João da Ega »
"Nunca devemos admitir como causa daquilo que não compreendemos algo que entendemos menos ainda." Marquês de Sade

 

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!